sexta-feira, 3 de março de 2017

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - AMADO ARCANJO URIEL : BUSCANDO A CURA

 BUSCANDO A CURA



Aquilo que busca se expressar (em nós) é aquilo que busca ser curado sobre os propósitos do crescimento.

O que os problemas e questões pessoais atuais de cada um de nós, deste exato momento em que vivemos, podem dizer a respeito da nossa vida? Eles significam alguma coisa? Que atenção merecem? Se são repetitivos, porque o são? 

O texto traduzido abaixo, “Amado Arcanjo Uriel: Buscando a Cura” (Beloved Archangel Uriel: Seeking healing), da terapeuta americana Jennifer Hoffman, é uma dessas mensagens que buscam lucidez e respostas para as dinâmicas que a mente produz em nossas vidas, e que analisam porque alguns aspectos em particular “forçam” sua aparição e seu pedido por resolução. 
De formas diferentes, este assunto foi tratado por diversos nomes na Psicologia ocidental, e mais recentemente podemos notá-lo nas discussões e livros lançados sobre o aspecto da “sombra” (termo usado por Carl G. Jung), questão que é passagem inevitável nos caminhos de crescimento pessoal.

“Enquanto você pode desejar expressar apenas os aspectos mais altos do seu ser, aqueles que precisam de cura e transformação em vibrações mais altas, que é o propósito da jornada da vida, são aqueles que serão os primeiros e buscarem forma e isto será irresistí­vel“, diz Hoffman. Interessante notar que ela trabalha com um método intuitivo, ou inspiração do campo sutil para escrever, nominalmente com Arcanjo Uriel, e independente de como isso acontece (ou se você acredita que acontece), ao menos na minha visão, a mensagem tem conteúdo e sintonia valiosas — e como todo auto-conhecimento verdadeiro passa pela reflexão íntima e sincera, a fonte não precisa ser o alvo da discussão neste caso (ou ao menos não tão importante quanto o conteúdo em si).

Uma outra mensagem, do conhecido livro “A Doença Como Caminho“
‎”Não é de admirar que detestemos tanto nossos sintomas, visto que são eles que nos obrigam a expressar justamente aqueles princípios que mais tencionamos não expor. 
Assim continuamos a combater os sintomas, sem aproveitar a oportunidade que representam de servir a nossa Cura.” 
“A Doença como Caminho”, de Thorwald Dethlefsen e Rüdiger Dahlke (via Karla Mattos Vaidyaratna)
Segue o artigo, traduzido para o português

  
“BUSCANDO A CURA”

“Uma mensagem para ser você mesmo é bastante óbvia. 
Claro que você tem que ser você mesmo, o que mais você poderia ser? 
Mas há muitos aspectos do seu ser e você pode ser ou se tornar qualquer um dos que você escolher. 
Em seu tempo de vida você incorporará muitos diferentes aspectos do seu ser, alguns que você gosta, outros que você não gosta nada. 
Seu ser está no seu corpo fí­sico, e é não mais que a expressão de uma energia particular. Por isso, conforme sua energia muda, o aspecto do seu ser também muda e pode ser expressado através de você.

O aspecto que você escolhe se torna a expressão do seu ser, que é como você expressa sua energia em forma física. 
Energia sem forma é potencial sem destino, mas a energia sempre busca forma através da expressão. 
Então enquanto você pode desejar expressar apenas os aspectos mais altos do seu ser, aqueles que precisam de cura e transformação em vibrações mais altas, que é o propósito da jornada da vida, são aqueles serão os primeiros e buscarem forma e isto será irresistí­vel. 

Com os outros isso se expressa como uma relação com uma alma companheira; dentro de você mesmo é geralmente as escolhas que você é levado a fazer mesmo que depois você se pergunte porque escolheu aquele caminho.

O ser que busca expressão é o aspecto que busca cura. Uma vez que esteja completo, um outro aspecto do ser está disponí­vel, em um nível de vibração diferente, se o passado estiver limpo e perdoado. 

Enquanto o arrependimento estiver presente, aquele aspecto do ser estará ainda ativo e seu ní­vel vibracional será o mais forte (embora não seja o mais alto) e se movimentará para atrair a cura. 
Com intenção consciente você pode escolher o ser em que você vive. 
Você quer viver em alegria, conhecer o sucesso e a abundância e se sentir poderoso? Este é um aspecto do ser que é possí­vel. Outros podem incluir desafios, escassez e fraqueza.

Qual ser você escolhe? Você pode escolher qualquer um e todas as escolhas são certas para você assim que são escolhidas. 
O aspecto que você escolhe é aquele que se adequa ao ní­vel de vibração energética de cada momento. 
Você pode estar no mais alto ou mais baixo dos seus aspectos do ser ou qualquer um entre eles. 
Você pode escolher força ou fraqueza, conexão ou desconexão, amor ou medo e todas as escolhas são certas e ter um propósito no seu caminho de vida. 

Eventualmente todos escolherão seus aspectos mais altos do ser porque assim que a cura, o aprendizado, o crescimento e a transformação são completados, todos os outros aspectos do ser se entregarão ao amor incondicional e isto será o paraí­so no Terra”.

Por Jennifer Hoffman
Fonte:Nando Pereira-http://dharmalog.com/