quinta-feira, 19 de julho de 2018

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - 10 benefícios da prática da meditação

A meditação traz inúmeros benefícios para os seus praticantes. 

Imagem relacionada

Você já deve ter ouvido falar, ou conhecido alguém que a pratique. Mas você sabe os benefícios que a meditação pode trazer para a sua vida?

A prática da meditação é estabelecida na cultura oriental há milhares de anos. Por aqui, nas bandas ocidentais no planeta, ela começou a popularizar-se a partir do século passado e hoje já possui muitos adeptos ao redor do globo. O fato é que essa atividade pode trazer muitos benefícios para nossa saúde, tanto física, quanto mental e espiritual, e não requer equipamentos, grandes espaços ou preparo físico especial.  Além de ser algo que pode transformar o seu dia a dia, a meditação é também uma atividade muito simples: para tanto, você precisa apenas de disposição e persistência. Listamos 10 benefícios da prática da meditação para você conhecê-la melhor e incluí-la de vez em sua rotina!

1 – Deixa você mais feliz
“Como a psicóloga PhD em Neurociências e diretora da MindSpace Clinic, Sarah Roberts, exemplifica, ‘é sublime poder sentir a água correr pelas costas durante o banho da manhã; é gratificante poder ouvir o filho descrever o seu dia sem ficar olhando para ele e pensando na lista de coisas a fazer. O exercício do foco no momento presente nos protege de passar o tempo todo no passado, ou ruminado sobre o futuro, ou inventando situações hipotéticas provocadoras de ansiedade’”, indica o neurologista Martin Portner. Tal mecanismo é capaz de reduzir a diferença entre o que somos e o que desejamos ser, aliviando o desconforto psicológico, conduzindo a momentos mais felizes.

2 – Diminui o estresse negativo
Um grupo de cientistas do Davis Center for Mind and Brain da Universidade da Califórnia constatou que meditar regularmente reduz os hormônios do estresse, da ansiedade e da hiperatividade, a adrenalina e o cortisol. “Além disso, aumenta a produção das endorfinas, que são neurotransmissores relacionados à sensação de bem-estar e felicidade”, comenta o psicólogo coaching e trainer em programação neurolinguística Roberto Debski.

3 – Reduz o envelhecimento
O encurtamento dos telômeros, que são estruturas na porção final dos cromossomos do DNA, acontece após cada divisão celular. “Na velhice, este desgaste chega a um ponto onde não é mais possível que aconteçam divisões celulares sem falhas, o que pode desencadear doenças degenerativas. A prática regular de meditação aumenta o nível da enzima telomerase, que protege os telômeros deste desgaste em cerca de 30%, reduzindo o processo de envelhecimento para níveis menores”, destaca Roberto Debski.

4 – Influencia (positivamente) nas relações sociais
“Uma pesquisa realizada no Wake Forest Baptist Medical Center, Carolina do Norte, ensinou meditação a voluntários e suas atividades cerebrais foram monitoradas antes e depois das sessões. Foi constatada uma diminuição da atividade da região denominada amígdala [cerebral], responsável por regular as emoções, e houve uma redução dos níveis de ansiedade em cerca de 39%”, comenta Roberto Debski. Tal fato comprova que a meditação favorece o equilíbrio emocional, assim, a conexão com os outro.

5 – Melhora a atenção, a concentração e ajuda a organizar melhor o tempo.
“Meditar é educar a mente. Quando aprendemos que a mente é parte da gente, mas não somos nós, conseguimos mergulhar num autoconhecimento profundo”, observa a terapeuta vibracional e mestre em Reiki, Andrezza Ferrari. Para a profissional, a partir desse momento, a prática leva ao domínio da mente ao ponto de trazer mais foco e concentração, afetando a forma como organizamos nosso tempo.

6 – Promove consciência ecológica
Ao meditar regularmente, você amplia a consciência, traz a sensação de conexão e compaixão, não só com os outros, mas com a natureza. “Pessoas que meditam com frequência estão mais conectadas à natureza, inclusive sendo o local de escolha para práticas de meditação”, salienta Roberto Debski.


7 – Favorece o funcionamento cerebral e a memória
A técnica de atenção plena, proveniente do hábito meditativo, age em benefício das funções cognitivas através da redução do estresse. Sabe como? “Um estudo publicado em 2013 examinou os níveis de cortisol em 30 estudantes de medicina antes e depois de um treinamento de quatro dias em meditação Mindfulness; observou-se que a taxa de cortisol sofreu imediata redução. Sabe-se que os elevados índices de cortisol agem no hipocampo, onde são alocados os arquivos da memória, de forma danosa, tornando a pessoa mais inclinada a esquecer nomes, datas e onde objetos ficam armazenados”, relata Martin Portner.

8 – Dá mais energia e evita prostração
Lembra que a meditação ajuda a manter o foco? É dessa forma, direcionando o foco, que obtemos uma economia na energia e diminuímos o desperdício da mesma.

9 – Aumenta a imunidade
Sim, há conexão entre meditação e sistema autoimune. Uma prova disso é o estudo publicado na Psychosomatic Medicine, que comparou um grupo de meditadores com outro de não meditadores. “Ambos receberam uma vacina contra a gripe; mais tarde, quando os anticorpos foram mensurados, verificou-se que o grupo de meditadores estava muito mais protegido contra a gripe do que os não-meditadores”, conta Martin Portner.

10 – Reduz problemas do coração
De acordo com a Associação Americana do Coração, meditar regularmente diminuiu em cerca de 47% o risco de infarto do miocárdio em adultos, que tinham, em média, 59 anos – acompanhados de 2000 a 2009.

Resultado de imagem para MEDITAÇÃO: VOCÊ SABE MEDITAR?
Texto e entrevistas:  Redação Alto Astral/ Consultoria: Andrezza Ferrari, terapeuta vibracional, mestre em Reiki, na cidade de São José do Rio Preto/SP; Martin Portner, neurologista e Mestre em Neurociência pela Universidade de Oxford, com habilidades entre atendimentos clínicos e palestras, treinamentos e workshops sobre sabedoria, criatividade e mindfulness; Roberto Debski, psicólogo, coaching, trainer em Programação Neurolinguística e orientador de grupos de meditação.