terça-feira, 7 de junho de 2016

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - OS MUDRAS TRAZ EQUILÍBRIO PARA MENTE E O CORPO

O que é Mudras?



os do Gautama Buda

Mudra é uma palavra que tem origem no sânscrito e significa literalmente "selo"; é apresentado como gesto, posicionamento místico das mãos ou como símbolo. São posturas feitas com as mãos – juntas ou individualmente –, com os dedos ou o corpo, e representam determinados estados ou processos da consciência. Mais ainda, podem levar aos estados de consciência que simbolizam.

A linguagem dos mudras

Mudras são um tipo de comunicação não verbal. Sua composição é baseada em certos movimentos dos dedos, constituindo uma forma estilizada de comunicação. Embora baseado em "gestos", eles retêm a eficácia da palavra "pronunciada". No budismo e no hinduísmo representam os gestos simbólicos e atributos das divindades, assim como servem para evocar os seus poderes. Contribuem ainda para gerar um estado de espírito adequado para a meditação.
Os mudras são identificados nos delicados gestos feitos com as mãos de mestres e sábios de todo o mundo, e assim reafirmam seu forte caráter simbólico. Podem ser vistos na dança indiana, na iconografia hindu, nas mãos do Buda, nos rituais tântricos, no Hatha-Yoga, e no Ocidente, como gesto de oração ou de expressão cotidiana.

post-04-25-2

No ocidente

No Ocidente, o gesto de unir as mãos, acompanha a oração do crente que agradece, louva, procura ajuda ou pede perdão de seu deus. O gesto de Jesus falando, em que o polegar, o indicador e o dedo médio estão esticados e o anular e o dedo mínimo tocam a palma da mão, é chamado de gesto do Logos, simbolizando Cristo como filósofo. Mais tarde, a Igreja passou a utilizar este sinal como referente à autoridade do dogma cristão.
De um modo geral, o número de movimentos de que as mãos são capazes de executar é quase tão grande como o das palavras. Montaigne, no século XVI escreveria: "e quanto às mãos? Pedimos, prometemos, chamamos, despedimos, ameaçamos, rezamos, suplicamos, negamos, recusamos, interrogamos, admiramos, nomeamos, confessamos, arrependemos-nos, tememos, envergonhamo-nos, duvidamos, instruímos, ordenamos, incitamos, encorajamos, juramos, testemunhamos, acusamos, condenamos, absolvemos, injuriamos, desprezamos, desafiamos, desapontamos, lisonjeamos, aplaudimos, abençoamos, humilhamos, zombamos, reconciliamos, recomendamos, exaltamos, festejamos, celebramos, lamentamos, [...] calamos; e o que [mais] não?" (Montaigne (Ensaios II, XII)). As mãos servem ainda como elemento que difere os homens dos animais, como instrumento de trabalho, dotado da capacidade de construir coisas.
                                                        
MUDRAS PARA O CORPO 

1.   Mudra Gyan (Conhecimento)
A ponta do dedo indicador toca a ponta do   polegar, enquanto os outros dedos permanecem retos.
Objetivo: Este mudra estimula a glândula   pituitária, que controla os ciclos do metabolismo e do sono. O Gyan ajuda a   melhorar a sua memória, evitar a insônia, proporciona clareza de espírito e   pode ajudar a prevenir a demência.
Faça este mudra por 30 a 45 minutos todos os   dias, ou por 10 a 15 minutos três vezes por dia.
2.   Mudra Prithvi (Terra)
 A ponta do polegar toca a ponta do dedo   anelar, enquanto os outros dedos permanecem retos.
 Objetivo: Prithvi ajuda com   deficiências físicas e mentais, impede a apatia crônica, fornece um impulso   de energia e reduz os sintomas da osteoporose. Outras vantagens incluem a   prevenção de pele seca, erupção cutânea, envelhecimento, perda de cabelo, e   até mesmo úlceras estomacais.
 Faça este mudra por 30 a 45 minutos todos os   dias, ou por 10 a 15 minutos três vezes por dia.
 3.   Mudra Varuna (Água) 
    A   ponta do dedo mindinho toca a ponta do polegar, enquanto os outros dedos   permanecem retos.
 Objetivo: Veruna ajuda a manter o estado   de equilíbrio da mente e dos fluidos corporais (evitam que os olhos, boca,   sistema digestivo e pele sequem). Este mudra também ajuda a parar cólicas e   prisão de ventre, bem como regular o ciclo menstrual e outras irregularidades   hormonais nas mulheres. Além de todos esses benefícios, ele pode evitar a   degradação das articulações, a anemia e até mesmo melhorar o seu sentido do   paladar.
 Faça este mudra por 45 minutos todos os dias,   ou por 15 minutos 3 vezes por dia. Evite-o se estiver sofrendo de retenção de   líquidos.
 4.   Mudra Vayu (Ar)
   O polegar pressiona o dedo indicador,   enquanto os outros dedos permanecem retos.
 Objetivo: Vayu ajuda a reduzir o stress e   a ansiedade, bem como a intensidade de sua voz. Ajuda na tomada de decisões e   gestão de impaciência, timidez, ansiedade, soluços, dores, tonturas e até nos   sintomas de Parkinson.
Faça este mudra por 30 a 45 minutos todos os   dias, ou por 10 a 15 minutos três vezes por dia.
5.   Mudra Shunya (Vazio) 
O polegar pressiona o dedo do meio, enquanto   os outros dedos permanecem retos.
Objetivo: Shunya é eficaz em casos de   dores de ouvido e inspira confiança. Esta posição também previne a sensação   de vazio, zumbido e até tonturas.
Em casos de dor intensa de ouvido, tonturas   ou dormência em um membro, pratique esse mudra até que o problema seja   resolvido. Faça este mudra por 45 minutos todos os dias, ou por 15 minutos 3   vezes por dia. Note que os especialistas recomendam parar quando não tiver   mais o problema.
6.   Mudra Surya (Sol) 
O polegar pressiona o dedo anelar, enquanto   os outros dedos permanecem retos.
Objetivo: Este mudra ajuda a   reativar a tireóide, auxilia na perda de peso e revitaliza o sistema   digestivo. Ele também ajuda a reduzir o estresse e a ansiedade, lhe mantendo   focado em seus objetivos. Outro benefício do Surya é manter você quente   quando está sofrendo de calafrios.
Faça este mudra por 45 minutos todos os dias,   ou por 15 minutos 3 vezes por dia. Preste atenção na temperatura do seu corpo   enquanto está nesta posição, e pare quando seu corpo estiver mais quente.
7.   Mudra Prana (Vida)
 As pontas do dedo anelar e mindinho tocam o   polegar, enquanto os outros dedos permanecem retos.
 Objetivo: Prana ajuda a fortalecer a sua   mente e pode aumentar sua motivação. Também melhora a acuidade visual, reduz   a fadiga e a depressão, e estimula o sistema imunológico.
 Faça este mudra por 45 minutos todos os dias,   ou por 15 minutos 3 vezes por dia.
 8.   Mudra Apana (Digestão) 
  Os dedos médio e anelar são segurados pelo   polegar.
 Objetivo: Apana ajuda a regular os rins e   intestinos, estimulando a limpeza do corpo de toxinas e prevenindo a   constipação. Outros benefícios deste mudra são a prevenção de náuseas e   vômitos e da sensação de queimação ao urinar. Esta posição é particularmente   útil para pacientes diabéticos, pois regula os níveis de glicose no sangue.
 Faça este mudra 30-45 minutos todos os dias,   ou para 10 a 15 minutos três vezes por dia.
 9.   Mudra Apana Vayu (Coração) 
  O dedo indicador toca a base do polegar,   enquanto os dedos médio e anelar são segurados pelo polegar. O dedo mindinho   é mantido reto.
 Objetivo: Apana Vayu ajuda a prevenir   doenças cardíacas e outros problemas relacionados com o coração. Além disso,   evita gáses e azia.
 Faça este mudra 30-45 minutos todos os dias,   ou para 10 a 15 minutos três vezes por dia. Se você tem ou teve problemas   cardíacos no passado, é altamente recomendável a prática desta posição   diariamente.
 10.   Mudra Linga (Calor)
Entrelace os dedos, mantendo o polegar   esquerdo em linha reta. Envolva-o com os dedos indicador direito e polegar   direito, que devem tocar um no outro.
 Objetivo: Linga   ajuda a aumentar a temperatura do corpo e reduzir o catarro e a congestão.   Ele reforça os pulmões e é especialmente eficaz nos casos de resfriado,   gripe, sinusite e asma. Usa-se também para ajudar na virilidade sexual dos   homens.
 Não é recomendada a prática desse mudra   regularmente, e sim apenas quando você está doente. Quando os sintomas desaparecerem, pare de praticar.
11 - MUDRA APAN VAYU – CARDIACO.






Este mudra ajuda nos primeiros sintomas de um ataque cardíaco, regula as complicações cardíacas, solucionando também problemas da vida cotidiana e planejamento do futuro.



Reforce a ajuda deste mudra mantendo uma vida tranqüila, com um pouco de esporte e uma alimentação equilibrada.

Dobre o dedo indicador para dentro de sua palma. Toque as pontas dos dedos do polegar, médio e anular. Deixe o dedo mínimo estendido. Mantenha esta postura por quinze minutos e três vezes ao dia. (a postura é a mesma para ambas as mãos).

A respiração deverá ser profunda e pausada.

12 - MUDRA DO PLEXO SOLAR





O Rudra-Mudra é conhecido como o senhor do chakra do plexo solar. É adequado para aliviar estados gerais de esgotamento, vertigens, transtornos cardíacos e para recuperar as energias.



Faça este mudra unindo as pontas dos dedos anular, indicador e polegar.

Mantenha o restante dos dedos estendidos e relaxados (a postura é a mesma para as duas mãos). Pratique entre três a sete vezes ao dia durante pelo menos cinco minutos. A respiração deverá ser profunda e pausada.

13 - MUDRA MATANGI




Este mudra é conhecido como a divindade da harmonia interna e do domínio real. É adequado para equilibrar as energias, desaparecer com as tensões internas, beneficiar o estomago, o pâncreas, o baço, o coração, os rins, relaxa as dores espalhadas e tensões maxilares.



Coloque suas mãos na altura do estomago. Mantenha os braços paralelos ao solo. Una as palmas das mãos e entrelace os dedos, deixando os dedos médios esticados e unidos pelas gemas.

Concentre sua respiração no estomago e mantenha-a profunda e lenta. Procure praticá-lo 3x ao dia durante quatro minutos, e então relaxe.

14 - MUDRA MAHASIRS





Conhecido como o mudra da cabeça. Alivia as dores de cabeça, equilibra a energia, atua relaxando as tensões e elimina a mucosidade das fossas nasais.



Una os dedos polegar, indicador e o médio. Coloque o dedo anular na prega do polegar, deixando o mínimo livre e esticado (a postura é a mesma para as duas mãos).

Pratique-o por três vezes ao dia durante seis minutos por vez.

Faça uma respiração relaxada e profunda.

15 - MUDRA VAJRA



Também conhecido como o mudra do raio brilhante. Este mudra o ajudará a impulsionar o sistema circulatório, elevando a pressão sanguínea, enviando a energia para o estomago, baço e pâncreas.



Faça a mesma postura para ambas as mãos. Estenda o dedo indicador. Pressione o polegar sobre a unha do dedo médio, mantendo o anular e o mínimo juntos.

O dedo indicador poderá massagear a têmpora e a nuca. Pratique-o três vezes ao dia durante cinco minutos. Mantenha a respiração profunda e lenta