domingo, 27 de julho de 2014

DICAS TERAPÊUTICAS - A FORMA COMO TE SENTES ESTABELECE O TEU PONTO DE ATRAÇÃO

A FORMA COMO TE SENTES ESTABELECE O TEU PONTO DE ATRAÇÃO



O que tu manténs geralmente ativo em tuas vibrações?

Em que tu corriqueiramente pensas assim que acordas pela manhã?
Que tipo de emoção te arremessa pra fora da cama logo cedo?

Outra perguntinha básica... e em tuas relações com outras pessoas???
Como te posicionas nelas?

Em pé de igualdade, te achas mais, ou, vez ou outra, um degrau ou dois pra baixo???

Se é assim, vez ou outra, qual seria o motivo?
O outro seria superior a ti por questões profissionais?
“Manda” mais do que tu? Ganha mais?
É mais bonito, inteligente, atraente?

Se é esse tipo de coisa que manténs ativo em tuas vibrações, tá na hora de reformular tua forma de sentir-te diante do outro.

Levanta pela manhã te sentindo o Centro do deu Universo pessoal; lembra, de instante a instante, de que a forma como te sentes estabelece o teu Ponto de Atração.

Não ponhas em riscos teu ponto de atração por nada, nem por ninguém, nem em situação alguma. 

Põe isso em risco e terás de enfrentar sozinho com as consequências de uma realidade formulada por uma conduta emocional de mártir ou de coitado.

Faz de ti o teu Centro de Poder; não coloques quem quer que seja num patamar diferente do teu próprio: como mestre absoluto de seu próprio destino. Tu na tua... ele na dele, sempre.

Nenhum tipo de relação justifica qualquer tipo de desrespeito, ou humilhação.
E humilhações veladas são, por vezes, as piores. Preserva-te a qualquer custo!

Não interfiras no processo de Criação Intencional do outro!
Não permitas que o outro interfira no teu processo de Criação Intencional.

Só tu és capaz de determinar o que te causa prazer.
Interferências externas são inúteis e desnecessárias.

Mantém o respeito pelo processo de criação do outro por mais que ames e sejas amado.

Pareceu uma colocação absurda? Por vezes justificamos no amor a invasão mais cretina e ridícula do espaço criativo alheio. Isso não significa amar e preocupar-se com o outro, com o seu futuro; é estupro vibracional... e dos mais violentos e traumatizantes.

Aproximes mais do que deves as colunas que sustentam uma construção e pode saber, a estrutura inteira vai desabar sobre a tua cabeça.

Sente a ti mesmo como Centro do teu Universo de criação; ninguém neste mundo cria por ti um embrião de pulga sequer, por mais que te ame ou odeie.

Não pisoteies, não rastejes, não te eleves diante do próximo, não coloques o outro em altares de adoração. O poder que te investe e reveste, investe e reveste também o outro... nem mais, nem menos.

Olha pra ti como uma obra-prima da Criação.

Olha pro outro também dessa forma.

Vê a ti como um Ser estupendo e único capaz de moldar tua realidade da forma como ela te satisfaz.

Ama!

Ama louca e perdidamente!

Mas ama respeitando o outro naquilo que ele tem de mais precioso: sua individualidade, sua personalidade, seus motivos de prazer e satisfação.

Faz sentir em ti o mesmo valor, faz valer pra ti o mesmo respeito!



Por Tom Sousa