sábado, 20 de fevereiro de 2016

SAÚDE E EQUILÍBRIO - o que é herpes? é contagioso? como se pega herpes? Herpes vírus e o vírus hiv

Herpes Simples: Top dúvidas!

herpes simples
Como se pega herpes? Qual é o melhor remédio para herpes? Existe diferença entre o herpes labial e genital? Ela tem cura? Herpes é contagiosa? Essas são algumas das dúvidas mais comuns sobre o herpes. Assunto que abordarei hoje.
As doenças da mucosa bucal são comuns e afetam todos os segmentos da população. A candidíase, herpes simples, queilite angular, glossite, aftas são algumas destas doenças que geralmente apresentam sintomas característicos. Outras doenças apresentam sintomas muito parecidos que podem dificultar o diagnóstico com base apenas no exame clínico. 

Vamos as top dúvidas:
herpes labial
1- O que é o Herpes?
Herpes simples é uma doença causada pelo vírus herpes humano (HSV 1 ou HSV 2) que se caracteriza pela formação de pequenas bolhas contendo líquido claro ou amarelado. É um vírus DNA da mesma família do Citomegalovírus (CMV), do Varicela Zoster Vírus (VZV), do Epstein-Barr Vírus (EBV), do Herpesvírus humano 6 (HHV-6) e do Herpesvírus humano 8 (HHV 8).

O herpes simples tipo 1 (HSV-1) é a mais comum e costuma afetar os lábios, boca e face.

2- Como se pega a Herpes?

Estima-se que cerca de 90% da população tenha anticorpos contra o vírus da Herpes e que só atrás do vírus da gripe em questão de incidência. O herpes vírus caminha pelas terminações nervosas e atinge a pele. 

Pode ser transmitido:
  • pelo beijo;
  • pelo copo;
  • uso do mesmo talher;
  • uso da mesma toalha;
  • uso da mesma roupa.
Ou até outro objeto que tenha sido usado anteriormente pelo indivíduo contaminado e que ainda não tenha sido desinfectado.

O vírus da Herpes tipo 2 (HSV-2) é normalmente transmitido sexualmente, e pode ser evitado através do uso de preservativos ou abstinência sexual durante o período de contágio.

3- Quais são os sintomas da Herpes?
No início ela caracteriza-se por ardor, coceira, pontadas e após a formação das bolhas, que se rompem formando uma crosta. Na epiderme (primeira camada da pele), produz alteração nas células e surgem pequenas vesículas agrupadas, que se assemelham a um cacho de uvas. Horas antes do aparecimento das vesículas, as pessoas pressentem a crise pelos sintomas de ardor, queimação ou coceira no local afetado, porque o vírus está replicando e caminhando através do nervo. Geralmente, os sintomas desaparecem após uma semana.

O herpes do tipo 1 frequentemente causa ferida (lesões) nos lábios e no interior da boca, aftas ou até infecção do olho (principalmente na conjuntiva e na córnea) podendo levar a uma infecção no revestimento do cérebro (meningoencefalite).

O herpes do tipo 2 provoca coceira, bolhas ou mesmo úlceras e feridas genitais. Entretanto, algumas pessoas com HSV-2 não apresentam quaisquer sinais (latência). A infecção cruzada dos vírus da herpes do tipo 1 e 2 ocorrer se houver contato orogenital. Isto é, pode-se pegar herpes genital na boca ou herpes oral na área genital.

A herpes genital pode ocasionar febre e ardor ao urinar. Algumas pessoas também referem sintoma de choque explicado pela afinidade do vírus com o sistema nervoso.

4- Qual é o melhor tratamento para a Herpes?
Existe na atualidade o desenvolvimento de diversas vacinas para o tratamento da Herpes, mas nenhum comprovou ser realmente eficaz contra a doença. Medicamentos antivirais por via oral ou pomada como o Aciclovir costuma ser o remédio mais utilizado para a Herpes simples a fim de diminuir os sintomas e a evolução da crise herpética.

5- A herpes labial tem cura?
A herpes labial não tem cura, mas pode ser controlado com pomada para a herpes labial, sempre que a lesão aparece.

6- A imunidade baixa pode ocasionar  remissão da doença?
Sim, a ocorrência do Herpes está diretamente ligada a imunidade da pessoa e a recidiva deste. Pequenas quedas de resistência por estresse físico, psicológico, menstruação, fadiga ou exposição prolongada ao sol também podem ocasionar a infecção herpética.

7- A criança pode apresentar os mesmos sintomas do adulto?
A criança se enche de aftas (gengivoestomatite herpética) e as pessoas geralmente atribuem o problema a algum distúrbio do aparelho digestivo.

Veja quem também falou sobre o assunto:
Fonte: 

Herpes vírus e vírus hiv






  1. 1. HERPES VÍRUS E VÍRUS HIV

  1. 2. INTRODUÇÃO  Vírus (do latim virus, "veneno" ou "toxina") são pequenos agentes infecciosos (20- 300 ηm de diâmetro) que apresentam genoma constituído de uma ou várias moléculas de ácido nucléico (DNA ou RNA), as quais possuem a forma de fita simples ou dupla.
  2. 3. HERPES VÍRUS & VÍRUS HIV A sigla HIV significa Vírus da Imunodeficiência Humana,O vírus da herpes é o Herpes que é o vírus que causaSimplex 1 ou 2, que pode a AIDS. O vírus em si nãomanifestar-se em váriasregiões do corpo, e por isto constitui causa de morte,esta doença pode ser mas ele ataca o sistemaidentificada como herpes imunológico deteriorandogenital, herpes labial, ou gradualmente as células queherpes zoster, quando ocorredevido a uma reativação do defendem o corpo contra asvírus da catapora. doenças.
  3. 4. HERPES VÍRUS Os primeiros herpes-vírus a serem descritos foram os tipos 1 e 2, cuja denominação é herpes simplex 1 e 2 ou HSV-1 e HSV-2. Estes vírus possuem características particulares, tais como a capacidade de causar diferentes tipos de doenças, assim como estabelecer infecções latentes ou persistentes por toda a vida dos hospedeiros e de serem reativados causando lesões que podem se localizar no sítio da infecção primária inicial ou próxima a ele.
  4. 5. CONTAMINAÇÃO A herpes é uma doença altamente contagiosa que se pega através do contato direto com a ferida da herpes de alguém. O contato com algum objeto infectado com o vírus, como copo, talheres, toalhas da pessoa infectada também é altamente contagioso na fase em que a ferida está cheia de bolhas com líquido. o indivíduo recentemente contaminado pode demorar anos para desenvolver os primeiros sintomas de herpes.
  5. 6. SINAIS & SINTOMAS Considerável parte das pessoas que estão transmitindo os vírus dos herpes não apresenta sintomas tanto nas doenças pelo HSV – 1 como no HSV-2, mesmo a primeira infecção pode transcorrer sem queixas. Mal estar, febre e desconforto ou queixas de dor vagas de pequena intensidade. Nas localizações bem definidas as manifestações podem ser bem características.
  6. 7. PREVENÇÃO Uso de preservativos reduz em torno de 75% o risco de transmissão. Preservativos não são totalmente eficientes na prevenção do herpes porque algumas bolhas e feridas podem não ser cobertas. Controle do estresse,Sono e nutrição adequada. A terapia antiviral ajuda a diminuir a probabilidade de transmissão do herpes e auxilia na prevenção do desenvolvimento dos sintomas.
  7. 8. DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO Nos casos típicos é suficiente o exame clínico. Em situações especiais pode ser necessário a identificação do vírus ou ser bastante o exame citológico da lesão ou mesmo a comprovação laboratorial de outros órgãos atingidos. O tratamento para herpes é feito com o uso de uma pomada ou comprimido antiviral como Zovirax, que deve ser usado quando a ferida aparecer e por aproximadamente 7-10 dias.
  8. 9. VÍRUS HIV o HIV é um retrovírus, classificado na subfamília dos Lentiviridae . o HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da aids, ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. As células mais atingidas são os linfócitos T. E é alterando o DNA dessa célula que o HIV faz cópias de si mesmo. Depois de se multiplicar, rompe os linfócitos em busca de outros para continuar a infecção.
  9. 10. ATENÇÃO Ter o Vírus HIV não é a mesma coisa que ter a aids. Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença. Mas, podem transmitir o vírus a outros pelas relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação. Por isso, é sempre importante fazer o teste e se proteger em todas as situações.
  10. 11. CONTAMINAÇÃO  O vírus é mais frequentemente transmitido pelo contacto sexual (característica que faz da AIDS uma doença ou infecção sexualmente transmissível), pelo sangue (inclusive em transfusões), durante o parto (mãe para o filho), durante a gravidez ou no aleitamento.  Algumas pessoas consideram a possibilidade de transmissão pelo beijo, porém é altamente improvável, pois o vírus é danificado por 10 substâncias diferentes presentes na saliva
  11. 12. SINAIS & SINTOMASOs sinais e sintomas do Vírus HIVpodem levar anos ou nunca semanifestar no portador, entretantouma vez contaminado pelo HIV edesenvolvendo a AIDS (SIDA) oindividuo passa por 4 estágioscomo veremos a seguir:
  12. 13.  ESTÁGIO 1 - Tempo aproximado: de semanas a 6 meses. Você parece sadio. O teste da AIDS pode dar negativo. Mas mesmo parecendo sadio e com o teste negativo você já pode transmitir o vírus a outras pessoas.
  13. 14.  ESTÁGIO 2 - Geralmente pode levar de 1 ano a 5 anos (ou mais). Você mantém a aparência saudável mas o teste da AIDS já dá positivo. Você é um portador do HIV.
  14. 15.  ESTÁGIO 3 - Não tem tempo determinado: pode aparecer em meses ou anos.Neste estágio alguns sinais e sintomas podem sugerir a contaminação pelo HIV: Cansaço e fraqueza anormais para desenvolver as atividades habituais; Emagrecimento sem causa aparente; Febre contínua, suores noturnos; Ínguas que duram mais de três meses; Tosse seca, prolongada, sem ter bronquite ou ser fumante; Sapinho na boca; Diarreia prolongada.
  15. 16.  ESTÁGIO 4 - Pode ocorrer no período de meses ou anos. Por ter queda nas defesas do corpo, a pessoa contaminada com o vírus do HIV facilmente pega outras doenças graves, que poderão levá-lo à morte. As mais comuns são pneumonia, câncer, diversos tipos de infecções e problemas no cérebro. Nesta fase é que se diz geralmente que a pessoa já está com AIDS. A AIDS nos torna iguais.
  16. 17.  PREVENÇÃO Se até o momento não existe cura para a AIDS, várias maneiras de se evitar o contágio são conhecidas. Sexual: Os preservativos masculinos e femininos são a única barreira comprovadamente efetiva contra o HIV . Sangue ou Derivados: Usar apenas sangue testado nas transfusões, Utensílios perfuro-cortantes (ex: material de manicurese tatuadores) quando não descartáveis, devem passar por processos de esterilização. · Transmissão Vertical:Optar pelo parto cesariano para evitar que a contaminação se dê pelo contato com o sangue na passagem do bebê pelas vias naturais. Usar leite de outra origem que não a mãe.
  17. 18. DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO O diagnóstico da infecção pelo HIV é feito por meio de testes, realizados a partir da coleta de uma amostra de sangue. Esses testes podem ser realizados nos laboratórios de saúde pública, e em laboratórios particulares. O indivíduo portador do HIV pode ter um teste negativo caso esteja dentro da chamada “janela imunológica”. Infelizmente a medicina ainda não encontrou a cura para a AIDS. O que temos hoje são medicamentos que fazem o controle do vírus na pessoa com a doença.
  18. 19.  Entretanto Estes medicamentos melhoram a qualidade de vida do paciente, aumentando a sobrevida. O medicamento mais utilizado atualmente é o AZT ( zidovudina ) que é um bloqueador de transcriptase reversa. A principal função do AZT é impedir a reprodução do vírus da Aids ainda em sua fase inicial.Outros medicamentos usados no tratamento da Aids são : DDI(didanosina ), DDC ( zalcitabina ), 3TC ( lamividina ) e D4T(estavudina ). Embora eficientes no controle do vírus, estesmedicamentos provocam efeitos colaterais significativos nos rins,fígado e sistema imunológico dos pacientes.


  1. 20. BIBLIOGRAFIA http://deodefreitas.blogspot.com.br/2009/07/o-que- e-hiv-o-que-e-sida.html http://www.sempretops.com/saude/aids/ http://www.faac.unesp.br/pesquisa/nos/olho_vivo/ai ds/prevencao.htm http://www.aidsbrasil.com/sinais.htm