quarta-feira, 16 de novembro de 2016

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - YOGA COMO CAMINHO DE AUTOTRANSFORMACAO

O CAMINHO DA MUDANÇA

Há milhares de anos, a prática do Hatha Yoga tem sido usada como uma ferramenta para abrir a mente e o corpo, provocando transformações. Essencialmente, a prática do yoga é um processo que envolve confrontar os próprios limites e transcendê-los. É uma abordagem psicofísica da vida e do processo de autoconhecimento que pode ser adaptado com criatividade para atender as necessidades de todos os momentos.

A prática do Hatha Yoga transforma você através da abertura das amarras físicas e mentais que bloqueiam seus potenciais, limitando sua vida. Leia-se transformação enquanto processo que traz mudanças benéficas. Assim mesmo, é possível que alguém tenha medo que uma mudança profunda o afaste de seus entes queridos, ou o faça perder contato consigo mesmo. Porém, a transformação da qual o yoga é capaz deverá aproximá-lo de si mesmo, e torná-lo apto a amar terceiros com maior profundidade. É um processo de aprimoração que liberta a verdadeira essência do praticante, como no caso de um escultor que, através da sua arte, "liberta" uma escultura do pedaço de pedra em que estava escondida.


A prática do Hatha Yoga pode trazer vários benefícios palpáveis: é uma poderosa ferramenta para a correção de problemas físicos e psicológicos; ela retarda o envelhecimento do corpo e da libido sexual; ela aumenta a força muscular e a flexibilidade, inclusive beneficiando outras atividades físicas; ela aprimora a aparência física, a postura, e a vitalidade; e acima de tudo, pode dar à vida uma sensação generalizada de bem estar.


Em seu nível mais profundo, a prática do Hatha Yoga pode produzir energia. Muitas vezes, essa energia é uma força misteriosa, fora de controle, cuja presença independe da nossa vontade. Porém, com a prática, o nosso corpo, que é um verdadeiro "transformador" energético, pode aprender a alterar a qualidade da energia produzida, assim como aumentá-la. Todos nós já tivemos contato com energias de diversos tipos. Às vezes, nos sentimos bastante energizados, só que com uma energia agitada, sem foco, querendo se libertar toda de uma só vez. Há também momentos em que nos sentimos igualmente energizados, só que de forma mais calma e focada.

O Hatha Yoga nos ensina, não só a produzir energia, mas a focá-la e direcioná-la às diferentes partes do corpo. Isso nos permite superar obstáculos físicos e psicológicos, o que aumenta ainda mais a nossa energia, e consequentemente o interesse que temos por nossas próprias vidas. A verdade é que a qualidade da nossa vida está diretamente ligada ao interesse que desenvolvemos por ela.


O Hatha Yoga é muito mais do que ter ou não ter flexibilidade corporal. Ser capaz de fazer posturas difíceis não significa que você sabe praticar yoga. De fato, a essência do yoga não está na superação de limites, mas sim na consciência com a qual esses limites são trabalhados. O importante não é a postura em si, mas como se chega a ela. Esse processo, por sua vez, revelará quão bem nós compreendemos a prática do yoga.

As pessoas conduzem a sua prática com mentalidades diferentes. Algumas consideram a postura como um objetivo a ser atingido; ou seja, o que vale é conseguir fazer a postura. Outras fazem da postura uma ferramenta de investigação do corpo. Neste caso, ao invés de usarem o corpo para "abrir" uma postura, usam a postura para "abrir" o corpo. Seja qual for à mentalidade, o fato é que ela influencia, e muito, a maneira como as pessoas conduzem a sua prática.



É importante perceber e entender as mensagens que o nosso corpo nos manda. Essa sensibilidade é crucial não só para evitar contusões, e se recuperar delas, mas para se ter um maior controle do processo ióguico como um todo. Por exemplo, é o nosso corpo que vai nos dizer se está na hora de nos aprofundarmos numa postura, ou se é melhor esperar. Muitas pessoas só se preocupam com a própria saúde quando ela desaparece. Essas pessoas não têm o interesse ou a sensibilidade para sentir o corpo, até o dia em que ele se quebra e é tarde demais. A prática do Hatha Yoga nos ensina a perceber quando o nosso reservatório de energia diminui, e o que devemos fazer para recompô-lo.

Praticando o Hatha Yoga pela manhã nos coloca em contato direto com a maneira como nos tratamos no dia anterior. Nós aprendemos a perceber diferenças sutis em nossa flexibilidade, resistência, e energia. O corpo tem uma inteligência própria, e a nossa capacidade de perceber e aprender com esta inteligência é uma parte essencial da prática do yoga. Com atenção, o Hatha Yoga pode nos ajudar a alinhar e a remodelar a estrutura do nosso corpo de acordo com aquilo que ele mesmo está pedindo.


Saiba mais sobre o artigo clicando no link: