sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

EQUILÍBRIO E HARMONIA - BLOQUEO E DESBLOQUEO DA ENERGIA - A ENERGIA PRECISA CIRCULAR

CIRCULAÇÃO DE ENERGIA





                                                     
A energia cósmica nos vem da terra e do céu; penetrando em nós precisa ser distribuída por todo o corpo, para que não haja acúmulo de energia num determinado órgão e falte no outro.
A YOGA nos ensina a equilibrar a energia no sentido científico, dando-nos condições de conseguirmos mais paz e equilíbrio. Com a prática da YOGA vamos adquirindo sensibilidade. Ficamos conscientes do nosso próprio corpo, podendo aplicar a nossa experiência em nossa vida quando necessário. está em cada momento de nossa vida - no comer, no trabalho, em tudo quanto fazemos e pensamos.
Devemos harmonizar a energia para nos sentirmos bem.
Os espiritualistas a denominam fluídos, porém poucos são os que empregam meios para equilibrá-la.
O desenvolvimento material deve favorecer o desenvolvimento espiritual. Por exemplo, se uma pessoa trabalha somente visando o dinheiro, está errada, porque internamente ela entra em conflito, gerando desequilíbrio. Assim, também, não devemos cultivar somente a parte religiosa, esquecendo o corpo, mas procurar sabedoria dentro da religião e não apenas ficar na parte doutrinária e disciplinar.
Podemos equilibrar a energia através da alimentação e da YOGA


Alimentação 
Muito importante é saber o tipo de alimentação que nos fornece energia.


Carne de gado. A energia da carne de gado circula do tronco para a cabeça, não descendo às demais partes do corpo. O acúmulo de energia provoca tensão no pescoço e dilata o coração. A forma que essas pessoas encontram para descarregar essa energia é a agressividade.
A carne de gado sob a forma de churrasco é mais prejudicial, devido ao fogo e o sal, que acumulam mais energia.
Pessoas intelectuais são muito tensas devido à alimentação incorreta e porque usam somente a cabeça e não o corpo.


Carne de Peixe: A carne de peixe dá mais energia para a cabeça e possue muito fosfato.


Carne de galinha de granja: Já é uma carne doente devido ao alimento artificial fornecido a elas, forçando o crescimento e aumento de peso. Preferir sempre as galinhas caipiras.


As frutas cítricas deixam as pessoas cansadas e moles.


O açúcar: É prejudicial porque desmineraliza o organismo, provocando catarro, etc.


Sabendo o tipo de alimentação que ingerimos é fácil notar em que órgão somos atingidos:


Cerveja ataca a bexiga e os rins. (É diurética).
Broto de feijão esfria o sistema digestivo.
Vinho e carne aceleram a energia no coração e na cabeça.
Queijo, leite e manteiga acumulam energia no fígado e provocam mucosidade nos brônquios, podendo ser causa de alergia.


As galinhas de granja e as frutas ácidas provocam ácido úrico que ocasiona reumatismo e artrite.


Evitar frituras, pimenta e bebidas alcoólicas, porque fazem subir a energia para a cabeça.


Todo alimento quente faz a energia subir e todo alimento frio faz a energia descer.


Os chás eliminam as gorduras e enfraquecem a bexiga.


Para as pessoas fracas é aconselhável tomar chá de trigo inteiro integral e chá de arroz, torrados.


Toda alimentação ácida enfraquece o sistema urinário, abaixa a pressão e desgasta o sistema nervoso.


A energia dentro do corpo pode estar 
- Bloqueada.
- Em excesso.
- Em falta.
- Circulando normalmente.


Toda energia bloqueada causa mal estar. Todos nós temos muita energia bloqueada, que não circula, causando tensões, ansiedade, doenças físicas e psíquicas.


Excesso de energia.
Ex. Úlcera no estômago é excesso de energia. Câncer é acúmulo de energia deformando os tecidos. Caroço no seio no meio do mesmo é acúmulo de energia no estômago. Caroço no seio do lado de fora é acúmulo de energia na vesícula. Rosto inchado e vermelho significa excesso de energia ou excesso de líquido. Nariz vermelho é acúmulo de energia no coração.


Falta de energia 
Rosto pálido significa pouca energia. Uma pessoa preguiçosa tem pouca energia. 


Energia circulando 
Para uma boa saúde física e mental a energia deve circular continuamente, e devemos praticar todos os nossos movimentos com ritmo.
Há desequilíbrio tanto na pessoa tensa como na pessoa relaxada. A saúde é ritmo, por isso quando praticamos nossos exercícios, devemos contá-los e fazer com rítmo para canalizar energia.
Todos os movimentos visam exercitar as articulações, tornando-as flexíveis e não permitindo seu endurecimento por depósitos de toxinas.
Uma falha na educação da criança é que não a ensinamos a relaxar, provocando mais tarde desequilíbrio na personalidade.
Através da pulsação podemos verificar o equilíbrio nos órgãos do nosso corpo. 


MOVIMENTOS QUE AJUDAM A LIBERAR A ENERGIA ATRAVÉS DE MASSAGENS E EXERCÍCIOS


 

Conhecendo a localização dos meridianos podemos incentivá-los fazendo circular a energia bloqueda ou desbloqueando a energia.


1º. A própria pessoa bate dentro das coxas, ativando o funcionamento do pâncreas, fígado e estômago. Bater do lado de fora das coxas ativa o meridiano do fígado e vesícula; bater nas nádegas ativa os rins e a bexiga.


2º. Massagem em outra pessoa: Uma pessoa deita-se e a outra faz a massagem, batendo com as mãos abertas e relaxadas na altura dos rins, nádegas, coxas, pernas e pés. Se doer, bater devagar; depois aumentar gradativamente. O fato de bater, faz com que as células liberem a acidez e a eliminem, proporcionando uma sensação de bem estar.


3º. Continuando de bruços, para que a outra pessoa, com a mão ou o pé, colocados sobre as nádegas, as empurrem para que o corpo da pessoa deitada balance. O movimento é semelhante ao que se faz com o rolo de macarrão.


4º. Com a primeira pessoa deitada ainda de bruços, a segunda pessoa pisa-lhe o meio dos pés com o calcanhar, levantando e soltando o peso sobre os mesmos. Serve para fazer a energia descer da cabeça para as extremidades.


5º. Deitada de costas, a outra pessoa segurando os calcanhares, flexiona seus joelhos, até levantar suas nádegas do chão, fazendo compressão dos joelhos sobre a barriga, fazendo com que a outra pessoa ao mesmo tempo expire. Serve para liberar a energia no baixo-ventre, beneficiando a bexiga, útero e próstata.


6º. Deitada de costas, bater na barriga da pessoa deitada e pressionar levemente. Os efeitos são os mesmos do exercício anterior.


7º. Deitada de costas, flexionar um dos joelhos e fazer rotação em forma de círculo. Serve para relaxar a bexiga. Alternar os joelhos.


8º. Deitada de costas, flexionar uma das pernas, conservando o pé da mesma no chão, virar o joelho que está flexionado por cima da perna que está esticada.
Conservar as mãos e a cabeça no chão. Repetir várias vezes, alternando as pernas. Serve para fortalecer a bexiga, ou para tirar a preguiça ao levantar pela manhã, causada por ingestão excessiva de líquidos à noite.


9º. Deitada com as mãos entrelaçadas atrás da cabeça, pernas esticadas, flexionar uma das pernas e esticar novamente, soltando-a no chão relaxada, batendo o calcanhar. Alternar as pernas. Serve para ativar os meridianos dos rins e bexiga.
10º. Para irregularidades na menstruação, problemas de bexiga, tensão, bater com força na região abaixo do umbigo. Repetir várias vezes.


11º. Para afastar o sono e o desânirno bater nos braços na parte de dentro.


12º. Fazendo o exercício do passarinho abre o meridiano do coração, faz circular a energia na cabeça.


13º. Exercício para o abdômen. Serve para desbloquear a energia na coluna, fazendo com que as vértebras soltem o excesso de energia das mesmas.


14º. Sentada com os joelhos flexionados e abertos, bater desde as solas dos pés até as coxas. Relaxa a bexiga e os rins.

15º. Bater com os punhos fechados na cabeça serve para fazer tun- " cionar a memória.


16º. Sentada, mover os pés em forma de círculo. Relaxa o fígado e a vesícula.


17º. De joelhos, colocar a cabeça no chão. Outra pessoa bate com força nas nádegas. Serve para problemas genitais.


18º. Exercício respiratório. Deitada, joelhos flexionados, colocar a mão sobre o umbigo, inspirando e contando até 5, expirando e contanto até 5. Praticar pelo menos durante um minuto. Serve para aumentar a taxa de oxigênio, aumentando a concentração e ajudando a desligar-se dos problemas.


EXERCÍCIOS PARA AUMENTAR A ENERGIA


1º. Deitada de costas, flexionar os joelhos e deixá-los abertos, unir as plantas dos pés. Cotovelos no chão e as mãos no ar, as palmas viradas para cima. Respiração abdominal com ritmo. Conservar a posição pelo menos 5 minutos.


2º. De pé. Dobrar um pouco os joelhos, como quem senta numa cadeira, esticando os braços para os lados sem tensão, olhar uma das mãos, depois a outra, várias vezes.
Depois de praticarmos esses exercícios, se quisermos fortalecer um órgão que esteja fraco, devemos conduzir a energia acumulada, daquele que tem mais para aquele que tem menos, durante alguns minutos.



APETITE - O apetite depende da atividade física do indivíduo. O normal é comer moderadamente.


EVACUAÇÃO - O ideal é evacuar o menor número de vezes por dia. Se evacuar mais de uma vez e não sentir-se mal, não há problema.


COR - O ideal são fezes amareladas na consistência de banana.
Fezes pretas e duras não é bom. Indica possível falta de líquido no organismo.
Fezes vermelhas - provável sangramento do estômago ou dos intestinos.
Procurar saber se o paciente tem vermes ou não.


URINA - O ideal é urinar quatro a seis vezes por dia. Se a pessoa urina uma ou duas vezes por dia, e não sente ardor na uretra, nem queimação, não tem importância.
Urinar muitas vezes é fraqueza ou excesso de líquidos.
Urinar duas ou três vezes por dia com ardor, não é bom.
Urina amarela demais, com queimação, pode ser inflamação.
Urina branca - os rins não estão funcionando bem, porque não há descarga da sujeira do organismo. Frituras e alimentos quentes podem causar ardor ao urinar.
Urina branca também pode ser conseqüência de excesso de chá e refrigerantes.


MENSTRUAÇÃO - 
O ciclo menstrual deve ser sempre regular, seja de 28, 26 ou trinta dias e deve durar quatro dias.
Menstruação adiantada, pode ser excesso de calorias.
Menstruação atrasada, pode ser causada por fraqueza.
Hemorragia nunca é menstruação normal.
Para pacientes com aparelho genital tenso, praticar o exercício do bambolê.


SUOR - 
Uma pessoa normal sua no corpo inteiro. Cidades de clima úmido não permitem essa exsudação normal, causando várias doenças.
Suar só na cabeça, é excesso de energia na mesma.
Suar só na sola dos pés, é calor nos rins.
Suar só na palma das mãos, é calor na cabeça e no coração.
Se a pessoa sua bastante, toma bastante líquido, e não sente fraqueza, não há problema.


SONO - 
Uma pessoa com boa saúde dorme bem e sem sonhos. Quando há sonhos durante a noite não há descanso na cabeça. O ideal é dormir 8 horas por noite.
Crianças devem dormir mais. De 12 a 15 horas. E não devem dormir tarde.
Criança que urina na cama pode ter como causa tensão nervosa ou fraqueza.
Pessoas com mais de 60 anos se satisfazem com 4 a 6 horas de sono.
Frituras e condimentos cheirosos, como canela, p. ex., provocam sonhos.



ESTADOS DE PULSAÇÃO


 



A pulsação pode ser:


1º. - Superficial onde anotamos febres, resfriados.
Média 
Profunda 
2º. - Freqüência - 72 a 76 pulsações por minuto - Normal.
3º. - Lisa (calma, tranquila) ou grossa (agitada, em ondas) 
4º. - Cheia (excesso) Vazia (falta) 
5º. - Longa Curta 
6º. - Grande Pequena


Se a língua estiver como um mapa, falta vitaminas, organismo com excesso de acidez.
Vermelha ou rachada, excesso de energia.
Muita saliva - pâncreas fraco.
Boca amarga - problemas do fígado e vesícula.
Língua com camada branca - sinal de gripe.
Gosto adocicado - pâncreas.
Dor na gengiva - excesso de energia no estômago.
Gengiva sangrenta - excesso de energia, é necessário comer verduras e vitaminas.
Língua vermelha, lisa e brilhante - problemas do coração.


LÁBIOS
Vermelhos - excesso de energia.
Brancos - anemia.


NARIZ
A ponta do nariz indica doenças do coração e da cabeça.

Tratamentos indicados:

Dor localizada nos ossos e nádegas tem como causa: frutas ácidas, coalhada, yogurt, vinagre, limão e excesso de sal.
Orgão atingido: bexiga que enfraquecendo, não consegue eliminar a acidez. 
O passo seguinte da doença é o reumatismo e artritismo.
Diagnose: pela pulsação constatou-se fraqueza nos rins.

Tratamento: Eliminar as causas citadas acima. Para fortalecer a bexiga, dar batidas.


Dor nas juntas, dor de cabeça.
Diagnose: pouca energia na cabeça.
Tratamento: bater nos braços, coxas, etc.


Varizes: Causa - rins fracos, não conseguindo eliminar os líquidos, provocando a dilatação dos vasos sanguíneos.


Tensão nervosa no pescoço.
Causa: carne de gado, queijo.
Tratamento: bater acima dos pulsos, bater abaixo do umbigo, e deitar para que outra pessoa bata nos ombros. Empurrar os ombros e peito.


Dor nos calcanhares e frio nas extremidades.
Causa: Frutas secas que também provocam a fraqueza nos rins.
Tratamento: Exercício do bambolê. Bater na bexiga e coxas.


Problema do coração: coração operado, e embolia cerebral.
Tratamento: Sacudir o braço segurando pelo indicador.


Hepatite: Devemos mudar a qualidade do sangue, observar a alimentação, e comer macarrão de arroz.


Labirintite: Excesso de líquidos.


Para abrir as narinas (desobstruir). Bater os pés, alternando-os.


Diabetes: Evitar frituras, gorduras, e açúcar.
Bater os pés alternados, para fazer funcionar o pâncreas.


Dor de cabeça pode ser provocada por tensão nervosa, fígado e bexiga.


Tratamento para tensão nervosa: Bater no peito e ombros.


Para problemas do fígado: bater nas pernas interna e externamente.


Para problemas da bexiga: bater nas nádegas.


Má circulação: podemos fazer exercício de socar. Comer arroz integral e feijão azuki, fortalece os vasos sanguíneos.


Mulher sem ovulação (estéril) 
Causa: baixa temperatura no útero.
Suspender comidas e frutas ácidas e verduras ácidas, frituras e gelados..
Tratamento: bater na altura da bexiga, nas costas.


Inflamação na vagina: suspender churrasco, torradas e frituras. 


Quando uma mulher não engravida, tendo como causa a tensão, é necessário bater em todos os meridianos, para desbloquear as energias.
Evitar frituras, comer menos salgado, isto é, diminuir o sal. Eliminar a carne e o açúcar da alimentação.
Recomenda-se comer ovos caipira, castanha de cajú e semente de gergelim. 


Pressão alta: praticar movimentos com os braços bem relaxados como se fossem mangas de camisa. Balançar batendo na altura dos rins.
Transferir num balanço contínuo, o peso do corpo, do calcanhar para a ponta do pé, e vice-versa.


Pressão baixa: Bater palmas e bater nos braços.


Pessoa reumática com mãos inchadas deve bater nos meridianos dos rins.


Câimbras: Quando for causada por excesso de ácido, batendo no local, as câimbras cedem. Se for provocada por anemia, é necessário comer feijão e beterrabas. 


Frieira: é problema do aparelho urinário.


Joanetes: Problema do pâncreas e sistema urinário.
Tratamento: Espetar um palito no local para eliminar o excesso de energia.


Intestino solto: Fazer contração do ventre.

Sinusite: Chutar e bater com o pé, alternando-os.


Dor de garganta: Problema dos rins.
Tirar a dor do ombro - a causa pode ser tensão nervosa. Para auxiliar a soltar a tensão, sacudir e empurrar o braço para cima, segurando o cotovelo dobrado.
Para relaxar o pesçoco - sacudir os braços, puxar os dedos com força. Geralmente ajudado por outra pessoa.
Pressão alta, assim como pressão baixa, podem provocar zumbido no ouvido. É problema renal.
O uso de gersal e ameixa salgada deve ser moderado, porque prejudica os rins.