segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

SAÚDE E EQUILÍBRIO - CURA ESPIRITUAL DO PÂNICO E DA ANSIEDADE - SUGESTÕES DE TRATAMENTOS ALTERNATIVOS PARA A SÍNDROME DO PÂNICO

CURA ESPIRITUAL DO PÂNICO E DA ANSIEDADE

 

O coração humano foi criado por Deus para amar e para sentir intensamente a emoção, e muito da inspiração criadora que sentimos vem da conexão espiritual entre o nosso eu humano encarnado e a sua alma eterna ou eu superior. 

Esta grande sensibilidade foi também a causa de muitos desafios, pois os seres humanos têm lutado para se compreenderem e aos seus amados. 

O período do momento atual é particularmente desafiador por causa de nossa consciência e modos de sentimentos e por sentirmos que estamos mudando enquanto mais luz espiritual se expande na Terra.


No mundo de hoje, a incidência do pânico e da ansiedade está em alta. Não é surpresa alguma, diante dos grandes desafios com que a humanidade se defronta como um todo, e em nossas vidas individuais, que mais e mais pessoas estejam se sentindo ansiosas e temerosas, ou até em pânico.

Há alguns tipos de ansiedade ou pânico que são respostas às situações com que nos defrontamos, tais como a perda de um emprego, encarar uma enfermidade, ou outros desafios da vida. 
Há outros tipos de ansiedade que simplesmente aparecem em nossa consciência e em nosso corpo sem qualquer causa externa aparente. Este tipo de aparição misteriosa de ansiedade que parece ser "sem razão", é mais difícil de tratar, porque não sabemos do que temos medo, ou por quê.

Um dos modos com que podemos tratar o desafio da ansiedade ou do pânico que nos vem sem razão aparente, é considerar a ansiedade como uma energia que está passando através de nossa consciência. 
No mundo complexo de hoje, enquanto mais luz espiritual está transformando o nosso meio ambiente, muitos estão tendo novas experiências que não podem ser explicadas através de perspectivas psicológicas tradicionais ou religiosas.

Na situação onde estejamos sentindo pânico ou ansiedade que não esteja relacionada com uma circunstância específica, isto pode estar acontecendo por inúmeras razões. 
Por exemplo, se vocês são pessoas sensíveis, vocês podem estar sentindo a ansiedade ou o pânico daqueles ao seu redor. 
Por outro lado, a ansiedade pode estar emergindo de dentro de nosso subconsciente, revelando-se neste momento, assim vocês podem ser curados da velha dor que estiveram mantendo, e da qual estão preparados para deixar ir. 
Outra causa possível é que vocês estejam sentindo a energia emocional do medo que é mantido dentro da consciência coletiva da humanidade.

Não é essencial compreenderem todas as razões pelas quais vocês estão sentindo pânico ou ansiedade, a fim de curar a situação. 
A energia do medo, enquanto ela passa através de nossa consciência e através de nosso corpo, cria emoções, pensamentos e sensações físicas. Se aprendermos como manter esta experiência dentro de uma atmosfera da luz de Deus, e nos separarmos dele, a energia, em breve, nos deixará. 
A fim de fazermos isto, é necessário criarmos um espaço dentro de nós, e em nosso ambiente, onde possamos orar, meditar, e nos concentrarmos no amor de Deus, e onde a luz de Deus possa entrar em nossos corações.

Ao trazermos o nosso pânico, a ansiedade e os nossos medos ante Deus, de um modo sagrado, através da prece sincera e do desejo sincero, uma via de luz começará a se abrir dentro de nós. 
A luz começa a liberar a ansiedade de nosso corpo e de nossa mente, e começamos a relaxar e a nos sentirmos menos presos na energia. Se pudermos praticar nos alinharmos com o amor de Deus de um modo regular, por alguns minutos a cada dia, ou mais, isto se tornará cada vez mais útil para nós, quando estivermos interagindo com energias de ansiedade ou de pânico. 
Alinharmo-nos com outros que possam nos apoiar nesta prática, pode ser também de grande ajuda, em administrar, e, eventualmente, dissolver o pânico ou a ansiedade.

No mundo de hoje, nós nos defrontamos com muitos desafios diariamente. É natural sentirmos ansiedade quando encaramos situações conhecidas e desconhecidas que não sabemos como resolvermos. 
Há também muitos outros que estão sentindo ansiedade, e esta energia pode penetrar na atmosfera de nossos lares, nos ambientes de trabalho, ou em outros lugares. 
Ao ancorarmos a nossa consciência na luz do amor de Deus, podemos começar a sentir a conexão natural que cada um tem com Deus, e isto pode nos ajudar a nos sentirmos mais apoiados e menos solitários.

Enquanto mais luz espiritual continua a infundir na Terra, tornar-se-á mais fácil inspirar e sentir o amor e a luz nos curando e nos liberando da dor do passado. Enquanto ficamos mais e mais conectados com Deus, os sentimentos da ansiedade e do pânico diminuirão e eventualmente desaparecerão na luz de cura do amor de Deus.

Canalizadora: Mashubi Rochel

SUGESTÕES DE TRATAMENTOS ALTERNATIVOS PARA A SÍNDROME DO PÂNICO

Resultado de imagem para SAÚDE E EQUILÍBRIO - CURA ESPIRITUAL DO PÂNICO E DA ANSIEDADE


O tratamento da Síndrome do Pânico deve ser realizado a partir da combinação de um tratamento médico com psicoterapia, para equilibrar a química cerebral e a pessoa se curar da Síndrome do Pânico. Mas, o que muitos não sabem é que existem tratamentos mais naturais, que podem trabalhar em conjunto com os convencionais. Como exemplo, veremos aqui como um tratamento natural para a Síndrome do Pânico pode ajudar.
As alternativas naturais, para o tratamento da Síndrome do Pânico incluem uma alimentação balanceada e nutritiva, exercícios físicos, hidroterapia, que ajudam a afastar a ansiedade e diminuem a incidência das crises de pânico.

DICAS PARA SE CURAR DA SÍNDROME DO PÂNICO ATRAVÉS DE UM TRATAMENTO NATURAL

Resultado de imagem para SAÚDE E EQUILÍBRIO - CURA ESPIRITUAL DO PÂNICO E DA ANSIEDADE

1. Reconheça o problema

Reconhecer que você precisa de ajuda é um grande passo para a cura. Ao sentir seu coração disparado em determinadas situações, assim como medo de ir a alguns lugares ou qualquer outro sintoma que você viu acima, preste atenção no contexto.
Comece a analisar o que lhe causa medo, em quais situações você se sente vulnerável e se isso afeta seu estado físico. Entender o que desencadeia um ataque de pânico é o primeiro passo para tratar a síndrome.

2. Procure um profissional

Ao detectar as primeiras crises e reconhecer que algo não vai bem, procure um bom profissional! Contar com a ajuda de alguém especializado é o ideal para dar início ao tratamento.
Um bom psicólogo pode ajudá-lo a descobrir as causas do problema, trabalhar suas angústias e amenizar os traumas, que muitas vezes podem causar o pânico. Por isso, não subestime o poder de ação desse profissional.

3. Use a respiração como aliada

Saber lidar com as crises faz parte do processo de tratamento. Respirar rápido e cada vez mais ofegante faz o cérebro enviar outros comandos para salvar o corpo de um possível ataque, o que desencadeia os sintomas físicos.
Por isso, aprender a respirar corretamente para não se afobar e piorar os sintomas é muito importante. Ao sentir que a crise está começando, respire profundamente e segure o ar nos pulmões por 3 segundos. Depois, solte lentamente pela boca, como se fosse assoviar.
Repita esse exercício quantas vezes forem necessárias e preste o máximo de atenção em sua respiração, até conseguir se acalmar.

4. Reflita sobre o seu estilo de vida

Se você tem trabalhado muito e sente que sua vida pessoal fugiu do controle, é hora de rever algumas atitudes e começar a colocar sua rotina no eixo. A síndrome do pânico é um medo recorrente de alguma situação que causou trauma em um indivíduo vulnerável.
Por isso, mantenha sua vida em equilíbrio, sem exagerar no trabalho e deixando sempre um espaço na agenda para a prática de exercícios físicos ou para uma sessão com o psicólogo.

5. Tenha paciência para tratar síndrome do pânico

Para tratar a síndrome do pânico, é preciso ter consciência de que ela não desaparecerá de um dia para o outro. Por isso, ter paciência para não se cobrar demais e enfrentar um dia de cada vez, sempre seguindo as orientações do seu psicólogo, são atitudes imprescindíveis para o sucesso do tratamento.
síndrome do pânico tem cura e o mais importante é saber que existem profissionais habilitados para ajudá-lo com isso, e que algumas mudanças nos hábitos podem ajudar muito na hora de enfrentar as crises.
Lembre-se sempre de que você já passou por crises antes e conseguiu superá-las com sucesso. Isso acontecerá em cada uma delas até que deixem de existir.
Se você gostou das nossas dicas para superar a síndrome do pânico e quer ficar sempre por dentro de conteúdos como este, siga-nos no Facebook! E conheça também alguns sinais característicos da depressão.
  • Aposte em uma alimentação rica em vitaminas (especialmente as do complexo B), sais minerais e bastante água. Assim, você fica com todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo, especialmente do sistema nervoso.
  • Faça exercícios físicos, como uma caminhada, por exemplo. Assim você relaxa, se exercita e afasta a ansiedade.
  • Tenha o hábito de respirar profundamente, seja de manhã ou à noite. Respirar profundamente ajuda a aliviar o stress, baixar a ansiedade e evita as crises de pânico.
  • Aposte nos chás calmantes, como camomila, passiflora, erva-cidreira, chá com folha de laranjeira ou de alfazema. Assim você dorme melhor, se sente mais tranquilo e mais em paz.
Os tratamentos naturais são coisas bastante simples, mas que podem fazer toda a diferença na vida do indivíduo com a Síndrome do Pânico. Obviamente que eles não substituem o tratamento médico e psicológico, mas ajudam a aumentar a qualidade de vida de quem sofre com o problema.
Você quer se livrar da Síndrome do Pânico de uma vez? Dar fim a esse mal e ter uma vida plena, feliz e normal? 
Resultado de imagem para SAÚDE E EQUILÍBRIO - CURA ESPIRITUAL DO PÂNICO E DA ANSIEDADE

– A medicina natural usa ervas de kava kava como tratamento alternativo para a ansiedade excessiva. A kava kava é muito conhecida pelos seus efeitos sedativos e calmantes para aliviar os sintomas do nervosismo e ansiedade, além de diminuir a ocorrência das crises. Apesar disso, recentemente a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) emitiu um aviso sobre os efeitos da erva sobre o fígado.
– Outras ervas, como a Valeriana e a de São João são muito utilizadas por suas propriedades calmantes e ajudam nos casos de depressão moderada e leve. Obviamente que esses tratamentos alternativos não substituem os convencionais. Eles atuam somente como um complemento.
– Modificar a alimentação. Eliminar a ingestão de álcool e de cafeína ajuda a baixar a ansiedade e manter a pessoa mais calma, o que retarda as crises de pânico. Como a cafeína dá crises de abstinência, como tremores e nervosismo, o ideal é ir diminuindo aos poucos a ingestão de café, chás e refrigerantes que contenham a substância. Aposte nos chás calmantes, como de Passiflora, Camomila, Erva-cidreira ou de Solidéu, que dão relaxamento sem causar sonolência excessiva nem viciar.
– Apostar em tratamentos alternativos como acupuntura e florais.
– Faça exercícios regularmente. A atividade física libera no organismo endorfinas, que são substâncias responsáveis pela sensação de bem-estar, o que ajuda a pessoa a superar a doença de uma forma mais amena.
– Aprenda técnicas de respiração e yoga. Elas ajudam a pessoa a controlar as crises. Quando você estiver prestes a ter uma crise de pânico, inspire, de forma lenta, conte até cinco, segure um pouco a respiração e vá expirando lentamente contando até cinco. Repita isso até que a iminência da crise de pânico passe.
Mude sua situação! Acabe com a Síndrome do Pânico de vez e mude sua vida!