terça-feira, 24 de maio de 2016

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - AURICULOTERAPIA - Conhecendo um pouco mais...

O QUE É ACUPUNTURA AURICULAR?



Também chamada de Auriculoterapia ou Auriculopuntura,
é uma técnica de tratamento que consiste no estímulo de pontos  determinados  da orelha. 

Podem ser utilizados neste  processo agulhas, esferas, sementes, magnetos, ponto cristal, eletroestímulos, outros).



É  um sistema independente dentro da acupuntura e a aplicação  atual da auriculoterapia não  se restringe apenas ao tratamento  das enfermidades através dos pontos auriculares. 

Este microsistema também tem-se  desenvolvido em relação ao diagnóstico em  muitas patologias.

PAVILHÃO AURICULAR
O pavilhão auricular é considerado uma parte muito importante do corpo humano por constituir um microsistema, capaz de funcionar como um receptor de sinais de alta especificidade, podendo refletir todas as mudanças fisiopatológicas dos órgãos e vísceras, dos quatro membros, do tronco, dos tecidos, dos órgãos dos sentidos, enfim, de todo o organismo. 

Quando se produz um estado patológico em qualquer parte do corpo humano, este é refletido na orelha com reações positivas de caracteres e localidades diferentes, específicos a cada enfermidade em particular, e deixando relações muito estreitas entre os locais reativos e as partes do organismo implicadas na patologia.



PONTOS AURICULARES



Os pontos auriculares funcionam como uma memória do histórico patológico da pessoa, por isso  o diagnóstico através destes, nos fornece o desenvolvimento cronológico das enfermidades e a preparação para processos

patológicos que ainda não se manifestaram clinicamente. O diagnóstico auricilar tem valor semiológico tão importante quanto o diagnóstico através do pulso e da observação  da língua na Medicina Tradicional Chinesa.

Dentro da concepção chinesa, a doença é uma manifestação de desequilíbrio energético, sendo que a Acupuntura Auricular seria uma forma de readquirir o equilíbrio.
Indicações:
Dores em geral (ação anti-inflamatória em: lombalgias, bursites, tendinites);
Gastrite, úlceras;
Stress;
Distúrbios hormonais;
Insônia;
Asma, sinusite, rinite;
Distúrbios menstruais;
Incontinência urinária, cálculo renal;
Depressão, ansiedade, síndrome do pânico, tensão nervosa;
Obesidade;
Tabagismo;
Acne;
Alergias em geral;
Artrite, artrose;
Cólicas, constipação, hemorroidas;
Dermatites;
Queda de cabelo;
Enxaqueca.
Técnica
Podem ser utilizadas no processo:
agulhas, esferas (ouro, prata e bronze), sementes, magnetos, ponto cristal, eletroestímulos, entre outros.
Na primeira consulta busca-se estabelecer qual o tipo de deficiência energética do paciente e selecionar os pontos de acordo com o diagnóstico.
Após a limpeza da pele, as agulhas descartáveis são inseridas e deixadas no local por um período aproximado de 15 à 20 minutos. Em seguida, as agulhas são removidas e substituídas por esferas, permanecendo até a próxima sessão.
Os atendimentos posteriores são semelhantes. Após algumas sessões, é feita nova avaliação dos pontos estimulados e com sua melhora, são reduzidas as aplicações.
Freqüência
Usualmente a freqüência é de uma vez por semana, porém, sessões diárias podem ser necessárias em casos agudos.
A duração do tratamento depende do tempo da cronicidade da doença. Quanto mais recente, mais rápido o resultado.
Algumas doenças respondem mais rapidamente que outras.