domingo, 27 de julho de 2014

SAÚDE E EQUILÍBRIO - 10 dicas para evitar a enxaqueca.

10 dicas para evitar a enxaqueca.



Tome nota das dicas dos especialistas e drible a enxaqueca definitivamente!
1. Não sofra por antecipação. Essa atitude tão comum faz com que o organismo dispare seus sistemas de defesa – e um deles é a dor.
2. Coma a cada 3 ou 4 horas. Ficar em jejum pode baixar a quantidade de açúcar do sangue, estimulando a produção de substâncias que causam as crises de enxaqueca. E não adianta exagerar
na comida depois, que o problema não vai passar mais rápido.

3. Durma direito. Uma boa noite de sono garante o bem-estar de maneira geral. Dormir pouco ou muito, demorar para pegar no sono, acordar no meio da noite, roncar, deitar ou levantar tarde... Tudo
isso tende a desencadear as dores.

4. Procure um ginecologista. Endometriose, ovários policísticos e irregularidades menstruais podem agravar o problema. Por outro lado, quando os hormônios se equilibram (com anticoncepcionais contínuos, na gravidez ou na menopausa), essas crises costumam diminuir.

5. Tente relaxar. Irritabilidade e mudanças bruscas de humor são uma combinação explosiva para dar início à enxaqueca.

6. Tome menos café. Evite também refrigerantes com cafeína e chá-preto. Até 200 mg de cafeína por dia estão liberados. Parar repentinamente também não é bom, porque ocorre a chamada crise de
abstinência, que provoca dor.

7. Adote uma dieta equilibrada. Além de fugir dos alimentos vilões, quem tem intolerância à lactose deve passar longe de leite, queijo e derivados.

8. Exercite-se. Aumente a intensidade e a frequência dos exercícios aos poucos. Durante a atividade física, o organismo libera endorfina e serotonina, neurotransmissores relacionados ao prazer e ao relaxamento, e fica mais resistente à dor.

9. Desista dos analgésicos. Eles não tratam a enxaqueca, só aliviam a intensidade e a duração das crises. Quando elas são frequentes, o uso contínuo desses remédios tende a agravar o quadro.

10. Trate o problema precocemente. O melhor é identificar a enxaqueca o quanto antes e fazer um tratamento preventivo. Isso evita que ela chegue ao estágio crônico.

Leve a precaução mais a sério e livre-se desse mal - ou impeça que ele se torne crônico.