quinta-feira, 4 de maio de 2017

POESIAS, PENSAMENTOS E REFLEXÕES - A canção da Vida

A canção da Vida

Imagem relacionada

"Eu não tenho nome;
Sou como a brisa fresca das montanhas.
Não tenho refúgio;
Sou como as águas errantes.
Não tenho santuário, como os deuses obscuros.
Não existo na sombra dos templos profundos....

Não tenho livros sagrados.
Não estou imbuído de tradições.
Não estou no incenso.
Que sobe nos altares,
Nem na pompa das cerimônias.
Não me encontro em imagens esculpidas,
Nem no canto sonoro de uma voz melodiosa.
Não estou acorrentado por teorias,
Nem corrompido por crenças
Não me acho escravizado às religiões,
Nem à devota agonia dos seus sacerdotes.
Não estou iludido pelas filosofias
Nem no poder das suas seitas.
Não sou humilde nem glorioso,
Sou o adorador e o adorado,
Sou livre.
Minha canção é a canção do rio
Que se projeta para o mar aberto,
Correndo, correndo."

J. Krishnamurti