segunda-feira, 12 de junho de 2017

O PODER DE DECRETAR - OS PODEROSOS RESULTADOS DA AFIRMAÇÃO

O MAIS DINÂMICO PODER CRIATIVO EXISTENTE

Resultado de imagem para O PODER DA ORAÇÃO - AFIRMAÇÕES DIVINAS - PARA ASSUNTOS E SITUAÇÕES MUITO DIFÍCEIS

O poderoso resultado da afirmação: o mais dinâmico poder criativo existente

Um dos papas do início da igreja cristã decidiu, quando ele era somente um garotinho trabalhando nos campos, que iria se tornar Papa de Roma. À medida que ele afirmou isso,
liberou o mais dinâmico poder criativo existente,
que então deu forma às circunstâncias e eventos que fizeram que que esse garoto da fazenda se tornasse Papa, conforme ele tinha dito o que queria.

Um pequeno garoto grego, filho de um fornecedor de frutas, se perguntava como uma criança como ele poderia fazer alguma coisa em sua vida, e ascendeu de filho de um fornecedor de frutas a um amigo de Sócrates.

Um dos primeiros poetas romanos foi filho de um padeiro. Ele elevou seu pensamento tão alto em afirmações de graça que se tornou um grande poeta e autor dramático, e os romanos prestavam a ele a mesma reverência que prestavam aos imperadores.
Havia ainda um escravo grego que era doente e deformado, mas através da afirmação foi retirado do cativeiro da escravidão de um cruel senhor e se tornou uma companhia honrada de nobres e princesas.

O filósofo escocês Thomas Carlyle disse: 
"que se você proclama a liberdade do seu cativeiro, esse cativeiro desaparecerá, e você pode manter seguro a cada momento de graça."
Ele prometeu que através da afirmação voce se livra de doenças. À medida que você continua confirmando as graças, você verá como se relacionará muito melhor com as pessoas que anteriormente pareciam ser difíceis. Conforme você persiste na afirmação, notará que a sua disposição logo melhora e logo você prosperará.

Muitas coisas que anteriormente machucariam você agirão a seu favor.

A oração de afirmação está dentre as formas mais simples e poderosas oferecidas para a humanidade para melhorar e mudar a vida das pessoas!

(Trecho do livro: AS LEIS DINÂMICAS DA ORAÇÃO)

Catherine Ponder