domingo, 13 de março de 2016

EQUILÍBRIO E HARMONIA - Técnicas de meditação para melhorar toda a sua vida

Técnicas de meditação para melhorar toda a sua vida


Meditar é uma estratégia de sobrevivência para manter o equilíbrio em meio ao caos. Agora é a sua vez de praticá-la!

Encontrar uma posição confortável, silenciar, prestar atenção na respiração e observar, com calma, o que se passa dentro de você. Para meditar não é preciso mais que isso. 

É essa combinação de simplicidade e eficiência que tem levado milhões de pessoas a encontrar na meditação a saída para uma vida mais equilibrada e feliz. Veja agora algumas técnicas para você começar a praticá-la!
Técnicas de meditação para limpar a sua mente
As técnicas que conduzem a mente à tranqüilidade podem ser divididas em quatro grupos com diferentes focos.
· Objeto, imagem ou som
Há as práticas hinduístas e budistas que utilizam como foco sons (mantras), cores ou formas geométricas. Os praticantes focalizam um ponto e fazem com que pensamentos e emoções se direcionem a ele.
· Corpo
É o caso das técnicas que se concentram na respiração, nas batidas do coração ou na pulsação do corpo.
· Reflexão
Os praticantes meditam a respeito de determinadas qualidades, como perdão, compaixão e amor incondicional.
· Devoção ou fé
O foco da meditação são divindades, o próprio Deus, orações ou textos sagrados.
Passo-a-passo para começar a meditar já
O professor de meditação Walter Morita, diretor da Ordem Ramakrishna, divide 9 passos o processo da meditação.

1. Escolha um horário que não atrapalhe seu cotidiano nem sirva de desculpa para não meditar. É importante manter a regularidade.
2. Reserve um espaço apenas para meditar. Crie um ambiente inspirador, que o motive a retornar para meditar. Se desejar, monte um pequeno altar com imagens de divindades ou símbolos significativos, flores frescas, incensos...
3. Se possível, tome um banho e vista uma roupa limpa antes da meditação. Separe uma roupa apenas para praticar meditação. Evite o pijama, pois ele sugere sono.
4. Alongue a coluna, a cabeça e o pescoço antes de sentar-se. Apoie as mãos sobre as coxas e sinta-se confortável na posição.
5. Use uma almofada firme, que dê a sensação de estabilidade - cadeira, poltrona, o que quiser, mas evite meditar na cama.
6. Mantenha os olhos fechados ou semi-abertos. Se sentir sono, abra-os. A meditação é para despertar, não para dormir.
7. Preste atenção na respiração. Sinta o ar entrando e saindo, o trajeto, a temperatura. Apenas observe, sem alterar o ritmo. Quando pensamentos vierem à mente, volte a se concentrar na respiração. Você pode imaginar inspirar a pureza e expirar as tensões.
8. Faça isso por 15 minutos ou até sentir que a mente se aquietou. Aumente o tempo gradualmente.
9. Encerre com um agradecimento ou uma oração pela saúde de todos os seres humanos e da natureza. Mexa braços e pernas devagar e volte para sua rotina.
Meditar é bom para a saúde
Meditar não é bom apenas para a mente - ela também melhora a saúde. É o que demonstram mais de mil estudos sobre essa prática milenar realizados em alguns dos mais expressivos centros de pesquisa científica do mundo, como o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), a Universidade de Harvard e a Universidade da Califórnia:
· Reduz o risco de infarto e derrame cerebral.
· Reforça o sistema imunológico.
· Reduz emoções destrutivas, como medo e raiva.
· Aumenta a produção de hormônios calmantes e reduz o nível de cortisol, o hormônio do estresse.

· Alivia a insônia. Melhora a percepção e a memória.
8 presentes da meditação
A meditação permite o desenvolvimento de oito atitudes ou poderes principais:
· Poder de introspecção: revela a beleza interior e ajuda a desenvolver a auto-estima.
· Poder de tolerância: aumenta a capacidade de manter o equilíbrio diante de desafios externos e internos.
· Poder de ajustamento: aumenta a flexibilidade, a capacidade de lidar com mudanças e com as diferenças entre as pessoas.
· Poder de discernir: expande a capacidade de fazer escolhas afinadas com os valores e princípios internos.
· Poder de decidir: agiliza as escolhas e facilita assumir a responsabilidade pelos resultados.
· Poder de enfrentar: ajuda a lidar com os desafios sem fugir ou protelar.
· Poder de cooperar: capacidade de apreciar o valor único de cada pessoa.
· Poder de empacotar: capacidade de se libertar do passado, deixar de lado o fardo das mágoas e ressentimentos, abrir-se para o presente e recriar o futuro.