sábado, 4 de outubro de 2014

EQUILÍBRIO E HARMONIA - Autodefesa psíquica – Sua Alma, sua Luz é o seu escudo.

Autodefesa psíquica – Sua Alma, sua Luz é o seu escudo.




Autodefesa psíquica – Sua Alma, sua Luz é o seu escudo.
Joshua Davi Stone
Eu fiz alguns comentários com a letra azul.

Provavelmente, o mecanismo de proteção mais importante de todos é a compreensão psicológica da recusa e da afirmação. A Course in Miracles diz o seguinte:

 “Não permita que entre na sua mente qualquer pensamento que não provenha de Deus.”

A lei da mente é a seguinte: a pessoa vive no plano onde concentra a sua atenção. A ideia é manter a atenção fixa na Luz. A maioria das pessoas não tem controle suficiente sobre o ponto onde se concentra a sua atenção.

“Eu vejo amadurecer do tempo, Eu Sou Luz:
Os planos vibrarão nos suaves compassos dos éteres purificados.
Eu vejo e sonho.
Eu projeto e reúno:
As Mônadas são bons jardineiros,
Elas atraem o Éden e a Liberdade.
Eu aspiro. Eu sonho. Eu crio a Nova Era.
E, em mim, vivem legiões de executores do sopro Divino.”
Assim Eu canto no profundo da noite, na mais alta montanha com a mais elevada das eletricidade, o Mantra Curador:

Coração-Pax. 3


 Se você tomar essa única providência, estará automaticamente protegido. Os pensamentos podem vir do subconsciente, de uma entida­de possessora, de uma mente dominadora, malígna ou de outras pessoas deste mundo. Se você expulsar da mente esses pensamentos, substituindo-os por afirmações positivas, a mente subcons­ciente será reprogramada dentro de 21 dias.

Se você quer ser protegido espiritualmente, primeiro ore e vigie seus pensamentos e suas palavras.

Você é a antena, o canal que liga a sua mente com outras mentes. A porta do seu universo, você é quem abre e convida as energias positivas ou negativas para entrar....


As pessoas realizadas e anímicas (revelam a inteligência da alma integrada com a personalidade) são alegres, criativas, corajosas, confiáveis, e preocupadas com o bem maior. Vivem no presente, não carregam mágoa, ressentimento, estão alinhadas com  a Vontade de Deus e procuram compartilhar a luz.

  “Revelam uma capacidade incomum de detectar falsidade e desonestidade e de avaliar os outros correta e eficientemente”.

Eles aceitam a si mesmos e à própria natureza sem se culpar nem reclamar e seu compor­tamento é marcado pela simplicidade, naturalidade e falta de artificialismo.Não carregam sentimento de culpa, de inferioridade, não são amargos, invejosos, e seguem com o fogo da esperança aceso em seu coração.

No trabalho, as pessoas realizadas — por serem guiadas pela alma — se interessam pela resolução de problemas, concentrando-se em geral nas tarefas que não sejam de cunho pessoal e egoísta, e se preocupam mais com o bem da humanidade.

 Elas positivamente gostam de solidão e privacidade, são decididas, motivam a si mesmas, assumem a responsabilidade sobre si mesmas e por seu destino. Os indivíduos anímicos têm a maravilhosa capa­cidade de apreciar sempre e sempre, com frescor e ingenuidade, as coisas bá­sicas da vida, com admiração, prazer, encantamento e até êxtase.

Sua mente cria um cenário que permite você viver,
 E entrar em cena vestido como você sempre diz:
Eu sigo com a Luz da Vontade de Deus e vencerei.
O meu lugar está guardado, o que é meu ninguém
Tira.
Eu sou um vencedor.
Eu sou Luz.

 São dota­dos de um leque acima da média de experiências incomuns, nas quais percebem sua ligação com a alma e se sentem simultaneamente mais pode­rosos e mais frágeis.

As pessoas dotadas de alma têm um profundo sentimento de solidarie­dade e afeição pelos seres humanos em geral e um desejo genuíno de ajudar a raça humana.

 São humildes, respeitam os outros e podem ser amigáveis com qualquer um que tenha bom caráter, independentemente de classe so­cial, escolaridade, crença política ou raça.

Elas têm relações interpessoais mais profundas do que quaisquer outros adultos, mas o mais provável é que esses relacionamentos sejam mantidos com relativamente poucos indiví­duos que também sejam personalidades anímicas.

O senso de humor das personalidades anímicas não é do tipo comum e consiste em fazer graça de si mesmo e dos seres humanos em geral quan­do são tolos ou esquecem seu lugar no mundo. São fortemente éticas, mas seu conceito de certo e errado e de bem e mal raramente é convencional.


Outra variação sobre o mesmo tema é a técnica que aprendi com a grande mística Dion Fortune. Ela sugere visualizar o pensamento ou imagem negativa como um espelho que você estilhaça; depois, imediatamente, visualize uma ima­gem espiritual positiva, como um templo ou mestre espiritual.

Outra boa estratégia protetora é imaginar sua bolha dourada, ou ovo dourado, e depois soprar amor e paz dentro dela. Descarregue qualquer energia nega­tiva pelo fio-terra, para que no solo ocorra a transmutação.

Quando você está lidando com uma pes­soa contra quem seja preciso delimitar uma fronteira, imagine-se dentro de um círculo.

Depois imagine, em torno dessa pessoa, outro círculo que toca mas não penetra no seu próprio círculo. Faça-o com Luz dourada e com uma linha bem grossa. Os dois círculos acabam formando uma figura que lembra o número oito.

 Se quiser, pode traçar os círculos como quem desenha o número oito. (O oito é o símbolo do infinito.) Depois trace uma linha de Luz azul dentro da Luz doura­da. Eu acrescentaria aqui outra sugestão: os dois círculos podem ser envolvidos por duas esferas douradas de Luz, com tons azuis no interior, para garantir uma proteção ainda maior.

Outro recurso importante para cortar os laços errôneos que o prendem a outras pessoas invasoras é imaginar os laços de co-dependência como fios de energia que se irradiam dos chakras.

 Imagine uma gigantesca tesoura ou a espada flamejante do Senhor Miguel, ou o sabre de luz de um guerreiro jedi. Use esse instrumento na sua visualização, e também seu braço físico, para cortar esses laços de co-dependência.

Quando todos já estiverem cortados, lance-os para longe dos chakras e queime-os. Depois cante o mantra da alma e invoque a descida de um sol dourado para preencher qualquer vazio com o amor e a completude de Deus. Você pode invocar quantos sóis forem necessários para deixar sua aura curada, sã e plena.

Se em algum momento sentir em torno de você a presença de espíritos das trevas, basta dizer: “Pelo nome e poder de Jesus Cristo, ordeno-lhes que vão embora.” É bem importante, ao lidar com espíritos negativos deste mundo ou do além, que você não tenha nem raiva nem medo.

É inevitável que em algum momento as trevas procurem invadir sua mente, para dominar e controlar. O iniciado não pode revelar medo, que as trevas esperam que o medo fragilize a porta que protege sua mente.

Diga: “Eu Sou Luz”, cante um mantran e entre em outra energia,  entre em sintonia com a Luz da Alma , da Unidade, do Guru.

 Lembre o que disse o mestre Yoda nos filmes da sérieGuerra nas Estrelas:
 “Não se deixe levar pela raiva ou pelo medo, pois senão será seduzido pelo lado tenebroso da Forca.” Conserve um estado de equilíbrio mental, de divina indiferença, de desapego e neutralida­de.

Dessa forma, você não dá energia a esses espíritos confusos. Eles se alimen­tam de raiva e medo. Veja-os como o próprio Deus, ainda que eles mesmos não se vejam assim. Com pleno poder e amor, ordene-lhes que vão embora. Como dizem os comerciais, “basta dizer não.

Se alguém que você conhece está perturbado espiritualmente, faça a seguinte prece:
Ó amado Deus, Cristo, Espírito Santo, ó poderosa Presença do Eu Sou, minha mônada, minha alma, Sathya Sai Baba, Babaji, Jesus Cristo, Mestre Djwhal Khul, Vywamus, mestres ascensionados e todos os santos ou mestres espirituais do plano espiritual!

Você está curado e perdoado.
Você é uno com sua alma e seu Eu superior.
Você está cheio do amor de Deus.

Você está cheio da Luz de Deus e cercado por ela.
Você está livre do medo e do sofrimento, e livre da vibração do plano terres­tre.

Peço aos mestres espirituais mencionados acima, e ao próprio Deus, que o coloquem em seu lugar de direito.
Siga em paz.

Faça essa oração três vezes, com pleno poder, depois de cantar primeiro o mantra da alma.

Com todos os recursos sugeridos neste texto você não terá dificuldade para fazer uma limpeza espiritual. Os espíritos possessores geralmente não passam de almas confusas que não sabem como abrir mão de seu impulso material e voltar pelo túnel que leva ao outro lado.

É importante lembrar que energias ou entidades negativas só podem entrar no seu campo quando você mesmo permite, por afinidade ou por necessidade - que o próprio ego negativo e o eu inferior predominem. Se você os mantém encolhidos e calados, então nenhuma outra energia ou entidade negativa se manifestará.

Existem pessoas que precisam do ódio para sentir sua força, e se usarem a sua força na Luz, temem ser destruídas e por isso estão do lado de lá, por total incapacidade de lidar com a Luz, com o lado do Bem.


Outra boa visualização protetora é ver-se numa pirâmide de Luz ou imaginar uma parede de Luz. Sai Baba chamou essa imagem de amortecedor divino. E também importante, ao lidar com a Irmandade das Trevas ou espíritos negati­vos, não tentar enviar-lhes amor nem conquistá-los.

 Eles vão usar o seu amor como fonte de energia e enviar de volta a você a energia deles. Seja amoroso de forma neutra.
Outro recurso simples é distanciar-se como se estivesse vendo um filme. Finja que está vendo qualquer pessoa negativa através das lentes de um binóculo invertido.

Um exercício bastante poderoso que você pode fazer toda manhã, ao vestir sua armadura mental, é visualizar um exército de anjos e mestres ascensionados por trás de você, protegendo-o logo no começo do dia.

Abaixo seleciono algumas de minhas afirmações favoritas de fortalecimento:
Se Deus é por mim, quem ou o que será contra mim?
Eu posso tudo com Cristo, que me fortalece!   .
Deus, meu poder pessoal e o poder de minha mente subconsciente são uma  equipe imbatível! 

Uma das melhores maneiras de manter afastadas as forças das trevas é evi­tar pensar nelas. Quanto mais você pensa nelas, mais as atrai. E só manter a vibração física, mental, emocional e espiritual num plano elevado para que elas jamais entrem na sua existência.

Quando você não consegue parar de pensar em uma pessoa, com raiva, ressentimento e angustia, ela entrou na sua mente, e está lá, como parte de você. Podemos dizer que, no “filme da estória da sua vida todos os personagens que interagem em  sua mente - são partes de você.

O pai que você rejeita, é o seu Pai interior ou Pai Divino, ou o Pai Destruidor, que vive em sua mente como um símbolo da figura paterna - como o Pai que você é.

Foi uma das primeiras observações de Jung — mais tarde desenvolvida em proposições teóricas — que a psique consiste em muitas partes e centros de consciência.

 Nesse universo interior, não existe simplesmente um planeta mas todo um sistema solar e mais do que isso. Referimo-nos às pessoas como deten­toras de umapersonalidade mas, de fato, esta é composta por um agregado de subpersonalidades.

Jung procedeu à detalhada elaboração destas últimas. Há o complexo do ego; depois, temos a multidão de complexos pessoais secundários, dos quais o complexo de mãe e o complexo de pai são os mais importantes e os mais pode­rosos; e, por fim, encontramos as numerosas imagens e constelações arquetípicas.

A lei da mente é a seguinte: a pessoa vive no plano onde concentra a sua atenção. A ideia é manter a atenção fixa na Luz. A maioria das pessoas não tem controle suficiente sobre o ponto onde se concentra a sua atenção.

Outra qualidade psicológica necessária à proteção é o discernimento espiri­tual. Quando você começa a viver novamente no piloto automático, torna-se bastante impressionável e hipersugestionável.

Num plano psicológico e espiri­tual, é bem importante não conceder seu poder assim tão fácil. Por exemplo, não dê seu poder ao corpo físico quando ele se cansa. Não dê seu poder a previsões astrológicas. Não dê seu poder aos sonhos; conheço gente que deixou um sonho mau arruinar todo o seu dia.

Em essência, o que eu quero dizer é que não se devedar o poder pessoal a ninguém ou nada. Deus não quer o seu poder. Deus quer que você assuma o seu próprio poder, ao mesmo tempo rendendo-se a Ele e à Sua vontade, e não à vontade do ego. Deus é uma energia Universal, é uma inteligência maior que tudo permeia. A figura humana de Deus carrega o símbolo do poder Divino que existe em você.

 Deus ajuda os que se ajudam a si mesmos. Não dê seu poder aos pensamentos, senti­mentos, ao  corpo físico, ao  ego negativo, mente subconsciente, outras pessoas, clima, criança interior, subpersonalidades, ener­gia externa, não coloque do lado de lá, fora de você o poder Divino que te pertence.

Se você aprende a permanecer no seu poder, todas essas ferramentas se tornam desnecessárias, pois jamais irá precisar delas. Você só se torna vítima quando perde o seu poder. Raptos e implantes ocorrem em função de uma abertura na aura que permite essas coisas. Feche-a, então. Retome seu poder pessoal e também aquilo que Edgar Cayce chama de raiva positiva; então essas coisas deixarão de ser apenas possibilidade.

Uma das confusões de muitas pessoas espiritualizadas é pensar que devem permanecer abertas em todos os momentos. Nada pode estar mais longe da verdade. Tudo na vida deve ser equilibrado. Há o yin e o yang, o feminino e o masculino; há o momento de estar aberto e o momento de permanecer fecha­do. Você precisa aprender a abrir e a fechar o seu campo energético quando quiser.

Quando há por perto alguma energia negativa, é preciso ser capaz de fechar e proteger o espaço psicológico e espiritual. Você pode permanecer amoroso, ainda que se feche às energias negativas. Permanecer receptivo todo o tempo é querer tornar-se vítima das energias dos outros.

Os chakras são como as lentes de uma máquina fotográfica, que podem ser abertas e fechadas por um comando do operador. Se você decide que neste universo de Deus é Um, e você espelha essa Unidade, e o poder de Deus.

Tranquilize-se e saiba que você é Deus. E pode o próprio Deus, o Pai, ser vítima de algo? Pois você foi criado à imagem e semelhança d’Ele, e portanto você também não pode ser vítima de nada — a menos que queira sê-lo, ao não assumir a plenitude do seu poder.

Com respeito a doenças físicas e emocionais, se você pensa que é vulnerá­vel, provavelmente está certo. Se usa seus poderes criadores para programar os corpos físico e emocional para que não adoeçam, certamente não adoecerão. Se você pensa que é o Cristo e uma coisa só com Deus, então é isso o que você é.

É de novo a lição de saber onde concentrar a própria atenção. Você precisa aprender a concentrar sua atenção onde Deus quer que você a concentre. Mui­tas vezes você é fraco demais nesse particular. E por isso que Djwhal Khul reafir­ma seguidamente a importância de manter a mente “firme na Luz”.

Quando você entra num estado diferente da perfeição, então a lição é imediatamente fazer uma afirmação ou oração que o leve de volta àquele estado perfeito que Deus vê em você.

Caso esteja lidando com um sentimento negativo, visualize-se dissolvendo-o , como uma nuvem se desfaz. Depois coloque um belo anjo ou seu mestre espiritual dentro de si mesmo, para substituir aquilo que antes ocupa­va esse lugar.

Uma boa prece para exorcizar entidades possessoras é encontrada no livro lt’s All Right, de Isabelle Hickey: “Pelo nome e poder de Jesus Cristo, deixe o meu campo magnético e volte à Fonte, para ser elevado novamente à Luz.” Uma oração que ela recomenda para quem busca proteção é a seguinte: “Per­maneço no centro de toda a Luz. Aqui nada pode me tocar. ”


Jamais consinta em submeter-se a uma anestesia sem antes fazer muitas orações pedindo proteção. Se alguém tocar suas joias, use essa invocação da Luz:
Invoco a Luz do Cristo.
Sou um canal claro e perfeito.
A Luz é o meu guia”.
Este texto é resultado de uma pesquisa é uma compilação inspirada em vários mestre do assunto.

1.  Joshua Stone
2.  Prendice Mulford
3.  André Louro de Almeia.