domingo, 5 de junho de 2016

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - A Energia Cósmica a Força da Vida - BIOENERGIA - O QUE È? COMO ACONTECE?

BIOENERGIA

Resultado de imagem para DESPERTANDO O CONHECIMENTO - BIOENERGIA

Muitas pessoas tem manifestações de Bio Energia mas desconhecem o que se está a passar com elas.
As restantes estarão demasiado densas ou racionalmente auto bloqueadas como tem uma vida material demasiado longe da «Via» espiritual para sentirem qualquer manifestação.

Manifestações de Bio Energia

Já alguma vez sentiu as mãos a vibrarem como se estivessem dormentes?
E ao olhar para as mesmas, estas encontram-se vermelhas e sarapintadas de pontos brancos?
Isto é a bioenergia a manifestar-se. Os pontos brancos são os fluxos maiores de energia a saírem das mãos.

Há quem defina a Bioenergia como o reiki pessoal, que já existe em nós embora o propósito de quem faz a iniciação seja a conexão com o reiki do Universo, para se recorrer a este repositório sem que desgastemos a nossa força vital.

Outros terapeutas aludem a esta energia como sendo uma forma de biomagnetismo ou energia prana.

Também podemos sentir o vibrar pelos braços, pernas ou em todo o corpo, o que acontece principalmente quando estamos a fazer exercícios para tentar sair do corpo e realizar a viagem astral.

Há quem ouça o vibrar como um zumbido semelhante aos postes com elevada voltagem.

E pode doer os dedos até ao cotovelo sem razão aparente o que quer dizer que a energia está acumulada e bloqueada e tem de sair, e não o está, daí as dores.
Todos temos esta energia e sempre que você levanta as suas mãos ou dá um aperto de mão, troca informações energéticas (boas ou más).

Emprego da Bioenergia

A nossa energia destina-se à Cura, á cura espiritual.
É um Dom (Carisma) que se emprega aplicando as mãos por cima das áreas com dores, fracturas, inchaços, queimaduras sem necessariamente tocar. Pode colocar as mãos de um a três palmos de distância.

Se sentir muito calor é bom, mesmo que pareça que vai queimar as mãos, ignore porque é uma sensação somente – ignore.
Também pode sentir frio que é sinal de locais com falta de energia ou energia negativa muito densa e forte. 

Quanto mais velho é um problema, mais frio se mostra, podendo parecer mesmo estarmos a tocar em gelo. Se sentir vento, é mais complicado…

Um trauma ou doença física normalmente deve-se a uma baixa de energia local, a qual derivou de um trauma psicológico.

Por exemplo, quem é nervoso, sofre do estômago que está ligado ao chacra do plexo solar, responsável pelas emoções.

Muitos livros diversos ou cursos espirituais como o Reiki ensinam esta questão da ligação mente-corpo. Nestas situações os tratamentos energéticos são fundamentais por se tratarem de problemas de energia alterada. 

Todo o problema físico deve-se a baixas de energia que aproveitam as zonas frágeis em desequilíbrio para se manifestarem
A melhor forma para fazer um tratamento é seguir a sua intuição e deixe as mãos mesmo que seja por uma hora ou mais aonde sente ser necessário.

Embora esteja a dizer para ser intuitivo(a), é claro que se tiver conhecimentos sobre chacras e pontos energéticos como descrevem os Livros deste auto curso espiritual, será sempre para si uma mais valia.

Procure estar confortável você e a pessoa ou pessoas a tratar.
Poderão surgir visões ou intuições enquanto trata, e nessa altura associará o que lhe surge com o que está a tratar.

 É claro que tem riscos como terapeuta amador ou mesmo “profissional” (seja lá isso o que quer dizer), pois as energias negativas que está a tratar irão também passar para o seu corpo contaminando-o.

Ou se for o caso de se tratarem de entidades negativas, será por certo atacado no momento e nos tempos seguintes pois é considerado como uma ameaça para a concretização dos trabalhos negativas das entidades malignas.

O ideal é descarregar a energia tomando banho, lavando as mãos até aos cotovelos com água corrente, ou mesmo passear por um bosque, podendo mesmo recostar-se a uma árvore por um período de tempo que sinta ser o necessário.
Mesmer, hoje mal recordado e criador do conceito de biomagnetismo conseguiu curas amarrando por horas, pessoas a velhas arvores…
A arvore e outras plantas tem como função transmutar a energia negativa e tornando-a positiva. As pessoas num meio natural rodeado de arvores são mais felizes e sadias, já reparou nisso?

Também pode treinar a bioenergia treinando com arvores, sentindo a sua energia pensando no que quer fazer e está a fazer com as mesmas. Com o tempo começará a sentir estas trocas e as arvores tornar-se-ão suas amigas facilitando o processo de uma forma cada vez mais célere.

E se desatar a abrir a boca sem sono, não se preocupe que é a forma do seu corpo descarregar a energia negativa que esteve exposto e absorveu.
Mais raro, há quem arrote por ter o chacra dos sentimentos  (plexo solar) mais debilitado.



Mais tratamentos

Pode fazer tratamentos a animais de estimação e plantas revitalizando os mesmos.
Pode usar a bioenergia combinada com a oração ou com o poder da visualização vendo cores brancas puras para energizar os seres vivos, ou limpar cristais recentemente adquiridos ou outros objectos que não eram seus (ou estiveram em mãos negativas).
 O ideal é a evolução espiritual plena em que o corpo está selado por um escudo sagradamente inviolável. E as energias negativas são dissipadas e transmutadas pelo corpo imediatamente.
Mas para aqui chegar, há que evoluir!

A Energia  Cósmica a Força da Vida - Bioenergia 


"No passado atribuíam ao ar ser o meio principal por onde nos chega a energia cósmica da vida e da saúde. Cada cultura deu-lhe um nome: Ki no Japão, Qi ou Chi na China, Prana/ Purana/ Shakti/ Kundalini na Índia, Ti no Havaí, Mana na Oceania, Aither (éter) e Pneuma na Grécia, Aether (éter), Aura e Spiritus (espírito) em Roma.

Com o passar do tempo foram criados mais nomes: Quintessência, Vril, Força Ódica, Orgone, Bioplasma, Telesma, Baraka, Magnetismo Animal, Força Vital, Fogo Cósmico, Fogo da Serpente, Kundalini, a Força, Energia Imanente e ultimamente Energia Quântica, Energia Monoatômica e Energia Cósmica.

 Praticamente todas as doutrinas metafísicas, espiritualistas, espíritas, de esoterismo, religiões antigas, artes marciais, filosofias e ciências não dogmáticas apresentam esse conceito de energia espiritual e associam esta energia ao acesso à verdade e à revelação.

Qualquer que seja a interpretação da energia cósmica, ela sempre representa algum tipo de energia de natureza espiritual. Na sua origem a energia representava o aspecto do Espírito que se refere à força vital. Com o tempo, essa energia passou a representar também o aspecto do espírito que se refere ao humor e ao pensamento.

Em resumo, energia cósmica é a energia vital e psíquica. É energia que dá vida à vida. A energia cósmica tem um papel decisivo em tudo o que fazemos ao estabelecer o equilíbrio orgânico e espiritual se devidamente absorvida, acumulada e guiada pela mente.

Os chineses, os indianos e muitos povos da Ásia levam muito a sério a energia cósmica. Estudaram esta energia por centenas de anos e descobriram que a energia se manifesta de muitas formas.

Nossos estudos e pesquisas científicas e tecnológicas desenvolvidos nos últimos 30 anos confirmam que só podemos atingir níveis de desenvolvimento superiores aos atuais através do uso médico, científico e tecnológico da energia cósmica. Esta energia cósmica, conforme
é absorvida pelos seres vivos, não só dá vida à vida celular, como através da sua captação em fluxo permanente ou através de intensa concentração ou descarga controlada, pode:

• Amplificar a percepção e transmutar os poderes humanos em “poderes divinos”.
• Permitir que a verdade seja compreendida de forma imediata.

• Manifestar poderes ultrafísicos e paranormais.
• Curar a maioria das doenças biofísicas, inclusive o câncer e a AIDS.
• Preservar a juventude e a energia vital por centenas de anos.
• Provocar a abertura do “terceiro olho”.
• Permitir extraordinário conhecimento, compreensão, lucidez e sabedoria.

• Abrir os portões de outras dimensões.
• Deflagrar a transformação de matéria em vida biológica.
• Movimentar motores cósmico-spin-quânticos que não poluem e tornam a energia dezenas de vezes mais barata do que os combustíveis atuais.



• Movimentar turbinas, automóveis e naves antigravitacionais.
• Gerar energia elétrica dezenas de vezes mais barata do que a energia gerada pelos sistemas atuais, dispensando quaisquer linhas de transmissão.
• Abrir a percepção à vidas passadas.

• Permitir a levitação sem o uso de equipamentos externos.
• Permitir a bi-locação e o transporte imediato da consciência para outros mundos.
• Viajar em espaçonaves através de fendas espaço-tempo e a velocidades milhares de
vezes superiores à velocidade da luz.

• Preservar e modificar o clima e o meio ambiente.
• Estimular o crescimento das plantas.
• Conservar os alimentos por longos períodos.
• Fabricar com elementos monoatômicos novos materiais magnetodinâmicos- sólidos, líquidos, gasosos e orgânicos e inorgânicos.
• Fabricar equipamentos de defesa não letais.

Para poder compreender cientificamente as afirmações acima é imprescindível amplificar nossa atual percepção do mundo físico e biofísico, integrando a física mecanicista, relativista aos conhecimentos quânticos, à biofísica cósmica que inclui o uso dos elementos monoatômicos e ainda a metafísica divina.

O CHAKRA BÁSICO  está localizado na base do cócix (base da espinha dorsal) e relaciona-se com as glândulas reprodutoras e sexuais. Este é o vórtice por onde o corpo recebe as energias telúricas, ou seja, provenientes do centro da terra e faz circular a energia cósmica no organismo.

Uma das mais importantes leis da biofísica cósmica, descoberta por Wilhelm Reich, é a que ele chamou de Potencial Orgônico, estabelece que:....

 “todo sistema com carga de energia cósmica própria, se colocado em contato com outro sistema de carga de energia cósmica menor - ou em contato com o campo energético desse sistema - atrairá a energia cósmica desse sistema mais débil, até alcançar sua carga máxima e iniciar a descarga, ou até que a carga do sistema mais débil seja reduzida ao seu mínimo”.

Essa Lei Cósmica assume uma importância notável para diversas ciências naturais. A primeira consequência é que a energia cósmica não obedece à Lei da Entropia. Essa lei, que se supõe válida para qualquer tipo de energia, diz que quando sistemas com diferentes cargas de energia são colocados em contato, suas energias tendem a se igualar, até que ambos os sistemas tenham atingido idêntica cargaenergética.

Por exemplo, um pedaço de ferro quente, quando colocado em contato com um pedaço do mesmo metal frio, cederá parte de seu calor ao pedaço frio, até que ambos tenham idêntica temperatura; ou, quando um sistema de carga elétrica elevada é colocado em contato com um sistema de carga elétrica menor, essas se igualarão.

Em nossos estudos sobre a energia cósmica partimos do princípio de que o universo perde e recebe energia-matéria da seguinte forma: inúmeros buracos negros transferem energia matéria de, e para, cada um dos universos de que se constitui o corpo vivo do cosmos, onde a quantidade total de energia cósmica perceptível cresce continuamente na medida em que o processo de criação acontece.


O universo não foi criado. Universos estão sendo criados continuamente!
O tempo cronológico é um fenômeno local de percepção. Todo o passado e o futuro dos universos é um fenômeno atemporal. Logo, a realidade só pode ser percebida na única dimensão real: o presente instantâneo, o aqui e o agora de um determinado fenômeno localizado em um determinado espaço-tempo.
De certa forma os buracos negros são como fios afunilados de energia que unem o tecido lenticular pulsante de que se constituem todos os universos. Parece que o cosmos resulta de uma série infinita de pulsações cósmicas seguidas de “pequenas explosões orgásticas” – os big-bangs localizados - através das quais acontece a expansão e a contração de cada universo, inclusive o nosso.

Estas pulsações são motivadas por gigantescas transferências de energia cósmica que fluem através dos buracos negros que nos conectam a alguns dos universos mais próximos.

A figura mostra como entendemos o labirinto de universos de que fazemos parte, um cosmos vivo constituído de um número infinito de universos lenticulares onde, dentro de cada um, se movimentam bilhões de galáxias, um cosmos que cresce como um organismo vivo e que tem infinitos limites relativos em expansão.

 Pois, o cosmos e cada universo são entidades vivas, como o são as galáxias, as estrelas, os planetas e os demais corpos celestes.

O potencial de energia cósmica ou potencial orgônico apresenta também uma nítida analogia com a gravidade. Exatamente como um sistema de energia cósmica altamente carregado atrairá a energia cósmica de um sistema de carga inferior; da mesma forma um corpo ou um sistema de massa superior atrairá os corpos ou sistemas de massa inferior.

Por outro lado, as observações e os experimentos biofísicos que realizados nos últimos anos mostram que a energia cósmica quando carrega até o limite máximo algum corpo ou sistema - ela mesma se transforma em eletricidade, e sob esta forma trata de descarregar-se.

Exemplo: em certas condições climáticas as nuvens atraem tanta energia cósmica da zona circundante que não podendo mais retê-la e transformam em “eletricidade” e a descarregam sob a forma de luz-energia, ou seja, raios e relâmpagos que são de fato a visão próxima mais espetacular da energia cósmica.

A energia cósmica está em constante movimento, um movimento ondulatório, pulsante e espiralado. Como todo movimento, tem direção própria, ou melhor, pode seguir diversas direções.

As correntes de energia cósmica sem luz ou com luz, quando se encontram no espaço, sob determinados ângulos e condições, pelas quais podem ser consideradas sobrepostas umas às outras, se fundem e se conjugam, transformando-se em matéria elementar, aumentando a
quantidade de matéria universal e provocando a biogênese isto é a organização espontânea da vida.

A Energia Cósmica é o fluxo onipresente da vida, o meio que nos conecta com a Mente Cósmica, o corpo cósmico através do qual estamos em verdadeira comunhão biofísica e mental com Deus, e através dele, com todos nossos semelhantes.

O Dr. Raknes, referindo-se às correntes de energia cósmica afirma: “Quando as correntes de energia cósmica se encontram em certas circunstâncias, costuma acontecer a sua penetração recíproca. Nessa situação podemos supor que o espaço onde esta fusão ocorre esteja mais carregado de energia cósmica que o espaço circundante”.

“Forma-se desta maneira um sistema de carga de energia cósmica relativamente elevada. Um sistema deste tipo deve atrair energia cósmica do espaço circundante e provavelmente devem criar novas correntes de sobreposição no oceano de energia cósmica que flui através do universo.

 Não vejo razão para que essa não possa ser a origem das nebulosas em espiral”.

Sabemos que a Terra é circundada por um invólucro de energia cósmica, o qual se move seguindo a mesma direção da rotação terrestre, mas com velocidade superior.

 Será possível que esse invólucro de energia cósmica constitua-se de correntes que ao sobrepor-se tenham criado o núcleo em torno do qual formou-se a Terra? E que esse mesmo invólucro, precedendo o movimento rotatório terrestre, seja realmente a energia que sustenta esse movimento.

É através da energia cósmica que se processa a biogênese e também seu oposto a antivida geração de matéria inanimada - ou em outras palavras aquela hiperexcitação cósmica capaz de transformar a energia cósmica em energia quântico-atômico-radioativa. A energia cósmica no processo de transformação em matéria pode transformar-se em Orgone Mortal - Deadly Orgone DOR. O Deadly Orgone - DOR constitui um dos grandes desafios da Biofísica Cósmica.

Não obstante algumas de suas propriedades tenham sido determinadas ainda é difícil dizer o que é, e como age. Tem uma cor enegrecida e produz uma sensação de opressão nas pessoas sensíveis, enquanto que os não sensíveis expostos a ele podem ser atingidos de maneira a se enfraquecerem sem nada perceber.

A atmosfera infestada de DOR faz o céu perder sua brilhante coloração azul, à luz solar sua luminosidade, e à vegetação sua vivacidade.

O DOR tem enorme importância para a saúde, em especial para que o organismo humano e seus sistemas de percepção funcionem com lucidez.

A própria compreensão das idéias aqui expostas é muito difícil para as pessoas educadas no Século 20 que ainda se encontram muito encouraçadas e carregadas de DOR.

Nestes casos a percepção, a auto-observação e a atenção plena ao agora, ficam seriamente comprometidas.
Os paradigmas à direita do quadro são aqueles que já estão sendo mudados por muitas pessoas e organizações. Mais adiante mostraremos os novos paradigmas divinos que surgem após o processo transmutativo e que devem se expandir massivamente após a transmutação de suficiente número de seres humanos.

Os novos paradigmas à aplicar mostrados no quadro a seguir e os futuros paradigmas após a transmutação, no quadro que será mostrado mais adiante, é que vão estabelecer os valores e objetivos da nova civilização sem DOR. Por isso, é muito importante perceber a origem do sofrimento e do comportamento humano, ou seja a origem do DOR.

Deadly Orgone - DOR, (Energia Cósmica Mortal) se fixa e permanece em certos pontos e órgãos onde fortes inibições se manifestam. De que forma? Quando o metabolismo orgônico, bioenergético - isto é, o metabolismo que processa a energia cósmica dentro do corpo humano - é inibido por agressões, contrações, cãibras ou tensões, a energia cósmica se transforma em DOR e se fixa nas áreas mais sensíveis ou frágeis do corpo material-energético.
Exemplo: Quando se proíbe a uma criança alguma atividade natural sem se oferecer um desafogo adequado, a sua energia é obstruída e a inibição se transformará em ansiedade, o que acabará reprimindo tanto a raiva como o impulso original. Esta repressão é acompanhada
por contrações musculares ou vasculares, ou por ambas, ou ainda pela redução da capacidade perceptiva.

Quando essas contrações e bloqueios são prolongados e repetitivos, tornam-se bloqueios ou tensões crônicos. As crianças podem reagir às inibições de diversos modos.

Algumas resistem furiosamente às forças inibidoras, consumindo sua bioenergia até a exaustão podendo nesse processo mutilar-se e morrer. Outras podem ter muita sorte em superar as inibições e crescerem predominantemente segundo seus impulsos naturais.

Outras menos afortunadas - a grande maioria da humanidade - após uma luta mais ou menos longa, que às vezes consome toda uma vida, cedem às forças inibidoras do DOR;

e estas instauram no organismo humano processo de paralisação, tensões e rigidez, bem como um terrível condicionamento comportamental que se alimenta da comparação, da rivalidade, do condenar e julgar, da ganância, da avareza, da inveja, do ciúme, da crueldade e do medo, suprimindo a relação espontânea com as pessoas e com o ambiente natural.

Estes seres humanos condicionados, neurotizados, psicóticos, criam uma couraça muscular e de caráter, que se manifesta claramente pelas expressões faciais (máscaras), corporais e de interação social. Foram afastados do seu núcleo cósmico vital.



 O ser humano perde seus impulsos espontâneos - que são percebidos pelos neuróticos como ameaçadores, perdem a expressão natural e o contato afetivo, transformam-se em “semi-vivos” ou “mortos-vivos”, reduzindo seu metabolismo de energia cósmica - sua bioenergia, de forma a adaptar-se e sobreviver de forma doentia, mecânica, robótica, ritualística, dogmática e massificada.

Essa adaptação à “anti-vida” é neurótica gerando angustia e depressão crescente – uma doença biofísica e social, uma síndrome cultural-comportamental que afeta muitos povos, levando as pessoas a provocarem às piores violências contra si mesmas e contra o próximo.

É sempre muito difícil, e em alguns casos parece impossível, desbloquear uma couraça deste tipo. As pessoas encouraçadas estão sempre limitadas nas suas funções naturais, no próprio trabalho, na vida sexual, na capacidade de criar e sentir, e de viver com curiosidade, espontaneidade e prazer.

Por isso, sofrem comprometendo a saúde mental e física, própria, induzindo em si mesmas doenças psicossomáticas, vícios e comportamentos destrutivos e fazem sofrer todos aqueles que os rodeiam ou sobre os quais exercem sua influência. Se dispõe ou acumulam muito dinheiro, fama e poder sua influência costuma ser desastrosa.

De forma similar à atividade da energia cósmica concentrada sob radiação nuclear; a atividade da criança contrariada em seus impulsos naturais saudáveis torna-se violenta e destrutiva, e na medida em que a criança for submetida a prolongada repressão e reduzida à obediência, essa sua atividade aumentada se transformará em silêncio, ódio inconsciente e malevolência, comparáveis ao “rançoso” orgônio letal, o DOR.

O DOR participa da formação do smog sobre as cidades e sobre as zonas industriais. Se permanecer sobre uma área por tempo prolongado, ele produz o definhamento das árvores e arbustos de um modo especial, de cima para baixo e do córtex para dentro. O DOR desempenha um papel importante na formação dos desertos.

Alem disso, o DOR apresenta características particulares, como por exemplo, a de ser “rançoso”, letal e imóvel.  Apenas um milicurie de qualquer radiação nuclear (rádio, pechblenda, urânio) é capaz de atuar como um gatilho para alterar a energia cósmica transformando-a em DOR, o mesmo acontece quando uma máquina de Raios X é colocada dentro de um ambiente com alta concentração de energia cósmica.

 Quando a radioatividade entra em contato com a energia cósmica concentrada, determina-lhe uma atividade muito mais intensa.
Em certas condições o DOR poderia ser levado a ter uma atividade tão intensa que poderia provocar a morte dos seres vivos em escala planetária transformando o planeta em um imenso deserto.

Este fato sugere que o DOR contido nas pessoas, nos animais, nas florestas e nos seres vivos, gerado às custas de sofrimentos, violências e agressões, tende a se acumular e a circular no planeta através da atmosfera e da “info-atmosfera”. Ao mesmo tempo também se acumula “quanticamente” na “violência potencial” contida no processo de contaminação do meio ambiente por poluentes, radiações ultravioletas, radioatividade e testes nucleares.

A simples existência de 35.000 bombas atômicas nos arsenais das grandes potências e ainda, dos 550.000.000 de armas mortais que estão em poder dos exércitos e dos habitantes da Terra estimulam a geração de DOR.

O DOR provoca graves mutações degenerativas (ainda mal estudadas e pouco reveladas ao público) muitas transformadas em doenças “incuráveis”, e o mesmo DOR acelera o aquecimento global e os fenômenos climáticos decorrentes.

 Acredito, com base nas pesquisas científicas e ambientais que temos realizado que é esta a causa principal da crise planetária.

A continuar este processo, logo mais, podemos atingir a degeneração de todos os processos vitais, ou seja, o império do DOR. A terrível carga de DOR - Deadly Orgone, ou Energia Cósmica Mortal logo mais não será mais suportada pela Terra, e o planeta que tem identidade, consciência e pensa (o cérebro está nos elementos monoatômicos contidos na superfície da terra e nos oceanos) parece que não está mais disposto a suportar tantas violências, crueldades e guerras.

A Mãe Terra está febril e começa a acionar todos os sistemas de defesa imunológica de que dispõe para eliminar os “vírus humanos” se o processo não for invertido podemos estar a  caminho do fim de mais
uma civilização.

Face a irresponsabilidade e desqualificação dos governos e da maioria dos meios de comunicação, para curar a Terra, torna-se necessário e emergencial além da futura aplicação das soluções científicas, tecnológicas, empresarias e políticas que temos proposto aos governos;
que todos os que desejam um mundo melhor, atuem já nessa mudança radical agindo inicialmente sobre si mesmos e capacitando-se com suficiente Amor-Irrestrito, energia cósmica e saber lúcido para uma luta transcendental e definitiva pela sobrevivência pela grandeza e pela glorificação dos seres humanos.

 Hoje em dia, quando o capital ocupa tronos e os bancos se transformaram em templos, é comum denegrir ou destruir a reputação financeira das pessoas associando honra com crédito ou pior falta de recursos, com falta de credibilidade, imoralidade ou crime. As pessoas não percebem que cometem um atentado à ética quando dessa forma cultuam o deus dinheiro.

Por exemplo, em nada desmereceu a honra e a glória da missão de Jesus o fato de ter sido condenado e crucificado junto com dois ladrões após ter sido traído às custas de 30 moedas de ouro por Judas seu melhor amigo. Os verdadeiros criminosos neste caso, foram os sacerdotes e os governantes da época que preocupados com o risco de perder o poder e suas benesses, manipularam o povo.



Quem transmuta não se submete ao dinheiro e cresce em consciência, capacidade criadora, conhecimentos, sensibilidade, sabedoria e poder para realizar, logo, suas qualidades só são úteis para as organizações e sociedades que desejam ter como membros pessoas dessa natureza. 

A maioria dos atuais governos, empresas e universidades carecem desse tipo de pessoas. A transmutação humana é a chave da evolução planetária. Sem ela, só resta a destruição renovadora.

Conforme o indivíduo pensa e visualiza um determinado futuro, maior probabilidades têm de que sua alma o leve a perceber, agir e lidar com oportunidades capazes de transformar em realidade o futuro que idealiza.

Quando um grupo de pessoas sente, pensa e visualiza intuitivamente um futuro comum, esse grupo de mente, unida por um ideal comum, tem maiores probabilidades de transformar o futuro idealizado em realidade. Com os povos e com a humanidade o processo é o mesmo. É
um fenômeno de ressonância cósmica, um fenômeno quântico universal.

Em planetas escola, como a Terra, boa parte do futuro é fruto do processo de atração de realidades criadas pelas mentes que o projetam. No momento o futuro do Planeta Terra depende de como as mentes dos seres humanos projetam seu futuro. Neste processo há mentes negativas, há mentes positivas e há mentes neutras.

Há no mundo 6.660.000.000 de mentes que sentem, pensam e geram energia psi-quântica, no meu entender 6.000.000.000 dessas mentes são neutras, pois estão alienadas de sua natureza superior, não pensam em um futuro comum, apenas desejam coisas e situações relacionadas com a sua sobrevivência e suas necessidades primárias. Dos demais 660.000.000 de seres humanos 600.000.000 não tem a bioenergia necessária para estimular a ressonância cósmica, pois seu pensamento é fragmentado e caótico.

Apenas 60.000.000 de cidadãos que não se conhecem e vivem nos quatro cantos do planeta podem determinar nosso futuro. Intuo que se entre estes últimos apenas 6.000.000 entrarem em ressonância e agirem de forma ativa e criadora o mundo pode ser levado a mudar em poucos anos seus paradigmas destrutivos por novos paradigmas construtivos e civilizadores." 

Francisco Ortiz

FICHEIRO EM PDF