quarta-feira, 13 de julho de 2016

DESPERTANDO A CONSCIÊNCIA - AUTO ESTIMA : O EXERCÍCIO DE SE AMAR - O poder da autoestima nos relacionamentos - Para Melhorar a Autoestima – Como se Amar mais, Causas

Para Melhorar a Autoestima – Como se Amar mais, Causas

Você se ama? Uma pergunta que não deve calar e de grande importância para melhorar a autoestima.
Em primeiro lugar devemos se amar, gostar de si mesmo e aceitar os defeitos. Ninguém é perfeito, todos temos falhas, visíveis ou não, algumas delas podemos melhorar, outras é impossível, é aí a hora de focar nas nossas qualidades.
Muitos defeitos podem ser corrigidos com plásticas, serem disfarçados com um look especial, mas além da aparência, uma boa autoestima resolve muitos problemas.
Muitas pesoas se veem diferente do que realmente são, constroem uma autoimagem e se vê de forma distorcida no espelho, que pode ser mais gorda do que realmente é ou mais magra , vê defeitos que não existem e torna-se uma pessoa insatisfeita consigo mesma, infeliz e segundo ela feia.
A autostima deturpada é a causa de muitos problemas, e é criada ao longo da vida, por culpas, e experiências negativas sobre si mesma.
Nunca é tarde para ser feliz, e você pode modificar isto, veja como:

Dicas para melhorar a autoestima


 – Devemos focar em nossas qualidades e não deixar os defeitos sobrepor as qualidades.
 – Evite o excesso de cobrança e o perfeccionismo.
 – Olhe de verdade para você, quem sou? Quais são minhas habilidades?
 – Pondere os pontos positivos e os negativos da sua personalidade.
 – Seja realista sobre o futuro, o que quer construir.
 – Anote situações que considera a causa de sua baixa autoestima e defenda-se dos sentimentos negativos.
 – Conviva mais com sentimentos positivos, evidencie coisas boas com fotos para recordar, cartas ou presentes.
 – Pratique atividades prazeirosas e que gosta mais vezes.
 – Tenha tempo para se divertir, praticar um hobby ou fazer boa ação.
 – Evite lamentos, converse coisas boas, cultivo o sorriso, ele é fundamental para melhorar a autoestima e o humor.
 – Cultive boas amizades e relacionamentos saudáveis.como-melhorar-a-autoestima-melhorar-bem-estar-22
 – Mantenha uma alimentação saudável e equilibrada.
A autoestima não deve ser de menos e nem de mais. Alguns fatores da vida podem interferir diretamente sobre nossa autoestima, como perda de um ente querido, bullyng, abusos sexuais ou físicos, relacionamento destrutivo, relações tóxicas, fim de relacionamento, ansiedade, perda de emprego, pensamentos negativos, pressão e meta rígidas, preconceitos, obesidade e influências hormonais.
Todas estas informações podem te ajudar melhorar sua autoestima, começar se enxergar como realmente é e amar-se mais.

O poder da autoestima nos relacionamentos



Autoestima tem o poder de afastar relacionamentos ruins, a autoestima ajuda a manter o relacionamento saudável, equilibrado e atrai felicidade.

Dicas de autoestima para conquistar relacionamentos mais saudáveis e equilibrados.

O amor, como todo outro sentimento, vem de dentro. E, para sermos capazes de amar alguém, precisamos antes de mais nada amar a nós mesmas. Afinal, nós somos a única pessoa certa que teremos em nossa vida até o final, a única pessoa que nunca vai deixar de lutar por nós, de se preocupar com nossas necessidades, de defender nossos interesses…

Todas as outras pessoas em nossa vida são variáveis na equação dos nossos relacionamentos e nós somos a única constante. Se não conseguirmos amar a nós mesmas, não seremos boas amantes também.

Com isso em mente, trouxe essas dicas sobre autoestima para conquistar relacionamentos mais saudáveis e equilibrados.



1. Autoestima tem o poder de afastar relacionamentos ruins:

Por isso, para garantir um lugar e uma voz para você mesma em seus relacionamentos, amorosos ou não, ame-se em primeiro lugar. Isso vai dar a você a confiança de que você precisa para lutar pelos seus ideais, realizar seus sonhos e saber a hora de abandonar relacionamentos que estão fazendo mal a você.A autoestima é a força motriz que faz você se expressar e exigir dos outros o respeito que você merece em seus relacionamentos. É o que vai garantir que você tenha coragem de se expressar em situações constrangedoras, nas quais pode ser decisivo fazer valer suas opiniões.

2. Autoestima atrai a felicidade:

Quando você se ama, você fica mais atenta às suas necessidades, opiniões, desejos e sonhos.

Quando você está de bem consigo mesma e com a autoestima em alta, fica mais fácil perder a vergonha de se conhecer, até mesmo no sentido sexual. Com isso, você estimula seu autoconhecimento e consegue tomar decisões mais antenadas às suas necessidades e gostos, garantindo uma maior felicidade e qualidade de vida para você em seus relacionamentos.

Afinal, quando a gente ama alguém, a gente quer passar tempo com essa pessoa, certo? Então, quando você se ama – isto é, quando tem autoestima -, você também entende a importância de dedicar tempo a si mesma, cuidando de seu corpo, mente e coração.

Minha dica para você turbinar sua autoestima:

O primeiro passo para conquistar sua autoestima é o autoconhecimento. Algumas técnicas de coaching que envolvem exercícios super simples, mas ao mesmo tempo super esclarecedores, são fundamentais no processo de autoconhecimento.

Através destes exercícios, é possível encontrar todos os obstáculos que impedem você de se amar, e transformar todas as suas inseguranças em autoconfiança, que será sua poderosa arma de sedução.


AUTO ESTIMA : O EXERCÍCIO DE SE AMAR



Constantemente, eu ouço comentários ou leio artigos sobre autoestima. Na maioria das abordagens que analisei, a auto estima está sempre ligada ao físico e sua aceitação. A orientação dada é que devemos nos amar e cuidar do nosso corpo. Vestir-se bem, manter uma boa alimentação, cuidar da forma física, tudo isso são passos para elevar a autoestima e sentir-se bem consigo mesmo. 

Na minha opinião, o foco para trabalhar a autoestima deve ser muito mais amplo. É necessário se amar e fortalecer essa relação de amor e confiança em si próprio. 

Quando nos amamos e acreditamos em nosso potencial, somos capazes de transformar a nossa vida e alcançar os objetivos desejados.
Acreditar em si mesmo e se dar o devido valor. Quando adotamos essa postura, passamos, também, a dar limites aos outros. Compreendemos que dizer NÃO é necessário para nosso próprio respeito e bem estar. 

Por estarmos seguros do nosso valor, não precisamos mais concordar e aceitar tudo que o outro nos pede e impõe.  A nossa força interior e auto confiança nos faz entender que as pessoas devem nos amar independentemente de sermos “bonzinhos”.  A nossa aceitação interna é tamanha que não precisamos mais da aprovoção de ninguém para nos sentirmos bem. Quando essa necessidade de aprovação cai por terra, não mais sofremos para dar limites às pessoas. Dizer não é uma questão de amor próprio e respeito a si mesmo.
 
Outro aspecto que se modifica quando estamos em harmonia interna é que passamos a nos perceber como merecedores das vitórias. Deixamos de lado a crença de quem não vencemos ou recebemos algo porque não somos bom o suficiente para isso. As pessoas com baixa auto estima tendem a se diminuir diante dos outros e não se vêem como merecedoras de conquistas.  

Essa realidade se expande para as diversas áreas da vida: no amor, no trabalho, no convívio social... Aceitamos qualquer migalha de qualquer pessoa porque alimentamos a crença que é aquilo que nos cabe já que somos inferiores. 

A verdade é que precisamos internalizar que temos méritos e nascemos para sermos felizes. A primeira pessoa que precisa acreditar nisso somos nós mesmos e, quando nos amamos, essa é uma crença que se fortalece naturalmente.
 
Agora pense: quando a autoestima está elevada, você concorda que passamos a nos dar mais valor e exigir mais respeito por parte das pessoas? 

É exatamente isso que acontece! Por isso que dizem que pessoas seguras não levam desaforo para casa. 

Não digo isso no sentido de estimular comportamentos agressivos, nada disso! 

O que é modificado é nosso auto conceito e, à partir disso, não permitimos que outras pessoas nos inferiorize ou desrespeite. Tudo desfila novamente na passarela do amor próprio!

E assim, se forma uma pessoa com a autoestima elevada.

Alguém que se ama acima dos julgamentos alheios e que não tenta se encaixar nos esteriótipos somente para ser aceita. Ter a auto estima elevada é se respeitar e valorar o seu bem estar acima de qualquer coisa, não de uma forma egocêntrica, mas de maneira natural. Quando nos amamos, é normal que nos cuidemos e exijamos dos outros esse mesmo comportamento. 

Portanto, eleve seu amor próprio se aceitando, se conhecendo e partindo em busca do que VOCÊ deseja melhorar para SE agradar. 

O seu foco principal deve ser sempre: VOCÊ! Então, eleve a sua autoestima se amando e compreendendo que a pessoa mais importante da sua vida é VOCÊ!

fonte : portalluzdaserra.com.br