terça-feira, 30 de maio de 2017

DESPERTANDO A CONSCIÊNCIA - O PODER DA RESPIRAÇÃO CORRETA

"SUA RESPIRAÇÃO É....UM FAROL ESPIRITUAL QUE O CONDUZ DE VOLTA AO MOMENTO PRESENTE."


Resultado de imagem para DESPERTANDO A CONSCIÊNCIA - O PODER DA RESPIRAÇÃO CORRETA

Achaan Chah, monge budista theravadan e professor de meditação na Tailândia, diz que desenvolver a lucidez com relação à respiração é como ver um parente partir depois de uma visita:

Quando um parente vai embora, nós o acompanhamos até a porta. Ficamos olhando até ele desaparecer na esquina e só então entramos. Observamos a respiração da mesma maneira. Se a respiração é áspera, sabemos que ela é áspera. Se é sutil, sabemos que é sutil. À medida que ela vai ficando mais tênue, cotinuamos a companhá-la. enquanto a mente desperta. Finalmente a respiração desaparece e sentimos apenas que estamos despertos. A isso se chama encontrar o Buda.

Respiração como Guia
A respiração pode ser vista também como um farol espiritual que nos conduz de volta ao momento presente. Achamos que vivemos no presente, mas raramente o fazemos. Em vez disso, passamos a maior parte da vida em lembranças passadas ou projeções futuras.

A respiração é um dos mecanismos mais importantes para a saúde do corpo humano. Para que o organismo funcione plenamente é necessário que a respiração seja eficiente. Uma respiração deficiente prejudica a oxigenação das células, levando inicialmente a desconfortos e a longo prazo a complicações e patologias. É a respiração que dita o ritmo de nossas vidas. Variações bruscas de humor, ansiedade, nervosismo, desequilíbrios mentais e emocionais provocam a aceleração do fluxo respiratório. Ao passo que estados calmos e relaxados induzem a um fluxo respiratório eficiente e orgânico, contínuo e profundo. Em estados desequilibrados a atenção está focada no objeto que causou o desequilíbrio, ao focar a atenção no controle da respiração é possível facilmente se alcançar um estado mental-emocional voltado para o momento presente, para o aqui-agora, de equilíbrio e reflexão. No Yoga e na Yogaterapia, a respiração é empregada como uma eficaz ferramenta para se atingir estados mais elevados de consciência, como a cessação da agitação dos pensamentos, através de exercícios de Pranayamas - condução do Prana (energia vital).

Nascemos sabendo respirar


A respiração correta é aquela feita por um bebê dormindo, com a barriga e o peito subindo e descendo de forma ritmada, entretanto, onforme crescemos e passamos a lidar sozinhos com o mundo externo percebemos as situações como ameaçadoras. Desta forma nosso organismo se prepara para lutar ou fugir, uma resposta ao stress. Como estamos sendo submetidos constantemente às situações estressantes, o padrão respiratório errado acaba se tornando o habitual. Treinar essa função básica desacelera o coração e reduz a pressão e a ansiedade cotidianas.

De acordo com o professor de Yoga Marcelo Passos, dois exercícios calmantes que podem ser feitos com segurança em nosso dia-a-dia são: a respiração alternada (Nadi Sodhana) e a respiração abdominal com ênfase na expiração.

A respiração alternada é tonificante e sedante e tem a função de equilibrar os polos lunar (feminino) e solar (masculino) do organismo. Tem um poderoso efeito equilibrador e harmonizador em praticamente todas as desordens mentais-emocionais. Pode ser executada a qualquer hora do dia, sempre que for necessário a retomada do equilíbrio perdido. Recomenda-se ao mínimo duas horas de jejum antes de pratica-la. A execução se dá com uma alternância: a utilização de uma narina enquanto a outra fica bloqueada.

Inicia-se inspirando com a narina esquerda enquanto a narina direita encontra-se bloqueada com o dedo. Após, libera-se a narina direita para bloquear a esquerda, assim a expiração se dá pela narina direita. Após, inspira-se pela narina direita enquanto a esquerda permanece bloqueada. Após, libera-se a narina esquerda para a expiração enquanto a direita é bloqueada. Recomeça-se o ciclo a seguir inspirando com a narina esquerda. É recomendável ao menos a execução de 20 ciclos para obtenção de um efeito duradouro.
Para fechar uma narina, deixando aberta a outra, dobre o dedo indicador e o médio de sua mão direita. Leve a mão à altura do nariz e, quando quiser fechar a direita, faça-o com o polegar e, quando quiser vedar a esquerda, use o anular que se acha unido com o mindinho.

O fluxo de ar da respiração oscila, aproximadamente, a cada duas horas durante o dia. Isso quer dizer que uma das narinas fica um pouco mais aberta e a outra, mais fechada, trazendo mais ou menos oxigênio para cada lado de corpo. A respiração alternada ajuda a reequilibrar essa entrada de ar. A prática também é ideal para aumentar a consciência do processo respiratório, além de estimular a respiração pelas narinas, que é considerada a forma ideal de inspirar. Como exige concentração para ser realizada é uma ótima preparação para práticas de meditação.

A respiração abdominal é um exercício sedante. É simples e pode ser executada a qualquer hora do dia, sempre que for necessária a retomada da calma. Recomendada para antes de dormir, no início da aula de yoga ou em qualquer situação durante o dia em que seja preciso relaxar. Recomenda-se ao mínimo duas horas de jejum antes de pratica-la. A execução inicia com a observação do fluxo respiratório. Após, inspire lentamente, enchendo completamente a barriga de ar (como se fosse um balão), fazendo-a encher. Em seguida, mantendo um ritmo lento, expire o ar fazendo a barriga esvaziar. É recomendável ao menos a execução de 20 ciclos para obtenção de um efeito duradouro. Ou mesmo até sentir os batimentos cardíacos desacelerarem. Para descontinuar deixe a respiração fluir naturalmente, desviando dela a atenção.

A Ioga e a sabedoria oriental

A Ioga baseia-se na sabedoria oriental segundo o qual existe um fluxo de energia que leva vitalidade ao corpo como um todo. Quanto mais livremente essa energia transita pelo corpo, mais saúde e energia você sente.

Acredita-se que as tensões físicas bloqueiam esse fluxo de energia e com o passar do tempo, as áreas de maior tensão do seu corpo podem se tornar rígidas e doloridas. Como grande parte das tensões físicas que sentimos está ligada àquilo que pensamos, um dos objetivos da Ioga é unir a mente ao corpo e espírito.

A Ioga é uma disciplina holística espiritual com origem em formas de meditação oriental. As posturas, ainda que condicionem o corpo, também visam atuar sobre a mente. Elas simbolizam o objetivo de viver a vida num estado equilibrado e sereno.Os adeptos da prática acreditam que a mente e o corpo são um só e se forem conduzidos de maneira correta, encontrarão harmonia e cura para muitos de seus males. Por isso, a Ioga é considerada também como terapia, pois faz com que o corpo fique naturalmente mais relaxado.