quarta-feira, 18 de maio de 2016

DESPERTANDO A CONSCIÊNCIA - Como ser uma verdadeira Mulher? Não basta nascer mulher tem que trazer o poder dessa essência feminina.

Não importa se você é uma mulher feminina, uma mulher machona, nem importa sua opção sexual. Você nasceu mulher, pode ser do jeito que quiser mas deve ser 

POR INTEIRA. 










O Despertar do Feminino não é o despertar da feminilidade, mas o despertar da sua essência real, do seu espirito é ser o que é, seja lá o que for.

Você já viu uma mulher que optou em transformar-se "num garotão" e mesmo assim se orgulha de ser mulher? Pois é, ser mulher não é só ser feminina, a chave mestra está em descobrir suas verdades interiores. 

A verdadeira mulher se descobre interiormente, e segue o caminho plenamente consciente de si.

A sua arma de poder, está em descobrir sua energia interior, sua essência, suas virtudes natas e o recorrecimento e aceitação das suas sombras.

Quando uma mulher é sincera consigo mesma, se descobre por inteira até mesmo suas sombras e aprende a lidar com amor com elas, então essa mulher irradia luz, carisma, força, que beneficia ela mesma, e todos que estão ao seu redor. É prazeroso estar próximo de mulheres assim! 

Quer ser uma mulher assim?

Então está na hora de descer ao seu mundo avernal, ao seu mundo inferior, ou seja, vai se encarar como realmente é. Realize a prática de Perséfone, e a faça hoje, não se suborne não deixe para amanhã o que pode fazer hoje, a vida não nos dá tempo para nos deixar de segundo plano.

PRÁTICA DE PERSÉFONE

Descendo ao seu mundo inferior, se descobrindo no interior

Sabe aquele espelho grande, que dá pra ver o corpo todo? O leve para o banheiro! Antes do banho, tire toda roupa, e se olhe no espelho. Não encolha a barriga, não faça caras e bocas, se olhe ao natural, relaxe o corpo, se olhe nos olhos, a veja exatamente como é. Primeiro se olhe em pé e de frente, depois de lado, sentada, de todas as formas que achar possível, inclusive a sua genital. 

Primeiro repare todos os seus defeitos, todas as coisas que gostaria de mudar, as observe bem, se conheça. 

Depois procure observá-la de forma mais aceitável, perceba os defeitos que acabou de enxergar, e os veja como caracteristicas de um corpo normal, que tem seu histórico e vivências, passou por um parto, suas cicatrizes que tem uma história, ou os desgostos da vida que te levou a alguns kilinhos a mais, não importa o motivo, perceba que essa é você, e é natural e bonita como é. Que o seu corpo não a torna, nem mais feia, nem mais bonita. 

Ao aceitar essa verdade, se concentre nos seus olhos e mergulhe no seu interior. Nesse momento se quiser apagar a luz e acender umas velas, essa luz, pode facilitar sua concentração. 

Agora é a vez de se perceber por dentro. Pergunte-se: 

O que sou hoje? 
O que faço da vida? 
Se eu morresse hoje, estaria satisfeita com o que produzi? 
A onde cheguei? 
Com quem eu sou? 
Existe algo na minha vida, que estou empurrando com a barriga? 
Existe algo na vida que eu não abro mão, por comodismo? 
Por medo de me adaptar ao novo? 
Existe características minhas que incomodam os outros, e eu ainda não tive coragem de enxergar? Quais são meus defeitos, minhas sombras? 
Porque eu sou assim? 
Como posso tirar proveito dessas características ruins de mim? 
Qual é o lado bom, dessa característica ruim? 
Quais são minhas aptidões? 
Quem eu sou de verdade? 
Existe alguma vergonha que eu tenha, que me impede de me mostrar pro mundo, realmente como sou? O que quero da vida? 
Como posso fazer a vida valer mais a pena? 
Pra que eu deixe o mundo satisfeita, feliz, com a minha marca registrada. 

Após ter feito isso, tome o seu banho, de preferencia no escuro, e sinta o alivio da agua escorrendo pelo seu corpo. 
Sinta-se livre, mais leve, mais verdadeira, mais inteira. Sinta-se viva, revigorada, fiel com você mesma. 

Os benefícios de ter se tornado uma mulher de verdade


Uma mulher que faça essa prática de Perséfone rotineiramente, que é sincera consigo mesmo, não se engana. É uma mulher mais leve, mais confiante e por isso passa a manifestar essa confiança se tornando naturalmente mais sensual, mais poderosa. 

Um homem que está perto de uma mulher de verdade, torna-se mais feliz, mais espiritualizado. 

É um presente estar perto de uma mulher como você. Os homens deverão ver as mulheres como uma versão da natureza, criadora, mãe por instinto, cuidadora, poderosa, temida e bondosa. E devem lhe atribuir o mesmo respeito e amor. 

Você por sua vez, mulher. Deve aceitar somente assim. E garanto, que ao se aceitar verdadeiramente, se tornando uma mulher de verdade, você só atrairá as raridades de homem, aqueles que te merecem. Pois acredite, eles existem! 

Reconsagração do Ventre 

Ainda poucas mulheres sabem sobre a importância que se deve ter com o seu ventre energético. Esta matéria é para alertar todas as mulheres jovens ou climatéricas sobre a necessidade indispensável de se limpar o Ventre Feminino.


Após o término de um relacionamento, nós guardamos todos os registros deste relacionamento, assim como as energias sexuais dentro do ventre e no canal vaginal, e é para isso que serve a reconsagração do ventre, para reproduzirmos os mesmo hábitos de limpeza do ventre que a Deusa Afrodite fazia nos seus mitos, ir até uma cachoeira ou lago banhar-se, para retomar sua virgindade energética, abrindo-se para o amor, novamente. 

Nesta prática de reconsagração do ventre, que você pode fazer conduzida ou sozinha como eu ensinarei aqui, você irá limpar o seu ventre das mágoas, sofrimento, frustrações e raiva amorosa, além dos conceitos enraizados de uma educação que te podou da manifestação do seu próprio eu. 

As mulheres que estão com baixa auto- estima, sem brilho ou com dificuldade de encontrar um bom homem para relacionar-se tendem após a prática da reconsagração do ventre, abrir portas nesse caminho e tratar estes sintomas. 

PRÁTICA DA RECONSAGRAÇÃO DO VENTRE

 Uma simples meditação, onde você consiga se aprofundar num estado de alteração de consciência, conversando com o seu ventre, perguntando para ele sobre as coisas que ele carrega dentro de si e tudo o que ele já passou, já é por si só uma reconsagração do ventre. 

No entanto hoje em dia para alcançarmos um bom resultado a nível de alteração de consciência e manifestação energética e terapêutica, é precisa algumas ferramentas além de só fechar os olhos e meditar. E é por isso que as reconsagrações de ventre, são mais ricas em detalhes. 

Ferramentas para potencializar os resultados da Reconsagração do Ventre

Produto ilustrativo, o kit do ventre possui
mais produtos alem destes e a pulseira da lua
Para facilitar essa concentração e a profundidade nessa experiencia eu passarei aqui o passo a passo da reconsagração do ventre, junto com os produtos que vocês podem comprar nesta mesma página, ou readaptarem em casa.




O primeiro passo será encontrar um local tranquilo, de preferencia que não seja incomodada. O sagrado da prática está no valor que dá para ela, por isso eu recomendo que prepare e enfeite todo o ambiente, brinque de produzir um cenário nesse local. (Abaixo uma foto do cenário que criei para minha reconsagração do ventre, para que vocês possam se inspirar).

Um ambiente a luz de vela ou com luz tênue é uma boa pedida, uma musica de natureza, newage, batidas mais forte ou algo que te emocione sem ter letra para não lhe influenciar na meditação.

Agora é o momento de iniciar a meditação, comece com a respiração, se concentre no ar que sai e entra no seu corpo, perceba o seu ritmo e o seu calor, intua as batidas do seu coração, para quem já treina o pompoarismo, contraia a MAP (musculatura vaginal), conforme as batidas do coração, para ir acordando o ventre.

Vá mergulhando sua mente e sua consciência cada vez mais dentro de você, esquecendo do ambiente do lado de fora e entrando cada vez mais dentro de si. 

Quando achar que está pronta, vá direcionando-se para dentro do seu ventre, visualize-o, imagine como ele está lá dentro, sinta a pulsação do sangue que corre nele.

Inicie um dialogo com o seu ventre, diga "oi", e então vá aos poucos criando mais intimidade com ele, encaixando no seu diálogo as seguintes perguntas: - Como você se sente? - Qual a sensação ai dentro? - O que guarda ai dentro? - Posso te ajudar? - Estamos bem? - Alguém te feriu? - O que te feriu? - Como posso ajudá-lo? - Como se sentiu a primeira vez que menstruamos? - E a nossa primeira relação sexual? - Já recebeu uma vida ai dentro? - Como foi? - Sente falta ou algo te completa? - Como está trabalhando nossas crias, nossa criatividade? - Sente falta dessa energia criativa ai dentro? - O que gostaria que eu criasse para que se sinta melhor? ... e assim você sozinha vai desenvolvendo o diálogo com o seu ventre.

Agora o segundo passo será limpar o ventre de todas as couraças "nhacas" que ele guardou ai dentro, mágoas, rancores, traumas, frustrações, medos, feridas. 

Foto retirada da internet para facilitar
o entendimento.  No entanto a nossa prática
a pulseira será colocada diretamente na pele e
com o óleo dentro do circulo. 
Deitada, coloque a pulseira da lua, sobre o ponto que sinta ser o canal do ventre, na barriga. Passe o óleo do ventre (gerânio e outras ervas) no centro da pulseira e coloque a velinha na pelve sobre um pano para a parafina não queimá-la.   





Agora vai decretando tudo o que acredita que precisa tirar do ventre, e simule com as mãos a retirada de tudo isso de dentro do circulo da pulseira, como se essa pulseira fizesse um canal de acesso a entrada e saída do seu ventre energético.

Após sentir que retirou tudo de ruim que precisava retirar, então passará a energizar o ventre. Coloque novamente o óleo dentro do circulo e vá massageando. Dessa vez diga tudo que colocar dentro do ventre, como por exemplo: amor, carinho, compreensão, respeito por mim, limites, paz, harmonia, alegria, felicidade, beleza, bondade, criatividade... e depois diga tudo o que quer atrair no amor, como por exemplo: um namorado, um marido bonito, gentil, carinhoso...(coloque o máximo de detalhes), ou para quem já tem um relacionamento, diga o que gostaria de complementar nesse relacionamento ou preservar. Diga ao seu ventre: -"Eu te re-consagro!"

Pronto agora sinta a diferença de como se sente agora e antes de ter iniciado. Perceba como a energia do seu ventre está bem e grata. Faça seus agradecimentos, e aos poucos vá retornando para o aqui e o agora.

Antes de dormir tome um banho, de preferência no escuro. E utilize o sabonete energizado para o ventre, na barriga e na pelve, decretando o selamento desse canal e a energização manifestada e ampliada para todo o seu corpo e seus caminhos.

Tome seu banho normalmente e no final, utilize o banho concentrado feminino para potencializar a sua energia do sagrado feminino e do amor. Você pode diluir uma tampa do banho em um copo grande de água  do próprio chuveiro, ou em um recipiente de 1 litro. Utilize mais 2 ou 3x nessa semana, e outras vezes depois quando sentir necessidade.

O sabonete deverá ser usado todos os dias após a reconsagração do ventre, para que o tratamento de limpeza e energização do seu ventre se mantenha. 

Dicas importante:

- É aconselhável realizar a reconsagração do ventre durante a menstruação, que já é um momento de limpeza natural do seu organismo, mas pode ser feito também em qualquer outra fase. 

- Mesmo mulheres que retiraram o ventre ou pós menopausa podem e devem realizar a reconsagração do ventre, pois a energia astral do ventre sempre estará ali, assim como os ciclos menstruais sempre continuaram, até mesmo a TPM algumas vezes. 

- É chamado de REconsagração do ventre, pois acreditamos a menarca e a primeira relação sexual também é uma consagração do ventre.

Clitoris, a prova de que o prazer sexual é fundamental na vida de toda mulher.



Sabe aquela frase comum? “Gostaria de sentir tanto prazer quanto os homens.” Pois bem, 

as mulheres já sentem tanto prazer quanto os homens, o que precisam é aprender a curar o 

seu lado emocional e normalizar as conduções nervosas e o tônus muscular do canal vaginal, 

sentindo assim muito mais prazer durante as suas relações sexuais. 

O clitóris é a única parte do corpo cuja única função é proporcionar prazer, é a estrutura do 

corpo com maior quantidade de terminações nervosas, quatro mil vindo de cada lado, sendo 

ao todo oito mil terminações nervosas, um número maior do que no homem, que tem no 

pênis de quatro a seis mil, provando então que quando as mulheres conhecem seu corpo 

podem sentir até mais prazer que os homens.

O que vemos do clitóris é somente a pontinha dele, na parte interna ele se desdobra em 

dois ramos, que envolvem todo o canal vaginal, mas encoberto por camadas de músculos e 

gorduras esse local acaba se tornando menos sensível, ou seja, mesmo que haja mais partes 

do clitoris do lado de dentro a parte de maior concentração de prazer ainda é o clitóris, a 

partezinha de fora que já conhecemos, por estar mais exposta. 

Sabendo que existe uma parte do clitóris do lado de dentro do corpo, começamos a entender 

assim a existência do famoso ponto G, que seria um local dentro da vagina da mulher que 

pode gerar tanto prazer quanto o clitóris se estimulado, o ponto G é um ponto localizado 

por volta de oito centímetros acima do clitóris pelo lado de dentro da vagina, em que se 

encontram uma grande quantidade de ramificações nervosas vindas do próprio clitóris. 

Ao todo o clitóris mede cerca de oito centímetros e é mais complexo do que a ciência costuma 

abordar, ele possui dois bulbos que descem ao longo do canal vaginal, o que os especialistas 

costumam chamar de “bulbo do vestíbulo”, esse bulbo não é uma estrutura isolada, ele é uma 

extensão do clitóris, que também enrijece com o aumento do fluxo de sangue, tornando-se 

uma área erógena de função bem semelhante ao “pênis”.

Após o crescimento do cristianismo o prazer sexual feminino foi reprimido, e até hoje 

vemos as consequências disso na libido feminina e nos bloqueios psicológicos de toda essa 

cultura, como tenho percebido em quadros clínicos em boa parte das minhas pacientes 

com anorgasmia, vaginismo e dispareunia, que se queixam da repressão dos pais em sua 

sexualidade quando crianças, o que se estende em suas escolhas ainda hoje.

Para aumentar o prazer feminino, o pompoarismo tem ferramentas que formam um 

casamento perfeito, o fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico (canal vaginal) e a 

conscientização corporal destes mesmos músculos. Os ganhos dessas duas funções do corpo 

servirão como ótimos aliados no aumento da sensibilidade, estreitando as paredes do canal 

vaginal e facilitando o prazer sexual, podendo até ajudar a proximidade ao orgasmo, para 

quem tem dificuldades de alcança-lo. 

Muitos autores ainda defendem a teoria de que a única ou principal finalidade do sexo é a 

reprodução, isso “cai por terra” quando levamos em conta a finalidade do clitóris, que além 

de ser um local independente do canal vaginal tem como única função dar prazer, levantando 

um novo paradigma de que o ao invés de uma função reprodutiva, o sexo tem o prazer 

como objetivo fundamental, além de ser um importante facilitador da fecundação, já que as 

contrações musculares involuntárias que ocorrem durante o orgasmo facilitam a condução do 

esperma à trompa uterina para a fecundação do óvulo.