terça-feira, 21 de abril de 2015

PENSAMENTOS, POESIAS E REFLEXÕES - O diálogo do "se"...

O diálogo do "se"...



Se eu ainda penso em você?

Sim. Demais... demais... demais... Até mais do que deveria!


Se te amo tanto quanto afirmei esse tempo todo?

Por favor, não tenha dúvidas! Apenas precisei curar minha alma do vício e, aos poucos, estou entendendo meu papel nessa história toda!


Se fomos feitos um para o outro?

Você sabe que não. Que esse relacionamento, além de improvável, é impossível demais para ser verdade. E você precisa compreender isso, do mesmo modo que eu me obriguei a entender!


Se continuarei te dando carinho?

Claro! Você merece afeto em abundância e me faz bem te ver feliz... Além do mais, qualquer resposta sua já abre um sorriso imenso dentro de mim!


Se aprendi algo com você?

Muita coisa. Aliás, eu nem conseguiria descrever aqui quantos ensinamentos você me trouxe. Mas agora preciso aprimorar ainda mais esse nível de aprendizado. Sei que você confia em mim e também espera por isso. Vou conseguir!


Se sinto falta do seu abraço que nunca tive?

Nossa... e quanto! Porém, hoje minha alma fala baixinho e não se atormenta mais pela distância. Ela sabe que tudo virá no momento certo. E, quando vier, será amistoso, gentil e suave!


Se foi culpa sua?

Não. Nem minha. Tivemos responsabilidade, o que é bem diferente. Mas, aos poucos, vamos aparando as arestas e transformando tudo em leveza! Juntos, certamente chegaremos lá – ainda que cada um esteja no seu canto.


Se eu vou ficar bem?

Também me pergunto isso, sempre. E, a cada amanhecer, repito: “Hoje eu só quero que o dia termine bem...” Tem dado certo, pois você permanece em meu coração, mesmo sem estar fisicamente comigo!

Se existe amor além da vida?

Acredito que sim. Porque, em meio a altos e baixos, achados e perdidos...  

... encontrei você!