terça-feira, 17 de janeiro de 2017

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - VENCENDO O CARMA - O poder libertador da Kriya Yoga - LIDAR CONSTRUTIVAMENTE COM O FRACASSO

O poder libertador da Kriya Yoga


Resultado de imagem para VENCENDO O CARMA - O poder libertador da Kriya Yoga
 
O poder libertador da Kriya Yoga quebra as barras da prisão do karma. Jamais encontrei, no Oriente ou Ocidente, uma técnica tão maravilhosa como esta. Quem seguir a Kriya e o caminho da Self-Realization Fellowship progredirá muito.Medite e, em alguns anos, veja os resultados em você mesmo. Conceda-se um pouco de tempo; não espere resultados imediatos. Você não pode ficar saudável ou ganhar dinheiro da noite para o dia; é preciso tempo. São necessários oito anos para formar um hábito. Se você meditar e praticar a Kriya profundamente por oito anos, verá que está a caminho do autodomínio.

Como parte de sua meditação diária, faça a seguinte afirmação e repita várias vezes: 
 
“Pai, Tu estás livre de karma. Sou Teu filho. Estou livre de karma, agora e para sempre.” 
 
É isso que quero que você sinta. 
O que foi dito hoje é uma das mais grandiosas mensagens que já transmiti para superar o todo o sofrimento.

LIDAR CONSTRUTIVAMENTE COM O FRACASSO


Resultado de imagem para VENCENDO O CARMA - O poder libertador da Kriya Yoga

"A época do fracasso é o melhor tempo para plantar as sementes do êxito. O golpe das circunstâncias pode contundi-lo, mas mantenha a cabeça erguida. Tente sempre uma vez mais, não importa quantas vezes tenha falhado. Lute quando achar que não pode mais lutar, ou quando achar que já fez o melhor possível, ou até que seus esforços sejam coroados de êxito. 

Aprenda a usar a psicologia da vitória. Algumas pessoas aconselham: "Não fale de fracasso, de modo algum". Mas só isso não resolve. Primeiro, analise seu fracasso e suas causas, aproveite a experiência e não pense mais nisso. Embora fracasse muitas vezes, o homem que continua se empenhando, que não se deixa derrotar interiormente, é uma pessoa verdadeiramente vitoriosa. 

A vida pode ser sombria, as dificuldades podem vir, as oportunidades podem transcorrer sem serem utilizadas, mas nunca pense: "Estou liquidado. Deus me abandonou." Quem poderia fazer algo por esse tipo de pessoa? Sua família pode abandoná-lo. A boa sorte pode parecer deixá-lo. Todas as forças humanas e da natureza podem se mobilizar contra você. Mas, pela qualidade da iniciativa divina no seu interior, você pode derrotar todas as investidas do destino, criadas por suas próprias ações errôneas do passado, e, em marcha vitoriosa, entrar no paraíso. 

Se você é guiado pela Consciência Divina, então, mesmo quando o futuro parece absolutamente negro, tudo, no fim, acabará bem. Quando Deus o guia, você não pode fracassar. Você precisa banir o pensamento de que o Senhor, com Seu poder maravilhoso, está muito longe, lá no céu, e que você é um vermezinho desamparado, sepulto em dificuldades aqui na terra. Lembre-se de que por trás de sua vontade está a grande Vontade Divina.

Tropeçar e cair no mau caminho é apenas uma fraqueza temporária. Não pense que está completamente perdido. O próprio solo em que você caiu pode ser usado como apoio para que se levante novamente, se você aprender com suas experiências. Se você reconhece um erro e resolutamente se determina a não repeti-lo, mesmo que caia, essa queda será muito menor do que se nunca tivesse tentado. 

Não deveríamos esperar ser bem-sucedidos em todos os empreendimentos. Alguns podem falhar, mas outros terão êxito. O êxito e o fracasso estão inter-relacionados; um não pode existir sem o outro. (...) Portanto, não deveríamos tornar-nos egoístas e cheios de orgulho quando alcançamos abundante êxito, tampouco, nos desanimar e perder a coragem se nos deparamos com o fracasso. 

Não importa quantas vezes fracasse, continue tentando. Aconteça o que acontecer, se decidiu inabalavelmente: "A Terra pode se despedaçar, mas continuarei fazendo o melhor possível", você está usando a vontade dinâmica, e terá êxito. Essa vontade dinâmica é que faz um homem rico, um outro, forte e um outro, santo."

Paramahansa Yogananda, O Romance com Deus