segunda-feira, 11 de agosto de 2014

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - NOSSOS CORPOS

NOSSOS CORPOS






Todos nós temos uma existência multidimensional, o que significa que nos manifestamos em diferentes planos de realidade. Tal qual um aparelho de rádio, podemos mudar a nossa sintonia a qualquer momento, pois possuímos um sistema constituído de vários corpos. Cada corpo é um veículo ou instrumento da consciência, o invólucro no qual a consciência entra em contato com o mundo exterior. Normalmente temos a consciência de nossos corpos inferiores (corpo físico, mental, emocional), mas na verdade somos um conjunto muito mais complexo. Na verdade existe muitas pesquisas e divergências sobre o número de corpos, pois esse dado faz parte de um dos maiores segredos e mais complexos aspectos da matriz criacional que nos gerou. Encontramos descrições que vão de 7 até 48 corpos sutis, mas o número ou os nomes são apenas convenções que temos para podermos entender melhor a questão.

Tudo que existe e se manifesta no plano físico, possui uma manifestação de energia mais sutil, que pode ser chamada de corpo energético. O ser humano é um conjunto de corpos de diversas naturezas (da material até a energética). Somos basicamente formados por um corpo físico e muitos corpos energéticos ou corpos sutis. Os corpos sutis são diferentes aspectos da nossa natureza multidimensional, e não há dúvida de que possuímos muitos aspectos, muitos níveis de conhecimentos e muitas perspectivas de expressão que se integram numa totalidade de corpos. Todas as manifestações físicas que podem ser percebidas com os cinco sentidos vibram numa freqüência abaixo da freqüência da velocidade da luz. Porém, os corpos sutis são manifestações de energia que vibram numa freqüência acima da velocidade da luz e assim não podem ser percebidas pelos cinco sentidos.




Um corpo sutil não é algo material, como entendemos a matéria, que podemos ver e tocar, mas um campo de energia que coexiste com nosso corpo físico, numa outra dimensão da realidade. São corpos formados de um tipo de matéria etérica, fluídica (energias que fogem aos nossos órgãos de percepção: visão, paladar, tato, olfato e audição). Muitos pesquisadores desconsideram o corpo físico como parte integrante do ser humano, pois entendem que o corpo físico não é o ser-em-si, que o Ser verdadeiro é apenas o espírito e os corpos que o formam. O corpo físico é, na realidade, um conglomerado de todos os outros, com o acréscimo da matéria ou substância planetária; a maioria aceita o corpo físico como fonte de Inteligência que interage através dos corpos energéticos. Uma das classificações mais didáticas é a que apresenta 9 corpos: o corpo físico, conhecido e aceito por todos e pela ciência convencional e outros 8 corpos energéticos que não são constituídos de matéria densa perceptível aos nossos cinco sentidos normais. Cada um dos nove corpos é um veiculo de consciência que percebe uma atividade e um domínio especifico de vibração e age como uma camada protetora para o seguinte.

1 - Corpo Físico - Corpo físico
2 - Corpo Energético - Básico
3 - Corpo Energético – Sacro
4 - Corpo Energético – Plexo Solar
5 - Corpo Energético - Cardíaco
6 - Corpo Energético – Laríngeo
7 - Corpo Energético – Frontal
8 - Corpo Energético – Coronário
9 - Corpo Espiritual – Essência




Todos os nove corpos se expressem numa realidade tridimensional, sendo um físico e oito sutis que são representados por corpos de energias e fluidos, que têm seus centros em pontos distribuídos ao longo do eixo central de nosso corpo e são conhecidos como chakras e um outro corpo, corpo espiritual, que é o principio inteligente do ser humano e é formado por plasma cósmico. Os quatros primeiros corpos constituem o que chamamos de personalidade, o quinto corpo é uma ponte que conduz aos corpos superiores, um mensageiro e arquivista, que realmente serve como um diagrama para nos orientar a cada encarnação. Os corpos acima são mais espirituais por natureza e servem como receptores e transmissores interdimensionais. Todos esses corpos são independentes e cumprem funções distintas, mas são interligados e se relacionam diretamente entre si formando um ser indivisível, um único corpo.

Cada um dos corpos energéticos possuem pontos de captação, pontos de exclusão e ainda, canais de circulação dessas energias. Da mesma forma que nosso corpo físico tem ponto de entrada de alimentos (boca), ponto de saída (sistema excretor) e canais de circulação e processamento, que são os órgãos de digestão e intestinos e o sistema circulatório. O corpo espiritual constitui-se de uma energia não classificada, de uma vibração de intensidade não percebida no campo tridimensional e por esse motivo não é considerado por alguns como um corpo. No holismo não só o consideramos como um corpo, como o colocamos na qualidade de o mais importante, por entendermos que ele é a nossa essência.

Para que a nossa energia vital (prana) flua saudavelmente, precisamos manter os corpos sutis limpos. Essa energia alimenta os canais que existem nesses corpos sutis e deve estar sempre equilibrada; para tal existe a Terapia Multidimensional que se utiliza de um conjunto de essências minerais e florais e nos anima a adaptar estes elementos de acordo com a nossa necessidade. Os corpos sutis formam várias camadas de campos de energia que se interpenetram, circundando umas às outras e ao corpo físico, formando uma série de círculos concêntricos e alguns desequilíbrios, por vezes os mais crônicos no nosso corpo físico podem estar ligados aos problemas que iniciaram em um dos chakras. O conhecimento de nossos corpos sutis pode nos facilitar a cura. Limpeza e a Energização podem nos dar respostas positivas para várias situações que se apresentam no dia-a-dia dia; também melhoram situações de convivência familiar a medida que passamos a agir dentro de uma sintonia mais refinada.

Poderemos falar nessa questão em outros artigos, pois o conhecimento dos nossos corpos e o equilíbrio dos mesmos nos fazem viver na Luz e isso nos mantém conscientes e com a mente aberta. Certa vez li uma frase que considero muito apropriada: “a mente é como um pára-quedas, só funciona quando aberta”; para usufruirmos de toda nossa energia precisamos de limpeza, pois a mesma nos traz a elevação do coeficiente de luz nas células.



Namastê! 


Saviitri Ananda