segunda-feira, 12 de junho de 2017

O PODER DA ORAÇÃO - O PODER DAS AFIRMAÇÕES E DOS DECRETOS

O PODER  DAS AFIRMAÇÕES

Resultado de imagem para O PODER DA ORAÇÃO - AFIRMAÇÕES DIVINAS - PARA ASSUNTOS E SITUAÇÕES MUITO DIFÍCEIS

Há um pensamento bem difundido, representativo de grande sabedoria que, se por todos nós aplicado, treinado com determinação, pode nos oferecer uma vida melhor, mais digna de ser realmente vivida, abrir novos horizontes, conduzir-nos para patamares de excelência em nossas vidas, profissões, relacionamentos familiares e sociais, respeito ao meio ambiente e por conseguinte a nós mesmos, trazendo-nos a felicidade e a conquista da autêntica alegria de viver.
Eis o aforismo:

“Mantenha seus pensamentos positivos, porque seus pensamentos tornam-se suas palavras. Mantenha suas palavras positivas, porque suas palavras tornam-se suas atitudes. Mantenha suas atitudes positivas, porque suas atitudes tornam-se seus hábitos. Mantenha seus hábitos positivos, porque seus hábitos tornam-se seus valores. Mantenha seus valores positivos, porque seus valores... Tornam-se seu destino.”

Portanto, a raiz, a causa de nosso agir no mundo - e esse agir sempre traz em si um retorno positivo ou negativo - está no segredo do controle, da seleção de nossos pensamentos, pensamentos que devem ser iluminadores, sempre positivos. Não nos devemos jamais permitir que qualquer pensamento de limitação cresça em nós. Porque é acreditando em nossa própria capacidade de autocrítica e julgamento, na nossa capacidade de vigiar a nós mesmos, na nossa autosuperação, autopercepção e na forma com a qual vemos o mundo e a realidade que podemos transformar a própria realidade circundante e objetiva - a partir da substituição de nossa ótica pessoal de ver, sentir e consequentemente agir no mundo.

“Orai e vigiai”, nos diz O Mestre. Assim, se adquirirmos o importante e salutar hábito de olharmos para nós mesmos, para nossos pensamentos renitentes, que se repetem face às situações pela qual temos que passar, veremos, admirados, como é possível mudarmos a cor e o rumo de nossa própria realidade interior - que reflete no exterior, no nosso ambiente.

Aqui entra o grande poder das afirmações positivas, que devemos fazer a nós mesmos todos os dias, todas as horas, se necessário. Por exemplo: Ao encontrarmos alguém que há algum tempo não víamos, evitemos de falar: “Como é mesmo o seu nome? - Sabe, até que sou um bom fisionomista, mas minha memória é péssima para nomes...” - Com certeza a sua memória continuará péssima para nomes. Repita para si mesmo(a): Minha memória é excelente, lembro-me de todos os nomes que conheço ou virei a conhecer.

Evite, de todas as maneiras que puder, afirmações limitantes: “Não posso”, “Não dou conta”, “Estou velho para aprender” “Qualquer dia desses eu faço...”Substitua esses pensamentos por outros, assim: Eu sou, portanto, eu posso.” “Eu sou capaz de realizar tudo o que desejo.” - Hoje, amanhã às tais horas, farei.” - Lembre-se: o “qualquer dia desses” - o futuro - pode não dar tempo de chegar, pode até ser tarde demais...

Repita para você mesmo(a): Eu sou feliz, meu espírito está cheio de belos pensamentos”

- Não permita jamais ancorar sua felicidade em algo externo a você, seja coisas materiais, dinheiro, situações, seja pessoas...Afirme, decrete para si mesmo que: Eu sou feliz e nada, nem ninguém, tem o poder de tirar minha felicidade ou paz de espírito. ”Eu sou feliz e pronto. Evite a todo custo dizer: “Eu não vivo sem ela, ele...”Se ela não for minha, não será de mais ninguém...” Já imaginou se ela/ele se for...se mudar de ideia e por seu próprio e inalienável livre-arbítrio decidir seguir outros caminhos? - Como é que você fica? Você percebe aqui o perigo, mas ao mesmo tempo a felicidade contida no ato de perdoar, que em muitas vezes começa com o ato de mudar para melhor nosso pensamento, ser mais compreensivo, mais amoroso, mas tolerante...e que por tais pensamentos elevados, transmutados, adquirimos gradativamente o poder de conduzir com maior liberdade e felicidade as nossas vidas?

É difícil mudar a mente das outras pessoas, mas é perfeitamente possível mudar a nossa. E ao estarmos atentos para nossos próprios pensamentos, ao decidirmos em cada minuto de nosso dia, optarmos pelo melhor, estamos, aqui e agora, calcando as bases e plantando a nossa felicidade de nos sabermos capazes de ser feliz. Independente de qualquer condição. Afirme: “Minha paciência opera milagres em minha vida” - E seja feliz cada dia, cada minuto, sabendo, como nos diz o versículo: que “Tudo posso naquele que me fortalece”. “Eu sou, perfeitamente capaz de fazer aquilo que desejo fazer”

Agora pare, feche os olhos e diga: “Eu sou a Paz infinita” - “Eu sou o Amor em ação na minha vida” - “Eu sou o silencio que tudo compreende.” “Eu sou a Luz de Deus que direciona minha vida” - Eu sou a Prosperidade plena em minha vida”. “Eu sou a Saúde Perfeita” - “Eu sou a perfeição que Deus deseja”. Pratique afirmações positivas, de qualquer espécie. Em pouquíssimo tempo, sua vida estará mudada...para muito, muito melhor!

Ivanildo Falcão da Gama
emamoreluz@gmail.com - http://www.supraconsciencia.blogspot.com/

Os Decretos

Resultado de imagem para O PODER DA ORAÇÃO - AFIRMAÇÕES DIVINAS - PARA ASSUNTOS E SITUAÇÕES MUITO DIFÍCEIS

Uma das "armas" mais eficazes que a Humanidade deixou de usar para a sua evolução é o Verbo.

O poder da palavra transcende tudo o que possas imaginar, já que também aqui há vibração - energia - pura. Esta "tradição" chegou-nos através das lendas dos magos e está agora a ser re-"descoberta" pela sociedade ocidental através do 'Segredo'. Ou seja, uma das leis mais presentes no Universo: a Lei da Atração.

Quando se diz que devemos viver no 'AGORA', significa que não devemos viver (agarrados às amarguras) no passado, nem na constante ânsia de controlar o futuro, fazendo tudo (às vezes VENDENDO A NOSSA INTEGRIDADE, INDEPENDÊNCIA, etc., ou seja, CEDENDO A NOSSA ENERGIA) em troca do que achamos ser bom para nós -  invariavelmente, brutas vivendas, brutos carros, brutos ordenados, tudo bruto… sempre o TER em vez do SER…

Como a Lei da Atração lembra, atraímos para a nossa vida aquilo que achamos merecer - ódio, se odiamos o mundo, raiva, se os outros nos "tiram do sério", inveja, se invejamos o que o vizinho tem (muitas vezes, intoxicados pela publicidade que nos diz que a felicidade só está nas capas das revistas), doença, se nos acharmos sempre doentes… até gordura, se acharmos que temos que ser maiores para sermos mais vistos (logo, valorizados) pelos outros, porque a nossa autoestima… quase não existe.

E aqui entra a vibração do Verbo, que muitos designam por DECRETOS. Ao decretares que queres para a tua vida Abundância, Amor, Paz, nem vais ter tempo para te preocupares com as doenças, ou com o que os outros acham de como tu deves ser - e eles, invariavelmente, preocupam-se apenas com o que tu deves TER (e tu vais na onda) em vez de como deves SER, porque se institucionalizou que vales pelo que tens… será por isso que as grandes religiões se empenham tanto em mostrar que TÊM, e ostentam orgulhosas, lindos e GRANDES templos? Tira as tuas ilações…

Patrícia Cota-Robles utiliza os decretos em várias áreas da vida, nomeadamente na Cura. Se te questionas quanto à exequibilidade/viabilidade destas ações, lembra que a grande maioria das doenças - para não dizer a totalidade - tem a ver com disfunções energéticas que "descem" dos nossos corpos subtis (nomeadamente o corpo emocional, bem conhecido de muitas culturas orientais) até se "cristalizarem" no corpo físico, fruto de muitos anos de "tareia" infringida por nós - quando passamos anos e anos a achar que somos injustiçados é normal que a nossa revolta e raiva se "alojem" no órgão que filtra o nosso corpo, o fígado; quando achamos que estamos presos de um contrato, de uma relação, que nos amarram, é normal que os membros inferiores comecem a sofrer de problemas; há vários livros sobre este assunto (a forma continuada como o nosso corpo nos envia avisos e de como os poderemos interpretar) e podes consultar, por exemplo, "O teu corpo diz: Ama-te".

Voltando ao 'tema', no Youtube podes visualizar "Releasing the Human Ego" (Soltando o Ego Humano), que é um Decreto em que se determina que chegou a altura de nos soltarmos do ego, a ferramenta que nos prende a esta "realidade virtual", fruto do Holograma (o Matrix) em que vivemos (em http://www.youtube.com/watch?v=lnWh8nnNWL4 ).

Notas: 1. Como a verbalização de um Decreto nos conecta com Tudo o Que É, chamemos-lhe Universo ou Deus, por exemplo, aquele acaba por se assumir como uma ORAÇÃO...

2. É referida várias vezes a (Divina Presença) EU SOU (I Am), que é a parte de Deus em nós.

Office Masaru Emoto: http://masaru-emoto.net/portuguese/portindex.html

Solange Christtine Ventura
http://www.curaeascensao.com.br