sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - Magnetoterapia - A Terapia dos Magnetos

Magnetoterapia - A Terapia dos Magnetos



Definição

Magnetoterapia é uma terapia praticada pela medicina alternativa baseada na influência dos campos magnéticos estáticos sobre o corpo humano.
Esta prática afirmam que ela seria capaz de tratar efetivamente diversas doenças sobretudo de ordem reumática.
magnetismo é uma força gravitacional emitida do centro do globo terrestre.
Alguns físicos propõem que existe um gigantesco magneto permanente no centro da Terra ou uma corrente elétrica que é responsável pelo campo magnético da Terra, transformando-a num imenso imã, energia esta chamada de geomagnetismo, que atua sobre todos os seres vivostrazendo grandes benefícios para saúde.

O Que é Magnetoterapia
Magnetoterapia é a ciência que estuda e trata os desequilíbrios eletromagnéticos do corpo humano, auxiliando no tratamento de diversos distúrbios em nosso organismo.

Nosso planeta é regido por duas forças básica: gravitacional e magnética. A Terra funciona como um grande bloco de ímã, e a energia que recebe tem o nome de geomagnetismo, que atua de maneira benéfica sobre todos os seres vivos, com a função primordial de manter nossa saúde.

Nascido na Índia, aperfeiçoado na china e exaustivamente pesquisado no Japão nos últimos 30 anos, o magnetismo tem a função ímpar de equilibrar as energias que se alteram com o desgaste da vida moderna.

Estudos da Universidade de Osaka afirmam que a energia geomagnética se reduziu em 50% nos últimos quinhentos anos. Com o aparecimento do concreto, do asfalto, dos calçados de borracha e de plástico, dos automóveis etc. perdemos o contato com a mãe Terra.

O Magnetismo e o Organismo
corpo humano é composto de aproximadamente 65% de água. Grande parte dessa água é encontrada no sangue, e é através da circulação sangüínea que os glóbulos vermelhos levam oxigênio e nutrientes a todas as células do corpo.

Pesquisas realizadas no Japão e no Brasil confirmam que a aplicação constante do magnetismo no organismo, principalmente na região do pâncreas, provoca um aumento da produção de insulina, sendo portanto um importante elemento de ajuda no tratamento de diabetes (não-insulino dependentes).

Outras pesquisas apontam que tecidos ósseos fraturados apresentam melhora de 20% a 40% quando submetidos a tratamentos de magnetos, reduzindo o tempo de consolidação.

Quando aplicamos sobre o cérebro e medula espinhal, provoca melhora acentuada no aproveitamento do oxigênio pelos neurônios, evitando o estresse e contribuindo para maior vida útil dessas células, que não são renováveis, e prevenindo doenças cerebrais degenerativas.

Com todas essas vantagens, a magnoterapia é tanto curativa quanto preventiva e, por ser um tratamento energético natural, não tem contra-indicação.
Água MagnetizadaA ingestão de água imantada tem comprovada eficácia e não pode basicamente, em nenhuma hipótese produzir danos ou efeitos indesejados, podendo ser utilizada por qualquer pessoa. Porém, ela não substitui tratamentos médicos.
Atualmente a nossa saúde pode ser afetada de diversos modos e por diversas causas. Como sabemos, o meio ambiente alterado é a principal causa das enfermidades. Porém, o mais importante é entender como fatores como a alimentação industrializada, o estresse, a poluição, a vida sedentária, causam a maioria das doenças, além de contribuírem para alterações genéticas preocupantes.

Para proteger de fato o organismo, evitar as moléstias e restabelecer a saúde, é necessário agir “globalmente”, ou seja, minimizar a ação desequilibrante dos fatores ambientais nocivos.

Para isso, precisamos lançar mão de recursos protetores e restauradores da saúde, através de métodos terapêuticos ou preventivos não agressivos, ou auxiliares, como a fitoterapia, os suplementos nutricionais, a homeopatia, a acupuntura, a hidroterapia e as águas minerais medicinais.

Existem numerosos métodos terapêuticos que poderiam ser citados, que utilizam essências florais, cristais, argila, etc., no entanto, é preciso estabelecer uma condição de segurança e de garantia na indicação de terapêuticas.

O uso regular de água submetida a campos magnéticos – chamada de água “imantada” ou “magnetizada” - assim como a fitoterapia e o uso de suplementos nutricionais, tem efeito cientificamente comprovado, fazendo parte dos recursos capazes de promover a saúde e de prevenir as doenças.

Texto extraído do site Unimag