sábado, 10 de outubro de 2015

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - MASTURBAÇÃO E AUTO-ESTIMA

MASTURBAÇÃO - CERCADA DE PRECONCEITOS, A PRÁTICA É IMPORTANTE PARA O DESENVOLVIMENTO DA SEXUALIDADE E A 
AUTO-ESTIMA!









A prática pode ser entendida como uma excitação, habitualmente rítmica, efetuada com as mãos, na zona genital, própria ou do parceiro, com ou sem orgasmo. Costuma ocorrer em diferentes fases do desenvolvimento humano. Na infância é entendida como manipulação que assume caráter de autoconhecimento. Nesse processo de descoberta de si, os pequenos buscam repetir as vivências prazerosas e evitar as que causam algum tipo de sofrimento, seja ele psíquico ou físico. Com a exploração do próprio corpo a criança descobre as regiões que lhe dão prazer ao serem tocadas.

 
Sensações e emoções experimentadas durante essa exploração servirão de base para vivências sexuais futuras. Nessa fase, ela ainda não tem a mesma capacidade do adulto para compreender o que faz e por que o faz; não consegue identificar o toque em seus genitais como prazer erótico; não tem intenção de se estimular sexualmente. Se há algo de errado nessa situação é somente aos olhos do adulto que, confrontado com as próprias questões sexuais, pode se incomodar com a atitude da criança. Na verdade, podemos dizer que, nessa etapa, ela apenas se manipula para obter satisfação – esse ato somente se transformará de fato em masturbação quando atingir a puberdade.

Na adolescência, as alterações hormonais levam ao amadurecimento dos genitais, provocando novas sensações, o que intensifica a busca de prazer por meio da estimulação do próprio corpo. A maior conquista dessa fase é a aquisição do pensamento abstrato, o que possibilita o uso de fantasias como fonte de excitação sexual. Neste sentido, a masturbação antecipa a realidade no plano imaginário, abrindo caminho à concretização de futuras relações afetivo-sexuais, e favorece o processo de amadurecimento sexual.

Ainda é muito comum ouvirmos homens e mulheres afirmando, equivocadamente, que a masturbação só é praticada por adultos que não têm vida sexual ativa, pois ainda prevalece a crença generalizada de que o amadurecimento do indivíduo leva à primazia e à exclusividade do ato sexual. Entretanto, não há nenhum motivo que justifique tal concepção; cada prática traz diferentes sensações prazerosas, não excludentes entre si.
Em geral, o início da vida a dois é cheio de novidades e existe muita energia para ser investida no relacionamento sexual. Nesta etapa da vida, a masturbação solitária pode tornar-se para alguns uma atividade rara. Contudo, é possível se beneficiar dessa prática por meio da estimulação mútua, o que pode ser um interessante instrumento de descoberta erótica para o casal, pois permite que cada um dos parceiros conheça melhor o corpo e a sexualidade um do outro.

Há ainda um longo caminho a ser percorrido para que as pessoas possam reconhecer a masturbação não apenas como uma manifestação sexual, mas também como um processo de aprendizado que o indivíduo tem sobre si mesmo. Afinal, a excitação se apresenta com inúmeras variedades de ritmos e intensidades; está presente a todo momento em nossa vida: por exemplo, ao saborearmos um alimento gostoso; ao ouvirmos um som suave; ao inspirarmos um aroma agradável; ao apreciarmos a beleza da natureza; ao sentirmos o calor do contato da pele de uma pessoa querida. Com a masturbação não é diferente, o ato possibilita a descoberta da própria sexualidade, por meio da experiência do autoerotismo. Quando praticada sem culpas ou temores, fortalece a autoconfiança, eleva a autoestima e proporciona o autoconhecimento

10 COISAS SURPREENDENTES SOBRE A MASTURBAÇÃO QUE VOCÊ NÃO SABE

95% dos homens e 89% das mulheres praticam a auto estimulação e aqueles que fazem sexo com mais frequência são os que mais praticam. Veja outros dados.
Nos últimos meses temos encontrado muitas histórias sobre masturbação. Por que as pessoas inteligentes se masturbam com mais frequência? É uma pergunta que nós fizemos antes de comentar que as pessoas com parceiro se masturbam mais. Além disso, há algum tempo atrás tivemos casos como o da mulher presa por se masturbar enquanto assistia o filme ’50 tons de cinza ‘.
Também não podemos esquecer da mulher que foi presa masturbar-se em um voo, e aquela que não hesitou em fazer isso no meio de uma estrada, causando um congestionamento considerável.
Bem, agora listamos aqui 10 curiosidades sobre a masturbação que provavelmente você não conhecia.
1. 95% dos homens e 89% das mulheres praticam a auto-estimulação. Eles fazem isso quase que diariamente e mais da metade delas utiliza um vibrador.
2. Masturbam-se mais aqueles que fazem sexo com frequência pois o aumento da testosterona produz um maior apetite.
3. O orgasmo obtido sozinho, sem exceções, é mais intenso e mais rápido do que aquele procurado em um relacionamento sexual com parceiras (os).
4. O termo “masturbar-se” vem do Latim manus turbare, cujo significado se aproximaria de perturbar-se ou violentar-se com a mão, o que mostra que a masturbação feminina sempre foi uma subsidiária da masculina.
5. A liberação dos hormônios e do estresse após a ejaculação melhora o humor, promove relaxamento e prevenir várias doenças, tais como diabetes tipo 2 e depressão.
6. A auto-estimulação ajuda a superar barreiras psicológicas que levam a disfunção sexual, como anorgasmia e perda do desejo sexual.
7. Reduz infecções ou doenças do trato urinário, tanto em homens quanto em mulheres.
8. Ajuda a aliviar a dor menstrual, apresenta vantagens no primeiro nascimento, e procura contrações mais eficazes.
9. Reduz o risco de desenvolvimento de tumores da próstata. No entanto, em idades precoces é precisamente a causa do aparecimento da doença.
10. Melhora consideravelmente a mobilidade e qualidade do esperma, aumentando a sua fertilidade.