sábado, 26 de julho de 2014

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - Conheça um pouco mais sobre o Reiki um breve comentário

Conheça um pouco mais sobre o Reiki um breve comentário




O REIKI é uma técnica de tratamento com base no toque das mãos, tendo como ponto de partida a ideia de uma força vital vinda do Universo. Os praticantes de Reiki acreditam que é possível ter acesso a essa energia e usá-la para tratar a mente, o corpo e o espírito. O conceito de força vital têm sido reconhecido por muitas culturas desde há milhares de anos, usando-se conceitos idênticos em muitas outras terapias alternativas, tais como a acupunctura e o Shiatsu ou em práticas físicas e espirituais como o Tai Chi e o Yoga.
Na China, essa força vital é designada de Chi, no Hinduísmo tem o nome de Prana e no antigo Egito era conhecido por Ka. As crenças e as práticas de Reiki emergiram no Japão, no séc.. XIX e foram levadas daí até ao Havai, para a Califórnia e para o mundo Ocidental em geral. A própria palavra Reiki forma-se a partir de Rei, que significa “Universal” e de Ki, que quer dizer “força vital”.
O corpo de um homem ou de um animal irradia calor e energia, sendo essa energia a Energia de Vida ou Energia Vital. Esta energia têm tantas designações quantas as culturas existentes; por exemplo, os Russos chamam-lhe Energia Bioplasmática, os Hunas da Polinésia chamam-lhe Mana, os Índios Iroqueses Americanos chamam-lhe Orenda, na Índia chama-lhe Prana, nos Países Islâmicos designam-na por Baraka e por Chi na China.
No Japão, a esta Energia Vital dá-se o nome de Ki (o kanji inferior da imagem à esquerda) e é essa palavra que em conjunto com a palavra Rei (o kanji superior da imagem à esquerda), que designa a Energia Universal, forma o nome Reiki. Podemos assim, tentar definir duma forma mais simples, o Reiki como um método que permite a qualquer ser vivo despertar dentro de si e ligar-se à Energia Universal (Rei) para com ela harmonizar a sua própria Energia Vital (Ki) assim como a de qualquer outro ser vivo.
O Ki é um tipo de energia de vida que o corpo de qualquer ser vivo produz, proveniente de diversas fontes como o ar, a água, os alimentos e o sol, estando o seu estado de saúde dependente do maior ou menor grau de harmonia e fluidez dessa energia. Estados de desarmonia física, mental, espiritual e / ou emocional levam a que a passagem da Ki seja obstruída em determinados locais do nosso corpo, e então, os reflexos a nível físico dão-se sob a forma daquilo que normalmente designamos de doenças.
Quando a Ki deixa o organismo, a vida cessa. O equilíbrio da nossa energia Ki, é assim essencial para que o organismo tenha um funcionamento perfeito pois está constantemente a ser desequilibrado com angústias, depressões, pensamentos e atitudes negativas, alimentação incorreta, preocupações excessivas, falta de autoconfiança, de amor próprio, entre muitos outros fatores. A nossa energia Ki desgastada pode então ser harmonizada através da energia Rei, através da Energia Universal, promovendo o equilíbrio, o aperfeiçoamento e a melhoria da qualidade de vida em todos os níveis do nosso Ser.
Origens do REIKI

O Reiki tem a sua origem mais remota no budismo tibetano. A sua técnica foi redescoberta no século passado pelo dr. Mikao Usui, um médico japonês. As pesquisas e estudos de Mikao Usui, a sua dedicação atenta a uma causa e a procura de um método que se tinha perdido e que era urgente despertar, originaram uma terapia especial.
Práticas de meditação e jejum, exercícios rigorosos e transcendentes, muita disciplina e dedicação, praticados no Monte Kurama (também conhecido por Kuramayama) perto da cidade de Quioto (Japão), contribuíram para que Mikao Usui atingisse a compreensão e o entendimento total dos mesmos, o que permitiu a aplicação e o uso prático dessa Energia Cósmica para a cura.
O poder da transformação do mal-estar humano, a diversos níveis, pela imposição das mãos tinha sido então redescoberto, e desde o final do século XIX até aos nossos dias muitas foram as pessoas que procuraram este método holístico natural, simples e eficaz, para a progressão da sua evolução em todos os níveis e para a manutenção e/ou restabelecimento da saúde.
Ao que se sabe hoje, o Reiki foi introduzido no Ocidente por Hawayo Takata (1900-1980), natural do Havai, que foi aluna de um mestre formado por Mikao Usui, Chujiro Hayashi (1878-1941) o qual veio a formar a sua própria escola de Reiki, criando um método algo diferente do Usui.
Devido aos conflitos da época, entre o Japão e os EUA, e à grande diferença cultural e social destes dois países, a Sra. Takata introduziu algumas alterações na história do Reiki e adaptou o método à mentalidade ocidental.
Como atua?
O Reiki é aplicado por um/a terapeuta (emissor-canal) que impõe as mãos sobre determinados pontos do corpo (ou na aura), através, ou não, de um toque suave e delicado sobre o corpo da pessoa (receptor). Não se assemelha a uma massagem e a pessoa fica integralmente vestida enquanto recebe o Reiki, podendo estar coberta, ou não, por uma manta/lençol.
Uma vez que uma pessoa seja sintonizada por um mestre de Reiki, fica apta a captar ou a canalizar a Energia Vital para o seu próprio bem ou de outros seres, quer sejam pessoas animais, plantas, etc.
A imposição das mãos
Não há posições exatas na técnica Reiki, porém existem posições predefinidas, próximas aos chakras. Pode-se mudar as mãos para onde a nossa intuição apontar, pois ela é o nosso maior mestre. Existem escolas onde a aplicação se inicia pelos pés, baseado na reflexologia (todos os órgãos se refletem nos pés), mas as orelhas também apresentam esta relação de interdependência reflexa, por isso poderá escolher iniciar uma sessão de Reiki tanto por um sítio como por outro.