quarta-feira, 16 de julho de 2014

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - PRÁTICAS ESPIRITUAIS DE 4º RAIO: BRANCO (QUARTA-FEIRA)

PRÁTICAS ESPIRITUAIS DE 4º RAIO: BRANCO (QUARTA-FEIRA)




Quarto Raio - Branco

Virtudes - Pureza, Harmonia, Ressurreição e Ascensão.
Dia da Semana: quarta-feira
Arcanjos: Gabriel e Esperança
Mestre: Serapis Bey
Elohim: Claire e Astrea
Regência: Lua
Símbolo: Lírio Branco
MANIFESTAÇÕES DO QUARTO RAIO NO HOMEM EVOLUÍDO
Simpatia, generosidade, rapidez de intelecto e de percepção, afetividade,
equilíbrio, harmonia, unidade, intuição, correto julgamento, sabedoria,
criatividade, beleza.
MANIFESTAÇÕES DO QUARTO RAIO NO HOMEM INVOLUÍDO
Autocentralização, implicância, instabilidade, paixões intensas, extravagância, imprecisão, indolência, instabilidade, luxúria, vícios humanos, confusão,
sensibilidade extrema, conflitos e crises constantes, cooperação com a parte e não com o Todo, obscurecimento da intuição.
Necessitará desenvolver serenidade, confiança, harmonia, autocontrole, pureza, altruísmo, equilíbrio e precisão.

Lei do mínimo esforço 

1) Praticar a aceitação, dizendo: "hoje aceitarei pessoas, situações, circunstâncias, como eles se manifestarem". O momento é como deve ser, porque todo o universo é assim. Não se voltar contra o universo, lutando contra o momento presente. Dizer a si mesmo: “minha aceitação será completa; verei as coisas como são e não como gostaria que fossem”.

2) Aceitando as coisas como são, assumir a responsabilidade pela sua situação e por todos os fatos que considera problemáticos. Assumir claramente a responsabilidade é não culpar alguém, ou alguma coisa, pela sua situação. Todo problema traz em si uma oportunidade, que a consciência das oportunidades permite olhar para o momento problemático e transformá-lo em benefício.

3) Aceitar sua percepção sem lutar. Desistir da necessidade de defender seus pontos de vista e convencer os outros a aceitá-los. Permanecer aberto a todos os pontos de vista e não se prender a nenhum deles.

SER a harmonia

Nosso universo físico é fruto de uma vibração eterna, universal, conhecida como o som primordial de AUM. Este som irradia uma frequência universal que ressona em harmonia com o plano de Deus. Nossa missão como seres humanos em evolução é estar cada vez mais consciente e integrado com essa vibração divina, expressando todas as potencialidades da purificação e harmonização. 

Esta inteligência está naturalmente conectada com a lei espiritual do mínimo esforço, que nos lembra de simplesmente relaxar, e permitir que sejamos guiados pela música das esferas, que guia e ilumina nossos corações.
Através desta lei espiritual percebemos nossa possibildiade de fluir na vida com tranquilidade e segurança de que estamos seguindo o caminho certo, em comunhão com a vibração do amor incondicional, que a tudo cura e harmoniza.

Inteligência Musical

Esta capacidade se caracteriza pela sintonia com a vibração universal de AUM, a compreensão vinda diretamente através da percepção dos sons, ritmos, melodias e harmonia. Esta inteligência pode ser desenvolvida através da prática dos diversos instrumentos musicais. A facilidade natural de compreensão e sentimento das notas musicais então é conciliada com a coordenação motora (inteligência cinestésica) e otimiza a utilização deste dom sagrado.
Através da música pode-se criar frequências dos sons sagrados que elevam nossa consciência aos níveis espirituais. Os seres dotados desta capacidade normalmente são bem sucedidos ao interpretar, distinguir, reproduzir, mixar e criar sons, com a voz ou instrumentos. Os cantores, músicos, maestros são os principais representantes deste raio de inteligência.

Contemplação

A capacidade de observação e contemplação é a natureza mais íntima do SER humano. Todos sabemos que através da respiração podemos nos harmonizar e entrar em equilíbrio. Naturalmente quando alguém está nervoso, sugerimos que se acalme respirando fundo. Quando estamos doentes, instintivamente levamos nossa mão ao local da enfermidade. Estes são alguns sinais de nossa sabedoria natural que é a verdadeira harmonia com o SER.
Ao aprendermos a meditar, nos entregamos na contemplação, na observação e na harmonização com a verdadeira essência de nosso SER. Quando vivenciamos este processo, nos entregamos a perfeição do universo, e permitimos que o raio branco e rosa harmonize e purifique nosso psicossoma, transmutando todas as emoções, para que sejam unificadas no amor divino.


Decretos do 4º Raio