domingo, 1 de maio de 2016

EQUILÍBRIO E HARMONIA - 7 DICAS DO FENG SHUI PARA FELICIDADE

EQUILÍBRIO - HARMONIA - FELICIDADE



Tendências arquitetônicas e de decoração trazem beleza. Belos quadros, tapetes e vasos mexem com a imaginação e roubam a nossa atenção. Entretanto, isso não quer dizer que o ambiente seja agradável. 
O lugar pode ser extremamente simples e, ao mesmo tempo, trazer relaxamento. A moradia ou local de trabalho deve oferecer criatividade e equilíbrio. 
Quem não quer morar e trabalhar em um ambiente feliz? Mas, como conquistar isso? Será privilégio para poucos? Nada disso. 
A harmonia não é algo que cai do céu. 
Ela não é um milagre, porém sua existência opera mudanças significativas. O Feng Shui pode ajudar você a conquistar felicidade. Ficou curioso? Leia este artigo e conheça esta técnica.

O que é Feng Shui?

shutterstock_204557011

Uma técnica chinesa com mais de 5 mil anos. 

O nome Feng Shui significa vento e água e representa a arte de viver em harmonia com o ambiente. Para os chineses, o Céu, o Homem e a Terra são os elementos que regem o ser humano. O Céu representa a personalidade, habilidades e períodos de prosperidade ou adversidade. O Homem indica as atitudes e o desenvolvimento moral e intelectual. A Terra é a ação das energias do lugar trabalhando no indivíduo.

Os Mestres Taoistas que desenvolveram o Feng Shui utilizavam a técnica em conjunto com a acupuntura, a meditação e o Tai Chi Chuan.  Ela chegou aos Estados Unidos no começo do século XIX pelas mãos de imigrantes chineses. Aliás, foram os americanos que modificaram a pronúncia (em mandarim é fon xuei).

Curiosidade: 

O Feng Shui foi proibido durante a Revolução Cultural (1966 a 1976). Os adeptos foram perseguidos, presos, espancados e os livros viraram cinzas. Com a modernização, a técnica tornou-se fonte de estudo nas Universidades Chinesas.

Esta arte possui três fundamentos, vamos conhecê-los?:

Diminuir a energia negativa
Reter e preservar boas influências para que elas circulem pelo local
Trazer curas para restabelecer a saúde, bem-estar físico e mental para os moradores ou frequentadores

Áreas de difícil harmonização



Banheiro

Requer atenção especial, pois é onde o indivíduo se livra da poluição e outras energias negativas. Ralos da pia, chuveiro e vaso sanitário podem sugar a energia que deveria ficar no local. Veja as sugestões para harmonizar seu banheiro:

Deixar os ralos tampados
Consertar vazamentos e infiltrações
Deixar a tampa do vaso sanitário e a porta sempre fechadas
Colocar uma bola de cristal facetado pendurada no meio da batente em suítes ou banheiros que ficam abertos para iluminar um corredor. Use um cordão vermelho com 9 centímetros entre o batente e a bola
Espelhos grandes novos e luminárias
Planta viçosa e saudável. Cachepô em tons de terra e jiboia são boas ideias
Velas e sais aromáticos
Toalhas em cores alegres

Cozinha

Se o fogão é muito utilizado, a energia do fogo pode atrapalhar a harmonia. Para aplicar o Feng Shui na cozinha, atente-se aos seguintes detalhes:

Não tenha eletrodomésticos quebrados
Mantenha a cozinha com frutas, temperos e flores frescas
Utensílios bonitos alegram os cozinheiros
Os detalhes da cozinha podem ser coloridos, porém o local deve ser branco e em tons pastéis. O vermelho exige cuidado. O preto deve ser evitado.
Ba Guá

O Ba Guá é recorrente no Feng Shui. Trata-se de um mapa de formato octogonal usado para fazer a leitura do ambiente. Cada lado ou “guá” representa um setor da vida. Confira abaixo quais são eles, seus elementos, suas cores, formas, plantas e pedras.

Bagua-feng-shui

Bagua-feng-shui_ACRIMA20110113_0015_17

O Ba Guá é usado principalmente na Escola Chapéu Negro. Veja a forma correta de utilização conforme esta vertente:

Desenhe a planta do imóvel em uma folha e defina os cômodos
Coloque o Ba Guá sobre a folha. O centro do mapa fica no meio da casa. A linha externa do trabalho deve ficar paralela à linha da entrada principal.
Posicione o Ba Guá de forma que todos os cômodos estejam representados por algum setor, mas as linhas devem continuar paralelas.
Às vezes, alguns setores do Ba Guá não abrangem toda a planta. Caso existam áreas externas, incorpore-as na planta. Do contrário, invente: um jardim, espaço de repouso com apenas uma cadeira ou mesa, jardineiras na parede externa, esculturas rústicas são exemplos para os setores contemplarem todos os ambientes do imóvel.

Quando um setor for ocupado por mais de um cômodo, cada um deve ser harmonizado conforme as orientações do Ba Guá. Nos locais onde a porta de entrada for pouco usada, a leitura pode começar por outra porta de entrada, sempre seguindo as instruções de posicionamento do Ba Guá. Em sobrados é feita uma leitura por andar.

Observação: você pode realizar uma leitura para cada cômodo. Posicione o Ba Guá na porta da entrada do ambiente e harmonize de acordo com o setor.

As três escolas

O Feng Shui possui três escolas: A Escola da Forma, Escola da Bússola e a Escola do Chapéu Preto. Veja as diferenças entre as ramificações:

Escola da Forma

Pertencente ao Feng Shui tradicional chinês, tem o I Ching, Taoismo, astronomia e astrologia como bases. A Escola da Forma prioriza a prosperidade, a riqueza e o desempenho social. Esta corrente também equilibra a saúde, o convívio familiar e o autoconhecimento.  O luo pan, a bússola tradicional chinesa, mede as formas exteriores do imóvel. Com estes dados, são feitos mapas energéticos e a partir deles são feitas alterações no ambiente para resgatar a harmonia entre ele e seus moradores/frequentadores.

Escola da Bússola

Também pertence ao Feng Shui, utiliza o I Ching, a bússola pessoal Pa Tzu, e a bússola tradicional para analisar o lugar. A Escola da Bússola estuda o momento vivido pelos moradores/trabalhadores. A avaliação do lugar é feita mediante a data de nascimento de todos os indivíduos que circulam pelo ambiente. Nesta corrente, é empregado o Ba Guá, um mapa que compreende e ativa as energias dentro e fora do ambiente.

Escola do Chapéu Preto

De origem Tibetana, a Escola do Chapéu Preto foi idealizada nos anos 60 pelo monge Thomas Lin Yun. É uma variação do Budismo sem ligação ao Dalai Lama. Na Escola do Chapéu Preto, também há utilização do Ba Guá. O mapa obedece o alinhamento da porta principal. Nesta vertente do Feng Shui também há utilização de espelhos, flautas, sinos de vento, bolas de cristal e vasos chineses. Rituais de limpeza e cura do Budismo Tântrico Tibetano são empregados nessa harmonização. A força do pensamento é usada para fortalecer a energia do imóvel.

O visível e o invisível

Para identificar os campos magnéticos do ambiente, o Feng Shui trabalha com dois níveis: o visível e o invisível. O visível indica o que está errado na disposição dos objetos. A porta de entrada alinhada com a dos fundos, objetos pontiagudos na mesma direção de janelas e portas, escada alinhada à porta principal são alguns exemplos de elementos prejudiciais. O aspecto invisível é detectado por cálculos matemáticos que delineiam os campos eletromagnéticos. Uma bússola descobre a localização desses pontos e aponta os elementos benéficos ou prejudiciais. As peculiaridades do momento da construção dizem muito sobre o invisível. Os dois aspectos são igualmente importantes e devem ser trabalhados em conjunto para alcançar resultados efetivos.

Ch’i

Equilibrar o ch’i é fundamental para o sucesso do Feng Shui. O ch’i  representa as forças vindas da natureza. É o ar que respiramos, o campo magnético da terra, luz do sol, espírito e sorte. O vento e a água conduzem esta força a harmonia. O ch’i rege nossa saúde e prosperidade, sendo responsável pela verdadeira felicidade.

Feng Shui no comércio

A técnica chinesa também pode ser aplicada no comércio. Neste caso, o Feng Shui é voltado para a prosperidade. Com essas dicas, seu comércio se tornará mais próspero. Para orientações personalizadas, recomendamos procurar um especialista.

Organização

Deixar coisas espalhadas atrapalha a circulação de pessoas e energia positiva. A desogarnização deixa o ambiente feio. Organize pastas, caixas e papéis. Deixe sobre a mesa somente o essencial. Coloque a impressora longe da área de trabalho para não desconcentrar os funcionários. Mantenha os depósitos e os locais de arquivo sempre limpos e organizados.

Agradecer

Agradeça por estar vivo e com saúde. Agradeça todos os dias pelo seu empreendimento. Agradeça seus funcionários, fornecedores e clientes. Agradeça por ter tirado um sonho do papel, muitas pessoas não conseguem realizar seus sonhos.

Pense positivo

A situação econômica não é das melhores. Porém, lamentações não resolvem nada e ainda pioram as coisas. Tenha em mente o seguinte pensamento: “Que a divina prosperidade abençoe todos os meus clientes, funcionários e meu mercado, fazendo que todos sejam prósperos e comprem cada vez mais os meus produtos e serviços. E que minha empresa prospere cada vez mais, atraindo e vendendo cada vez mais para clientes cada vez mais prósperos e satisfeitos”.

Decoração

Pinte as paredes com cores claras. Evite o cinza, pink e vermelho. O azul deve ser evitado porque dá sono. Prefira amarelo claro e verde. O piso não pode conter arranhões nem estar trincado. O mobiliário deve estar em perfeito estado, os tecidos de sofás e cadeiras não podem estar rasgados nem sujos.

Fonte de água



O elemento é ligado à riqueza e abundância. Uma fonte d’água, aquário ou espelho d’água atrai boas energias.

7 dicas de Feng Shui para a felicidade

Para aplicar o Feng Shui hoje mesmo e atrair equilíbrio, separamos sete dicas super práticas. Depois delas, você não terá mais desculpas. Vamos lá?

Doe o que não tiver mais utilidade

Tem roupas que não usa mais? Caso estejam em bom estado, doe-as para uma igreja, orfanato ou qualquer outra instituição. Você também pode montar um bazar em casa e doar o dinheiro. São dois problemas resolvidos de uma vez só. Você desocupa espaço e ainda faz o bem.

Armazene objetos na vertical

Otimiza espaço e ainda atrai prosperidade.

Divida espaços

Quem mora em uma casa onde os cômodos não são separados, deve usar uma cortina, fio decorativo ou móvel vazado para dividir os espaços. De acordo com o Feng Shui, a divisão representa a separação e organização de cada setor da vida.

Não deixe móveis pelo caminho

Deixe os móveis próximos ou encostados nas paredes. O Feng Shui diz que móveis e objetos atravancando os cômodos trazem limitações à vida.

Sol e vento

Janelas e portas sempre abertas. O sol age como bactericida e o vento renova o ambiente. Mesmo nos cômodos onde não recebem a luz direta, a claridade já energiza. Abra as janelas também no inverno.

Plantas

Elas não estão restritas a harmonização dos banheiros. Os vegetais representam fluxo de energia e são associadas à riqueza. Orquídeas favorecem o diálogo entre as pessoas. Alfazema limpa e protege a casa. Manjericão e orégano atraem trabalho e dinheiro. Árvore da felicidade fêmea e macho no mesmo vaso trazem harmonia aos casais. Arruda manda a inveja para longe.

Sino dos ventos



Pendure o sino dos ventos ou mensageiro dos ventos onde tiver corrente de ar. Ele manda embora energias ruins. O sino pode ser de pedra, bambu, madeira ou metal. Caso queira colocá-lo em área externa, o de metal é o mais indicado. O som deve ser suave, já que é um objeto para atrair equilíbrio ao ambiente. O preço varia conforme o tamanho e material, entretanto, você pode confeccionar o sino, existem muitos tutoriais na internet.

Para orientações mais específicas, procure ajuda profissional. Um especialista em Feng Shui estuda o assunto há no mínimo dez anos. O profissional visita o ambiente e o analisa por três horas. Os moradores/trabalhadores devem estar presentes durante a visita, visto que a análise sugere alterações de comportamento. Todos precisam estar verdadeiramente envolvidos para a aplicação da técnica surtir efeitos duradouros.


Aplicar o Feng Shui exige maturidade. Limpe sua alma antes de harmonizar sua casa ou local de trabalho. Alguns aspectos da técnica podem ser utilizados em seu interior. Tire do seu coração sentimentos negativos e aponte-o para emoções e pessoas generosas. Com essa limpeza espiritual, sua vida estará ventilada e iluminada e você sentirá a força necessária para seguir em frente. O autoconhecimento é a chave para todas as mudanças do ser humano.

  • Escrito por Sumaia Santana da Equipe Eu Sem Fronteiras.