segunda-feira, 1 de agosto de 2016

SAÚDE E EQUILÍBRIO - Como identificar o HPV no homem - CUIDANDO E CURANDO

Como identificar o HPV no homem



Popularmente conhecida como verruga genital, o HPV é uma doença sexualmente transmissível(DST) causada pelo Papilomavírus - grupo de vírus que engloba mais de cem tipos diferentes. A infecção se dá por via sexual, mas há casos em que a transmissão ocorre de mãe para feto e através do compartilhamento de objetos pessoais que podem servir como abrigo para o vírus. Para os homens, devido às características anatômicas do seu órgão genital, a percepção da infecção é mais perceptível. Dessa forma, neste artigo de umComo, você encontrará dicas para identificar o vírus do HPV no homem. É importante salientar que o HPV está diretamente relacionado ao diagnóstico de câncer de colo de útero e ao câncer do ânus. Mas, nem todos os infectados desenvolvem qualquer tipo de câncer.




A contaminação

Também conhecido como: crista de galo, condiloma acuminado, figueira e cavalo de crista, o vírus HPV acomete tanto homens quanto mulheres. A infecção com o vírus HPV, no homem, geralmente se dá pelo surgimento de verrugas dos mais variados tamanhos no pênis (sendo mais suscetível na cabeça, ou glande) e no ânus. Mas, as lesões podem aparecer, também, na boca e na garganta.
No entanto, a olho nu, fica difícil saber quem tem e quem não tem o vírus. Uma vez que há quem não apresente nenhum sintoma aparente. No entanto, pode infectar seus parceiros sexuais ainda assim.
Não há um exame específico que auxilie na identificação de homens infectados. Logo, alguns exames podem auxiliar nessa busca, como:
  • Peniscopia - exame feito para identificar lesões do HPV no pênis
  • Urestrocopia - exame da uretra
  • Genistocopia - exame que permite avaliar toda a região genital: escroto e uretra, por exemplo.
  • Oroscopia - exame da cavidade oral
  • Anuscopia ou retoscopia - exame da região perianal, anal e retal

O tratamento


Apesar de não haver um método 100% eficaz, o HPV pode ser tratado com uma pomada própria. Caso sejam verrugas pequenas, elas sumirão por conta própria. Algumas infecções com o vírus devem ser tratadas através da cauterização ou do laser. Ficando a critério do urologista ou dermatologista o método mais indicado.
Devido a falta de métodos 100% eficazes, o vírus fica inativo em seu corpo e pode voltar a aparecer anos depois do primeiro tratamento, sempre que seu sistema imunológico estiver em baixa, por exemplo.
Atualmente, muito se ouve sobre a vacinação contra o vírus HPV nas mulheres. Mas, aos homens também é oferecida tal vacina, a Gardasil. E é indicada para pessoas ainda não contamidas com até 26 anos.
O tratamento