sábado, 2 de julho de 2016

SAÚDE E EQUILÍBRIO - DICAS TERAPÊUTICAS - Cana do Brejo - combate inflamações dos rins, cálculo renal, distúrbio menstrual e muito mais benefícios

Cana do Brejo e seus benefícios....

Também conhecida como cana-branca, cana-do-mato, cana-de-macaco, cana-roxa, jacuacanga, paco-catinga, paco-caatinga, periná e ubacaiá Inclui o sinônimo botânico Costus scaber. Pertence a família Zingiberaceae.




Para que serve a cana do brejo :
A cana do brejo é usada em dietas e formulações para emagreciemento, devido a suas qualidades diuréticas e sudoríferas. Não é mais uma planta milagrosa e sim um bom auxiliar.
Lembre-se que a melhor maneira de emagrecer é tendo uma dieta equilibrada e exercícios físicos, além disso é um bom auxiliar para quem tem problemas urinários.


http://www.ervasmedicinaiscuram.com/
cana do brejo  ( Costus spicatus )
cana do brejo  ( Costus spicatus ) pouco conhecida, ela cresce nos brejos em sua forma possui roseas com bordas brancas, tubulares, por dentro amarelas bracteas cor de carmim, mais nela há substâncias dignas de um verdadeiro remédio, seus Principios Ativos são: matérias pécticas, taninos,ácido oxálico, inulina, a mesma possui ação anti-reumáticadiurética, calmante das excitações nervosas e do coração, antidiabética, anti-inflamatória dos rins e bexigaA erva é indicada nos casos sífilis, inflamações da uretra, nefrite, dores e dificuldade de urinar, uretrite, arteriosclerose, blenorragia, cálculo renal, distúrbio menstrual, inchaço e problemas nos rins .



Receita Medicinal 

Ingredientes:
  • 1 colher ( sopa )  de erva cana do brejo
  • 500ml de água

Modo de Preparo: Leve a água ao fogo e deixe até começar a ferver, em seguida coloque 1 colher (sopa ) da erva cana do brejo e deixe levantar fervura, desligue. Tampe e deixe abafar por 10 minutos. Beba de 1 xícara de 3 a 4 vezes ao dia.  


Aquela dor constante ou em cólicas, que começa na região lombar (nas costas, acima da cintura) e vem para a frente, na região abdominal, podem ser os temíveis cálculos renais, ou, como são conhecidos popularmente, pedras nos rins.
Estas são formações endurecidas, que resultam do acúmulo de cristais existentes na urina e se localizam nos rins ou vias urinárias. Esses cálculos podem passar despercebidos ou podem causar essas dores fortes, que podem ser acompanhadas de enjoos ou vômito e necessitam atendimento médico, conforme o caso.

Sintomas de cálculos renais

  • Suspensão ou redução do fluxo urinário;
  • Sangue na urina;
  • Necessidade mais frequente de urinar;
  • Infecções urinárias.

Causas para formação de cálculos renais

  • Grande quantidade de cálcio, fosfatos, oxalatos, cistina, ou falta de citrato;
  • Volume insuficiente de urina, ou urina supersaturada de sais;
  • Alterações de anatomia;
  • Distúrbios metabólicos do ácido úrico ou da glândula paratireoide;
  • Obstrução das vias urinárias.
Apesar de ser um problema bastante sério, que em certos casos necessita tratamento médico, algumas medidas e cuidados caseiros podem ser especialmente eficazes para combater essa moléstia:

Descrição botânica
Planta da família das Zingiberaceae, também conhecida como canarana-do-brejo, cana-do-brejo, caatinga, cana-branca, jacuanga, pacová, jacuanga, cana-do-mato, jacuacanga, paco-caatinga, periná, ubacaia, ubacayá.
É uma erva que cresce nos brejos, de haste ereta, dura, até 2 metros de altura.
Possui flores rosas manchadas de branco, tubulares, por dentro amarelas bracteas cor de carmim.
Folhas alternas, oblongas, invaginantes, verde-escuras ,com bainha pilosa e avermelhada na margem.
Parte utilizada: Colmo, hastes e folhas.
Habitat: É nativa do Brasil, aparece principalmente em brejos.
Historia: É usada tradicionalmente pelos caboclos, especialmente em emplastros para dores, edemas, contusões.
Faz parte também da farmacopéia homeopática.
Propriedades Medicinais da Cana do Brejo
Propriedades medicinais: Antiinflamatória dos rins e bexiga, antilítica, antidiabética, anti-reumática, aperitiva, calmante das excitações nervosas e do coração, depurativa, diurética, diaforética, emenagoga, estomáquica, febrífuga, resolveste de tumores, sudorífera, tônica.
A cana do brejo também é indiciada nos casos de afecções renais, albuminúria, arteriosclerose, catarro, pedras na bexiga, afecção da bexiga; cistite com dores, diabete, disúria, falta de regras, febre, gonorréia, hidropisia, inflamação dos rins, insuficiência cardíaca, leucorréia, micção sanguinolenta, picada de inseto, reumatismo, rins, sífilis.
Princípios Ativos: Ácido oxálico, inulina, taninos, matérias pécticas.
Cuidados há tomar
Contra-indicações: Evitar o uso prolongado, pois pode resultar no surgimento de urólitos (por ser rica em oxalato de cálcio). Evitar seu uso em pacientes com calculos renais de oxalato de calcio.
Modo de usar:
Hastes: leucorréia, afecções renais;
Sumo fresco do colmo: disúria, hidropisia, aterosclerose, albuminúria, insuficiência cardíaca, dores nefríticas, sífilis e gonorréia, picada de insetos e catarro;
Cataplasmas das folhas frescas e contusas: tumores;
Suco do caule: arterioesclerose, lavar feridas, excitações nervosas e do coração.