quarta-feira, 18 de maio de 2016

GANHANDO CONSCIÊNCIA - A ARTE DE SER MULHER - VOCÊ CONHECE A SUA VAGINA? DESPERTANDO O SAGRADO FEMININO

Ela está sempre com você, mas pense: quantas vezes você prestou atenção nela? Contamos 8 curiosidades sobre a vagina que você não vai acreditar, veja!


Curiosidades sobre a vagina
Você sabia que a vagina tem potencial de prazer dobrado em relação ao pênis?
Foto: Shutterstock
Existem muitas coisas que você (ainda) não sabe sobre sua vagina. Para ajudar você a conhecê-la melhor, reunimos oito curiosidades que vão mudar o jeito que você vê suas partes íntimas.
1. O clitóris contém 8 000 terminações nervosas. O pênis tem metade, apenas 4 000.
2. vagina mede cerca de 7 a 10 centímetros. Quando estimulada pode aumentar em até 200%.
3. Ela possui um sistema de autolimpeza supereficiente.
4. Suas paredes internas são plissadas e, durante o sexo, elas abrem como um guarda-chuva.
5. O pH da vagina é 4. O mesmo que o vinho e a cerveja. Fica a dica pra ele.
6. O lubrificante natural da vagina, chamado de squalene, é o mesmo do óleo dos tubarões.
7. A palavra “vagina” quer dizer “aquela que segura a espada”, em latim.
8. Ela contém várias bactérias naturais boas. Algumas deles podem ser encontradas também no iogurte.
CONHECENDO MAIS ...
Se você que está lendo esta reportagem é uma mulher, provavelmente, se identificará com pelo menos alguns dos itens listados abaixo. Se é homem, o texto pode ajudá-lo a entender melhor a sua parceira. O assunto? A vagina. 

Para começar, é preciso diferenciar vagina de vulva. A vulva compreende toda a genitália feminina, incluindo a vagina, que é apenas o canal interno da vulva. Mas até os médicos se referem ao conjunto como vagina. 

Você sabia que a mulher tem muito mais terminações nervosas na vagina do que o homem no pênis?
Os pelos pubianos protegem o órgão contra a invasão de sujeira e bactérias.
Localizado na parte superior da vagina, onde os chamados pequenos lábios se encontram, o clitóris é o principal responsável pelo prazer da mulher.
Por falar em pequenos lábios, você sabia que eles possuem tecidos eréteis? Pois é, eles ficam um pouco duro durante o ato sexual.
A urina não sai pelo canal vaginal, mas pela uretra, que fica um pouco acima da vagina.
A região entre a vagina e o útero é chamada de períneo.
Algumas mulheres tem mais ramificações nervosas no clitóris; outras, no colo do útero; outras, no períneo. É por isso que elas não sentem prazer de modo igual.
Agora, uma curiosidade interessante: os compostos do lubrificante vaginal são iguais aos do óleo de fígado de tubarão.
A vagina pode produzir algo em torno de uma colher de chá de corrimento – que pode ser branco ou inodoro – por dia. Esse corrimento é absolutamente natural.
O sexo pode provocar pequenos traumas no tecido interno da vagina. Para alguns especialistas, é por esse motivo que as mulheres tem mais infecções do que os homens.
A mulher pode ter orgasmos mais longos do que o homem.
A vagina pode, sim, se tornar mais larga. Isso, no entanto, ocorre só durante o ato sexual. Terminado o ato, ela volta ao seu tamanho original.
Consumir álcool antes do ato sexual (aquela taça de vinho ou espumante que ajudam a dar um clima romântico à relação) pode atrapalhar o orgasmo feminino. Ele afeta o sistema nervoso central da mulher, impedindo que ela tenha orgasmo logo.
Você já ouviu falar em atresia vaginal? A atresia vaginal é uma anormalidade congênita caracterizada pela ausência de vagina. Ela atinge 1 em cada 4 000/5 000 mulheres.
O clitóris e o pênis tem a mesma origem embrionária, o que significa claramente que o clitóris é uma espécie de “mini-pênis”!
A glande (extremidade do pênis onde fica a uretra) é transformada em clitóris durante uma cirurgia de mudança de sexo de homem para mulher.
Na cirurgia de mudança de mulher para homem, os grandes lábios vaginais são transformados, com a ajuda de próteses, em testículos..
A higiene do local deve ser feita com sabonete neutro para não afetar o ph da vagina.

Representação do Sagrado Ventre Feminino





















Ventre 

Fisicamente é um dos aparelhos reprodutores femininos, sua principal função é receber o embrião que se desenvolverá ali dentro até o nascimento, durante o nascimento o útero exerce a função de através de contrações expulsar o bebê. 
Órgão bem flexível se expande várias vezes mais para acomodar o feto.
Sabendo que nosso corpo é um ciclo infindável de ligação com o mental, emocional e espiritual, que outra função exerce o nosso ventre? 
Todas as experiências familiares, afetivas e sexuais são guardadas dentro do ventre, sendo assim a mulher que passa por sofrimento físico, moral ou afetivo vai acabar desenvolvendo desequilíbrio e doenças em seu ventre assim como também em sua vagina.

Como faço para curar as feridas e desequilíbrios já causados no meu ventre, ou evitar que estados emocionais que vivi ou estou vivendo afete meu Ventre? 

O nosso inconsciente não sabe diferenciar passado e presente, o que significa que tudo o que passamos, que já sofremos um dia, se não foi bem resolvido irá trazer suas consequências. Uma dica é sempre conversar com nós mesmas, assim como conversar com o ventre, tomar consciência de todas as coisas que guardamos dentro de nós, que pode estar nos afetando, a outra dica mais abrangente para curar e proporcionar saúde ao ventre é relembrar as práticas ancestrais que você guarda em seus códigos genéticos, práticas estas de purificação, proteção contra agressões externas e internas ao nosso ventre.

E para que eu vou querer trabalhar a energia do meu ventre?

A principio para curar e prevenir doenças femininas e em segundo isso irá lhe proporcionar maior poder feminino, sensualidade, auto estima, magnetismo, maior potencia sexual, assim como a falta de vitalidade do ventre irá diminuir todos os citados acima, lhe causando falta de auto confiança, mudança de personalidade e fraquezas em suas atitudes.
 Mesmo que seu ventre não tenha manifestado um problema físico, é possível que ele esteja ferido. O cuidado com o seu ventre irá lhe transformar de uma mulher ferida em um Ser Sagrado e forte, substituindo o medo, a fraqueza e a inconsciência em força, criatividade e sabedoria. 
Depois de tomar consciência a mulher irá defender seu ventre de abusos, venenos, invasões e ações negativas, saberá anular os registros nocivos do seu passado. 

Trabalhos de Cura com o Ventre 

- Práticas de Purificação e Campo Áurico de Proteção ao Ventre; 
- Afirmações Positivas Repetitivas;
- Energização;
- Alimentação Saudável;
- Comportamento Saudável;
- Exercícios Físicos;
- Conexão com os protetores espirituais, animais de poder, arquétipos Divinos e elementais;
- Consciência de toda história do seu Ventre e a Cura adequada dele; 

Exercício de Diálogo com o Ventre







































Aqui eu passo um exercício para que vocês realizem em casa. Exercício que não exige nada mais que concentração e um tempinho sozinha, além de fácil é um exercício que considero fundamental.
Tome nota de que nada irá lhe incomodar, coloque uma música gostosa, se for possível tome um banho antes e melhor ainda um banho de rosas.
 Acomode-se comece respirando profundamente, concentre-se e centre-se no eixo do seu ser, busque conectar-se com o seu Eu mais profundo, com seu Self, coloque a mão abaixo do umbigo, então do seu jeito, da forma que preferir, diga:
 - Ola Ventre, tudo bom? Você sempre ai quietinho, trabalhando todos os dias e nunca conversamos não é mesmo? Este dia pode ser hoje, o que acha? Eu gostaria de saber como você se sente, o que e quem é você, como podemos nos tornar mais íntimos. Ventre me revele as memórias que tu guarda dentro de ti, memórias estas que devem ser relembradas e transmutadas...

Em uma conversa, onde você fala e se deixa escutar, procure fazer as seguintes perguntas:

- Me conte sua história ventre...
- Existe alguma disfunção, dor ou doença manifestada em você?
- O que eu faço que silencia sua voz (comida, droga, sexo, consumismo, acomodação, trabalho, doenças...)
- Quais foram os choques físicos, emocionais absorvidos por ti ventre.
- Primeira experiencia sexual
- Sua atitude sexual (ativa, passiva, reprimida, indiferente, agressiva)
- Se engravidou, deu a luz, como foi a experiência
- O que ele sente aos homens que passaram pela sua vida
- Quais foram os homens que entraram neste seu espaço sagrado, o que seu ventre sentiu ou ainda sente em relação a eles
- Se sofreu algum abuso sexual, o seu ventre ainda sente?
- O que seu ventre sente quanto ao seu sexo, faz sexo ou faz amor.
  
Tudo o que vier a mais o que fluir para perguntar, mas não se preocupe em fazer todas estas perguntas. O seu ventre está sempre ai e oportunidades não faltaram, faça de forma bem natural e respeite o seu momento. 
 
O ventre sem dúvida falará com você, acredite, lhe fazendo revelações de sua vida, para te auxiliar em todo processo de cura, dele, do seu corpo e do seu psicológico.
 
É interessante você anotar tudo o que sentiu e o que descobriu, para daqui um tempo perceber o quanto evoluiu. 

Desejo muita luz em seu ventre e bastante descobertas para você. 

Texto Bárbara Rossi | Adaptação Ana Araujo