sexta-feira, 5 de setembro de 2014

EQUILÍBRIO E HARMONIA - Nossos desejos nascem de duas formas

Nossos desejos nascem de duas formas:



























1) Passamos por experiências desagradáveis e neste momento desejamos mais;

2) Temos necessidades básicas emocionais para nos sentir confortáveis na nossa existência;
Quando você passa por algo que é desagradável ou lhe faz sofrer, nesta hora o seu amor próprio reclama: Eu mereço mais. 

É uma excelente oportunidade para começar a revelar a si mesmo o que realmente quer, e se você, ao invés de ficar reclamando, se queixando, colocar sua atenção nesse novo desejo, é incrível a força desse comando na direção da materialização dele. Estudando o cérebro, se você começar a CONCEBER essa nova ideia e começar a observar acontecimentos e pessoas que já possuem o que você quer e se sentir corajoso e motivado para obter o mesmo, esse orgão maravilhoso começa produzir o combustível para você também obter isso.

Mas se você ficar chateado , incomodado e se queixando, vai se sentindo cada vez pior e naturalmente vai buscar por compensações. É ai que entra um bom prato de macarrão com um molho delícioso!!!!uhuhuhuhuhummmmm

Temos também necessidades emocionais básicas.

A ausência delas gera insatisfações, nascendo os desejos:
Todo mundo precisa se sentir seguro e protegido
Todo mundo precisa se sentir nutrido.
Todo mundo precisa se sentir amado e querido
Todo mundo precisa sentir que a vida é relevando e signficiativa.

Precisamos estar conscientes disso , caso o contrário, é muito comum nos sentirmos vazios , desmotivados, estranhos, e sentindo esse desconforto buscarmos em escapes , como a comida,a bebida , as compras , preencher esse vazio das necessidades emocionais. Se não preenchermos pode acontecer ainda pior- Adoecemos. Nosso corpo sofre as consequências de uma vida sem sentido, de uma vida sem direção aos nossos desejos.

Consciência e busca de satisfação do que realmente queremos é a mais importante missão, é nosso compromisso amoroso. Caso contrário, comemos demais, gastamos demais, bebemos demais e mesmo assim, continuamos insatisfeitos e agora com mais uma insatisfação - descontentes com nosso corpo.

É hora de acordarmos para essa consciência e buscarmos pelos caminhos certos, aprender a dirigir nosso cérebro para a concretização de nossos reais desejos.
Essa é a minha missão em ajudar as pessoas.

Rosalia Schwark