segunda-feira, 12 de junho de 2017

O PODER DE DECRETAR - 10 Atitudes Diárias, para incluir Gratidão, em sua Vida! A CHAVE DO MERECIMENTO.

10 Atitudes Diárias, para incluir Gratidão, em sua Vida!



Movidos pela luta em alcançar o que não temos ou pela dor pelo que perdemos, muitas vezes nos esquecemos de observar as bênçãos nas pequenas coisas que ocorrem todos os dias em nossa vida. "Só há duas maneiras de viver a vida: a primeira é vivê-la como se os milagres não existissem. A segunda é vivê-la como se tudo fosse milagre". Essa célebre citação de Albert Einstein traduz o assunto com maestria.

Para desenvolvermos a gratidão, pensemos em atitudes diárias práticas e de grande efeito:

atitudes diárias

1- Ao abrir os olhos pela manhã, dê boas-vindas ao novo dia

acordar é vislumbrar nova oportunidade de vida; permita-se sentir a plenitude do momento. Quem começa o dia em vibrações de alegria vê as horas transcorrem como dádivas.

orar
2- Ore em vários momentos do dia

não precisa ser uma oração extensa, mas alguns segundos de elevação mental. Peça o que precisa e agradeça o que possui. Reconheça a presença de Deus em todos os momentos de seu dia: na natureza, nas pessoas, nas situações e esteja alerta para as suas mensagens.

respire

3- Perceba a sua respiração

respirar pode ser visto como um milagre, então, encha os pulmões com vontade, aspire boas energias e livre-se das ruins inspirando devagar.

batidas do coração

4- Sinta as batidas de seu coração

viver é a nossa maior dádiva, assim, imagine o sangue percorrendo uma extensão considerável de vasos e artérias. Pense na complexidade do organismo humano e na grande maravilha que é o funcionamento do seu corpo.

higiene

5- Cuide se sua higiene com cuidado e dedicação

é tão bom poder cuidar do próprio corpo, sabê-lo saudável, limpo e perfumado. Observe seus gestos e atividades e sinta-se bem consigo mesmo.

cumprimente as pessoas

6- Cumprimente as pessoas com alegria

lembre-se do poder que tem um sorriso e sinta o regozijo de viver em sociedade, de compartilhar seu dia com outras pessoas. Reconheça quanto bem você recebe dos outros.

amizade, simpatia

7- Manifeste amor, amizade e simpatia

não precisamos sentir a falta de alguém para sabermos o quanto amamos, somos amigos ou simpatizamos com as pessoas de nosso convívio. Demonstre seus sentimentos afetuosos.
valorize, refeição

8- Valorize os momentos de refeição

poder nutrir convenientemente o nosso corpo é uma grande bênção que merece toda a nossa atenção e respeito. Procure alimentar-se com calma, sentindo o efeito dos alimentos e considerando a satisfação de poder prová-los. Nem mais, nem menos, apenas o que seu corpo precisa para revigorar-se.

gratidão

9- Encare dificuldades como desafios preciosos

situações adversas fazem parte da vida e devem ser enfrentadas com coragem e fé. Não se lastime, não comente os aspectos negativos; assuma suas responsabilidades e enfrente seus problemas com disposição.

deitar, bençãos

10- Ao se deitar, pense nas bênçãos que viveu no dia

nenhum de nós sabe se acordará para um novo dia, mesmo assim, programamos o despertador porque a esperança é atributo natural do ser humano; mas raramente nos damos conta disso. Aquele que dorme consciente das dádivas divinas atrai bom ânimo e alegria para a própria vida.

Essas atitudes representam o mínimo diante de tantos fatos raros e admiráveis que ocorrem no decorrer de cada dia em que presenciamos a vida pulsar em nós. A gratidão é a grande alavanca do contentamento e, por elevar mentalmente a pessoa, promove disposição e atrai o bem para a própria vida.

Sê grato ao Criador e transforme seus dias para melhor. Para ser abençoado pela vida, primeiro você precisa senti-la como uma bênção!
Suely Buriasco
fonte: http://familia.com.br


ORAÇÃO NA VISÃO DA PSICOLOGIA TRANSPESSOAL


 Quando aprendemos a discernir, percebemos aquilo que precisa ser modificado em nós. A oração entra neste momento como um instrumento para adquirirmos as forças necessárias para realização desta mudança, que sabemos muito difícil de ser realizada. Aqui cabe fazer uma distinção entre a oração egóica e a oração essencial. 
Orar significa entrar em comunhão com a Consciência Cósmica Criadora da Vida (Deus) para absorver as energias refazedoras e podermos transmutar os sentimentos em desequilíbrio. 
A maioria das pessoas devido ao fato de não terem o hábito de meditar, de discernir utilizam a oração de forma egóica, isto é, elas solicitam, rogam, imploram, muitas vezes movidas pelo desespero, ansiosas por fazer com que os problemas desapareçam sejam estes uma doença, uma dor, um problema financeiro, um relacionamento difícil, enfim as diversas dificuldades tão comuns a oracaotodos nós. 
Este tipo de oração por estar baseada no ego não gera um estado de harmonia e equilíbrio e pode produzir em muitos a descrença em Deus, na vida e em si mesmas. Em outras pessoas este tipo de oração pode ampliar o estado de fanatismo por deixar implícita a crença de um Deus interventor em todas as nossas mazelas. 
O que se esquece é de meditar no motivo dessas dificuldades, que muitas vezes estão acontecendo para o nosso próprio aprimoramento espiritual. 
Para orar bem é necessário cultivar as questões essenciais da vida, utilizando a oração essencial. Isso é feito através da meditação, onde adquirimos o discernimento para saber o que é melhor para nós, o que nos traz equilíbrio e harmonia. 
A partir do momento que pela meditação nos autoconhecemos, percebemos os nossos sentimentos egóicos a serem transmutados, torna-se fundamental a desidentificação do ego e a identificação consigo mesmo em essência, para que com a identificação com o Ser Essencial que somos, nos identifiquemos com o divino em nós, com o amor que somos. 
Ao fazermos isto nós abrimos o 7o. chakra, o da transcendência para absorver as energias que provêm da Consciência Cósmica Criadora da Vida e do Amor. Essas energias estarão sendo canalizadas e distribuídas pelo 4o. chakra, o do amor, fortalecendo a nossa capacidade de transmutação dos sentimentos egóicos. Esta é a oração que faz com que o Ser Humano amadureça, assumindo o compromisso da sua busca do transpessoal, da auto-iluminação, onde Deus é um provedor das energias de amor que nos abastece e fortalece, sem intervir em questões que são importantes para o nosso desenvolvimento espiritual. 
Quando agimos assim nos tornamos conscientes das nossas ações, responsáveis pelas nossas escolhas, caminhando a passos largos para a própria iluminação. Como filhos de Deus que somos, estamos constantemente sendo estimulados por Ele para este auto-encontro, o encontro do divino em nós mesmos, onde meditação e oração, andam juntas abrindo e consolidando o potencial transpessoal em nossas vidas.