domingo, 15 de fevereiro de 2015

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - ALMAS QUE SE CRUZAM

ALMAS QUE SE CRUZAM


Para a tradição esotérica e segundo os estudos angelicais,  todos nós temos em algum lugar do Universo, uma parte de nós que por merecimento espiritual e sabedoria, irá se juntar a nós para que o amor se concretize em sua forma mais sublime.

Sabemos também que esse encontro só acontece quando estamos  preparados para compreender a grandiosidade do amor em sua  manifestação espiritual, que se baseia na compreensão,  fidelidade,  tranqüilidade e aconchego, sendo assim, um sentimento desprovido  de egoísmo, ciúme, insegurança ou possessividade.  Partindo deste  princípio todos, um dia, de acordo com a elevação espiritual e  merecimento encontrarão sua alma gêmea podendo inclusive,  ser nesta vida ou em outra dimensão.

Sabe-se também que todos nós já tivemos em algum momento de  nossas encarnações passadas, a dádiva deste encontro, mas por questões cármicas e necessidade de evoluirmos ainda mais, fomos  separados de nossa “outra metade”, não por castigo divino ou punição  espiritual,  mas porque a busca em si de um amor de almas gêmeas também  é uma forma de aprimorarmos o desenvolvimento do espírito que necessita  de infinitas experiências (em diversos níveis) para atingir a iluminação  superior para prosseguir seu caminho. 

Devemos nos lembrar que não existem regras concretas para que se  defina um encontro de almas gêmeas, ou então uma “receita” para que  ela seja encontrada mais rapidamente. O que vale é acreditarmos de todo  o coração, que existe em algum lugar, uma alma generosa, pura e serena  a nossa procura também.  De qualquer forma precisamos nos conectar com  o amor de forma fraterna, precisamos praticar a compaixão e nos tornarmos cada vez melhores para sermos merecedores dessa união tão especial. 

Vale também lembrar que os estudos esotéricos nos ensinam que existem  mais dois tipos de relacionamentos que compreendem a trajetória de cada  um de nós. Estes relacionamentos são chamados de “Almas Cármicas” e  “Almas Companheiras”. 


Os relacionamentos cármicos ou de almas companheiras são muito  importantes para nosso desenvolvimento espiritual, pois são através  deles que aprendemos lições importantes quanto aos nossos sentimentos  e geralmente antecedem os encontros das Almas Gêmeas na Terra. 
Os anjos, assim como os seres espirituais de luz, nossos guardiões querem  e trabalham para que os encontros de almas gêmeas sejam cada vez mais  constantes, porém só através de nosso livre-arbítrio poderemos acelerar  ou atrasar esse encontro. Quanto mais evoluirmos, quanto mais nos dedicarmos amorosamente ao nosso auto-conhecimento mais teremos  chances de estarmos juntos de nossa alma gêmea. Revolta, tristeza,  frustração e pessimismo amargam a alma e nos condena à solidão eterna, portanto seja sempre feliz e esteja de coração aberto para receber o amor de sua alma gêmea. 


Como reconhecer um relacionamento de almas gêmeas 

Este relacionamento é o mais especial no sentido de nos trazer satisfação  e plenitude e nos dá a sensação de conforto e acolhimento espiritual.  

Geralmente, as almas gêmeas se encontram depois de períodos difíceis  que passam em outros relacionamentos, ou então quando superamos  definitivamente as decepções do passado e nos modificamos positivamente como pessoa, superando grandes desafios através do auto-conhecimento.
 
Precisamos limpar nossos corações de sentimentos negativos para que  tenhamos a chance de preenchê-lo com o amor abundante.  São relações intensas na fidelidade, companheirismo, romantismo e altruísmo onde os interesses em comum são muito parecidos.

Existe uma cumplicidade espiritual muito grande e os desentendimentos  são poucos, porém, o diálogo e o amor incondicional do casal fortalecem a  união fazendo com que as crises sejam passageiras. Não existe nesse  relacionamento mágoas, tristezas ou decepções, pois o amor se torna a  solução para todas as dificuldades, prevalecendo sempre os bons sentimentos e as boas intenções para a construção cada vez mais sólida de um amor que transcende as condições humanas.  

O encontro de almas gêmeas acontece através da energia que emanamos  em nosso chacra cardíaco (ponto de energia que gera amor e a concretização da felicidade), por isso a atração que sentimos não é somente física, mas acima de tudo espiritual e intelectual. Reconhecemos de alguma forma (mesmo sem conhecer profundamente o parceiro) uma parte de nós ou algo muito semelhante ao que sentimos e acreditamos diante da vida. 
 A paixão desenfreada, cega ou doentia não é sentida em nenhum momento, mas apenas um amor tranqüilo, cristalino, puro e incondicional que nasce naturalmente e se fortalece com o passar do tempo. 

Quando encontramos nossa alma gêmea jamais nos separamos dela, pois acredita-se que tamanho merecimento quando conquistado se transforma num elo sem fim que só poderá ser desfeito com o desencarne de alguma das partes que necessita partir para prosseguir sua jornada em outras dimensões, mas que estará sempre à nossa espera. 

O amor de almas gêmeas não julga, não cobra e não espera nada em troca,  porque o amor que as une nutre suas vidas com felicidade e quando a  encontramos não sentimos dúvida ou qualquer tipo de conflito, pois nessa  situação o coração bate mais forte, sinalizando uma dádiva divina. 


Como reconhecer um relacionamento de Almas Companheiras 

Os relacionamentos de Almas Companheiras também são felizes e podem  trazer um aprendizado ou missão importante a serem cumpridos pelas  duas partes. 
O que irá unir estas almas em primeiro lugar será a amizade,  portanto, é comum nestas situações amigos depois de um longo tempo  se apaixonarem, ou então iniciar um relacionamento baseado no companheirismo, afeto e sinceridade sem os sintomas da paixão. São histórias que costumam ser duradouras, trazidas de encarnações passadas e dificilmente existe uma separação traumática ou sofrida. Se vierem a separar-se, com certeza continuarão amigos e parceiros para todas as horas, um dando apoio ao outro sempre. 

Podem constituir famílias, ter filhos e consolidar laços sentimentais muito  profundos e a compreensão é a solução para todos os possíveis conflitos.  

A sensação que experimentamos nestes relacionamentos é de que nos  “casamos” com um (a) grande amigo (a) que há tempos conhecemos e  por isso nos traz tranqüilidade. 

Estas almas precisam se reencontrar para  concluir algo que não foi feito no passado (de outras encarnações) para se  libertarem de seus resgates e aprenderem juntos algo valioso que contribua para o desenvolvimento de ambos nas questões afetivas. O amor de almas companheiras é na verdade, bem parecido com o de almas gêmeas no sentido de ser um sentimento bom e satisfatório, porém sem a plenitude espiritual e felicidade absoluta. 

Uma das formas de reconhecermos esse encontro é facilmente percebido  quando em algum momento (provavelmente quando a missão já tiver sido  cumprida pelas duas partes), eles sentirão que existe apenas uma grande  amizade entre os dois e que “algo está faltando para ser feliz”. 
 

Nestes casos a separação é natural para que cada um siga seu próprio caminho e vivencie outras experiências importantes. Também podemos identificar o encontro de almas companheiras através de nossos amigos e familiares que mesmo não havendo uma união de namoro ou casamento, nos são tão especiais e que permanecerão interligados em nossas vidas para sempre, podendo inclusive voltar várias encarnações para nos reencontrar. 

                                                            

Como reconhecer um relacionamento de Almas Cármicas 

Os relacionamentos de Almas Cármicas são os mais comuns e recorrentes  em nosso dia-a-dia, infelizmente. 

Vivendo numa esfera de grandes  desafios e provações importantes para o desenvolvimento espiritual de  cada um de nós, estes relacionamentos são os que mais nos ensinam e  nos libertam de amarras cármicas que possam impedir o encontro de  nossa alma gêmea. 

Como o próprio nome diz, as almas cármicas são resgates sérios e profundos que trazemos de outras encarnações, e geralmente expressam todas as lições que nosso espírito precisa aprender para dissolver seus elos negativos com a vida. São histórias que dependem de nossa força de vontade, entrega, compaixão e sabedoria para nos libertarmos pois geralmente são carregadas de insatisfação, sofrimento, frustração e decepção. 

A atração sexual forte aproxima essas almas e esses encontros são  carregados de possessividade, cobranças, ciúme, brigas e desentendimentos constantes.  Quando essas histórias terminam quase sempre deixam marcas muito  profundas e o grande desafio é sair delas com a força do perdão para  não termos a chance de reencontrá-las outras vezes. 

Enquanto não  aprendemos o que estes relacionamentos tem a nos ensinar iremos  em algum momento passar por tais desafios novamente até que  ampliemos nossa consciência e nos libertemos de tais situações. 

Falta diálogo, compreensão, a paixão não se transforma em amor e,  por vezes, a traição poderá ocorrer trazendo decepções. O maior desafio  das almas cármicas é evoluir através das experiências deste encontro  e não se deixar levar pelo rancor, ódio ou ressentimento que atrapalharão  e muito no encontro de sua alma gêmea. 


O texto acima é de  André Mantovanni  
 http://aldagrac.wordpress.com/